Isso, isso, isso! Visitamos “Chaves, a Exposição”, para encontrar o Satanás!

22 de março de 2024
Isso, isso, isso! Visitamos "Chaves, a Exposição", para encontrar o Satanás!

No meio de tanta coisa legal, como itens originais de Seu Madruga e Chapolin, réplicas perfeitas de itens e cenários, além da aula sobre a obra de Chespirito, quem que iria se lembrar de achar o Satanás? Mas em nossa visita ao “Chaves, a Exposição”, nós aproveitamos tudo, e ainda encontramos o gatinho da Brux… Dona Clotilde.

E não só o Satanás, como também o Madruginha, dando sopa no pátio da vila, pois o que está presente no MIS Experience é uma exposição da mais alta qualidade. Logo de cara, uma “aula de Chaves” prepara o visitante para a imersão. TVs antigas nos levam de volta aos primeiros anos do seriado no Brasil, que estreou no SBT em 1984. O visitante conhece sobre Chaves, Chapolin e outros personagens de Chespirito, como Chompiras (o nosso Chaveco), Dr. Chapatim e tantos outros.

Isso, isso, isso! Visitamos "Chaves, a Exposição", para encontrar o Satanás!

Um próximo espaço, sobre o Chapolin, detalha, com riqueza, a história do herói. Tem espaço, tem Velho Oeste, e também também as armas do Chapolin, como a sua famosa Marreta Biônica e a Corneta Paralisadora. Roupas do personagem e cenários também deixam tudo melhor. Por exemplo: lá você pode ver os vilões do herói, todos procurados vivos ou mortos.

Já no espaço sobre Chaves, mais coisa boa ainda. Os visitantes são apresentados aos personagens e consequentemente, aos cenários. Há réplicas de tudo o que você imaginar, como do famoso disco voador que já se foi ou já chegou, dos livros da escolinha, para sermos como o Professor Girafales, do Restaurante da Dona Florinda, com direito à placa do banheiro para damas e cavalheiros, e muito, muito mais!

Isso, isso, isso! Visitamos "Chaves, a Exposição", para encontrar o Satanás!

Entre os cenários, os detalhes são incríveis! Tem também aquela porcaria de segunda mão que não fonuncia pro Seu Madruga ver a nossa seleção contra a Lemanha? Sim! Tem a chave de luz para trocar os revolvíeis? Claro! Tem o disco voador que não dura um minuto na mão de vândalos? Óbvio! Tem até o uniforme para vender os churros de Dona Florinda em condições higiênicas adequadas.

Passamos pela vila, pela casa do Seu Madruga, da Dona Florinda (com direito a café — de cenário — e Hector Bonilla na TV) e pela casa da Bruxa do 71, onde temos caldeirão e onde fica o nosso amigo felino Satanás. A visita termina em Acapulco, com direito a uma piscina para um concurso de mergulho, porém sem água na piscina e sem garotas de biquini para o Seu Madruga paquerar.

A exposição de Chaves mostrou um cuidado impecável com a obra de Chespirito. Apesar do brasileiro conhecer mais Chaves e Chapolin, a exposição é didática ao ensinar ao público quem foi Chespirito e o que ele fez que transcende estes dois icônicos personagens.

Isso, isso, isso! Visitamos "Chaves, a Exposição", para encontrar o Satanás!

O evento também acertou pela precisão de detalhes de suas réplicas. Os cenários são perfeitos e os itens, únicos! No fim, é interessante ver algo que não foi feito aqui, mas tem a alma brasileira, que nós demos aos personagens, ser homenageado de uma forma tão honesta, tão precisa e tão profunda.

Chaves, a Exposição vai até o dia 30 de março, com ingressos disponíveis no site oficial. As terças a visita é gratuita, mas há algumas regras a se cumprir.

Uma resposta para “Isso, isso, isso! Visitamos “Chaves, a Exposição”, para encontrar o Satanás!”

  • 23 de março de 2024 às 22:53 -

    Helinux

  • Show de bola!!!! Valeu!!!!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *