Jaspion e Changeman comemoram seus 30 anos de Brasil na Play Geek Brasil

16 de Abril de 2018
Autor: Junior Candido

Jaspion e Changeman comemoram seus 30 anos de Brasil na Play Geek Brasil

O interior de São Paulo será encontro de fãs de Tokusatsu, no Play Geek Brasil, que acontecerá na cidade de Indaiatuba, entre os dias 20, 21 e 22 de julho. O evento, que busca ser o maior festival geek a céu aberto do país, terá a presença de dubladores conhecidos, como Wendel BezerraIsaac Bardavid, além de um espaço destinado a quem viveu as aventuras de Jaspion, nos anos 80 e 90.

Um painel, com o nome “30 anos de Jaspion e Changeman”, terá a presença de Danilo Modolo, que mantém o canal TokuDoc, referência no assunto, e receberá o Sr. Toshihiko Egashira, para apresentar informações sobre os bastidores da chegada dos heróis japoneses no Brasil, e o fenônomeno que suas aventuras trouxeram ao Brasil, praticamente escancarando as portas — já abertas com seriados como Ultraman e National Kid — da cultura pop japonesa por aqui.

O Sr. Toshihiko foi peça fundamental para o sucesso das produções japonesas no Brasil, inciando esta rica história desde 1985, quando fundou na Liberdade, em São Paulo, a locadora Golden Fox, com acervo de fitas gravadas diretamente da TV japonesa, dos mais variados gêneros, fazendo sucesso mesmo sem dublagem, ou legenda.

 

Com o sucesso do aluguel das fitas, Toshihiko, incentivado por amigos, decidiu ir ao Japão, diretamente na Toei Company, negociar o licenciamento para exibir suas séries no Brasil. Voltou para cá com um contrato e o direito de exibir Jaspion, Changeman, além do anime Comando Dolbuck, as séries mais recentes do momento.

Tendo que lidar com as leis de importação da época, extremamente complicadas, e os vários “não” que recebeu de Globo, SBT e Bandeirantes, o empresário ganhou uma chance na Manchete, e a partir daí, o resto da história você já conhece: os seriados se transformaram em um fenômeno, vários outros heróis chegaram pegando carona, a Manchete se transformou em um sinônimo de produções japonesas, em seus anos dourados, as outras emissoras correram atrás do prejuízo e, até hoje, produções japonesas são bem aceitas por nosso público.

 

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *