LittleBigPlanet 2 (PS3) Review: Criatividade e diversão em excesso

31 de janeiro de 2011
Autor: Fábio Torres

LittleBigPlanet 2 (PS3) Review: Criatividade e diversão em excesso

Poucos jogos trouxeram tanta criatividade para os consoles quanto LittleBigPlanet. A primeira aventura de Sackboy ficou famosa por seus puzzles inovadores e sua capacidade de permitir aos gamers criarem inúmeras fases diferentes fez com que o jogo se tornasse um hit no PlayStation 3. Por isso, já era de se esperar que uma sequência estivesse a caminho e a Media Molecule não desapontou ao trazer LittleBigPlanet 2.

A história de LBP2 é bastante simples e batida: o Craftworld (mundo onde o jogo se passa) está sob ataque do monstro maligno Negativitron e cabe a Sackboy salvar o mundo. A história parece ter saído de um livro infantil e não é nem um pouco cativante, mas não é pelo enredo que LBP2 se destaca e sim pelo incrível gameplay. São 30 fases das mais variadas, todas bastante empolgantes e desafiadoras. Se uma hora você está enfrentando um bolinho do mal, na outra você está nas costas de uma abelha, atirando mel nos inimigos tal qual um shoot’em-up de naves.

LittleBigPlanet 2 (PS3) Review: Criatividade e diversão em excesso

Graças a tanta diversidade, jogar o modo Story de LittleBigPlanet 2 prende o jogador pois você nunca sabe o que lhe espera na próxima fase. Além disso, o modo ainda traz itens colecionáveis como adesivos e roupas para Sackboy e pode ser zerado com o auxílio de até três outros amigos. O multiplayer cooperativo, por sinal, apesar de divertido, conta com alguns altos e baixos, já que nem todas as fases funcionam bem com mais de um jogador e a câmera fica fazendo zoom-in e zoom-out para poder enquadrar todos os players. Outro detalhe do cooperativo é que uma série de itens só é liberado se você estiver acompanhado de seus amigos. O multiplayer ainda teve a adição dos desafios e do modo Versus, um inédito modo competitivo.

LittleBigPlanet 2 (PS3) Review: Criatividade e diversão em excesso

A base de LBP se manteve praticamente intacta do primeiro para o segundo jogo, o que quer dizer que o gameplay, apesar de excelente, manteve algumas falhas como a física um pouco irreal. No entanto, o número de novidades de gameplay é absurdo. Uma das adições mais interessantes é o creatinator, um capacete que atira qualquer tipo de projétil da cabeça de Sackboy. Outra novidade muito bem-vinda é a presença de um grappling hook no melhor estilo The Legend of Zelda – e que certamente gerará uma série de fases inspiradas em heróis como Batman e Homem-Aranha.

Aliás, o sistema de criação de LittleBigPlanet 2 merece um destaque próprio. Além de manter todas as características básicas do primeiro jogo, tais como copiar, colar e recortar, ele ainda trouxe novidades como os Sackbots (NPCs que você pode configurar para serem amigos ou inimigos), power-ups, microchips e o sequenciador de gameplay – todos com tutoriais novos e de fácil entendimento. Num todo, o modo de criação de LBP2 está muito mais complexo, ainda que mais user-friendly. A novidade é que ele só é tão complexo quanto o jogador deseja, uma vez que é possível criar fases simples, mas divertidas, assim como elaborar estágios muito mais desafiadores e completos.

LittleBigPlanet 2 (PS3) Review: Criatividade e diversão em excesso

Por sinal, esta variação no nível de envolvimento do jogador com o game é algo interessante também: se você não se acha uma pessoa criativa, você tem 30 fases do modo Story, 3,5 milhões de desafios criados pelos jogadores do primeiro LBP, todos os DLCs do jogo original e mais os milhões de criações que virão com LittleBigPlanet 2. Já se você se encontra na outra ponta do espectro e acredita ser um gênio criativo, as opções de customização e criação de fases são praticamente infinitas.

LittleBigPlanet 2 é uma prova viva que os games são muito mais do que o que encontramos no disco. A Media Molecule ainda disponibiliza uma rede social de jogadores de LBP chamada LBP.me que permite aos gamers conferirem e avaliarem o trabalho de outros jogadores, além de favoritarem perfis e fases que gostarem. Uma coisa é óbvia: de pequeno, LittleBigPlanet 2 tem nada.

6 Respostas para “LittleBigPlanet 2 (PS3) Review: Criatividade e diversão em excesso”

  • 31 de janeiro de 2011 às 15:04 -

    Allan Costa

  • beleza de analise, meu console é xbox e esse jogo faz eu chorar por não poder jogar

  • 31 de janeiro de 2011 às 21:33 -

    Vinicius Duarte

  • EU NAO CONSIGO VER O QUE A DE LEGAL NESSE JOGO!!
    POW, TEM UM ESTILO DE CRIANÇA, RIDUCULO
    E AS PESSOAS DAO MUITA ÊNFASE NESSE JOGO!

    mas bela analise :D

  • 31 de janeiro de 2011 às 21:37 -

    Renan

  • Ainda terei esse jogo hehehehehehehe

  • 1 de fevereiro de 2011 às 01:04 -

    Icaro Silva

  • Não sou muito fã desse tipo de game. Apesar de eu achar LBP em particular bem interessante.

  • 1 de fevereiro de 2011 às 15:50 -

    king of kings

  • esse jogo me parece ser mais voltado para crianças e meninas que não gostam de violencia, antes era o mario bross agora é o lbp.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *