Melhores do Ano Arkade 2020: Raji: An Ancient Epic

27 de dezembro de 2020
Melhores do Ano Arkade 2020: Raji: An Ancient Epic

Embora boa parte da comunidade aprecie videogames por seus jogos competitivos e Battle Royales, eu sou um apreciador desta mídia por seu potencial de contar boas histórias. Mais do que isso: Em tempos de pandemia, jogos de videogame foram, mais do que nunca, um escapismo, que nos permitiu viajar por novos países, mundos e dimensões, e nos colocou em contato com culturas diferentes.

Raji: An Ancient Epic, jogo que nasceu graças a um financiamento coletivo, condensa muito bem este poder de contar histórias e ser uma válvula de escape. O jogo é uma grande aventura que passeia pela cultura indiana/hinduísta, e transforma uma garotinha indiana chamada Raji em uma verdadeira emissária dos deuses enquanto ela luta para resgatar seu irmão, que foi raptado por demônios.

A história do jogo é até simples, mas esse tempero indiano — uma cultura bem pouco explorada nos games e na cultura pop em geral — deixa tudo mais interessante. O gameplay do jogo também é ótimo, misturando exploração acrobática no melhor estilo Prince of Persia com combates em arenas, que usam os equipamentos e habilidades que nos foram “emprestados” por divindades hindus. A câmera é fixa, mas sempre nos dá uma boa visão da ação, e tem um efeito poderoso na hora de transmitir uma noção de perspectiva daquele mundo.

Melhores do Ano Arkade 2020: Raji: An Ancient Epic

Eu adoro esse tipo de jogo de ação e aventura 3D — que está meio sumido em tempos de RPGs de mundo aberto, Souls-like e Battle Royales — , e Raji: An Ancient Epic conseguiu “coçar a coceira” que a falta de Prince of Persia faz. Claro, ele não tem o mesmo escopo (nem o mesmo orçamento), mas foi produzido pela equipe muito competente de um estúdio que, inclusive, fica na Índia, então eles sem dúvida souberam representar sua própria cultura com propriedade.

O orçamento mais modesto não foi uma limitação para os desenvolvedores, que encontraram maneiras criativas de contar a história que planejaram: as cutscenes do game se apresentam na forma de “teatros de bonecos” de luz e sombra que conseguem passar a mensagem com um estilo que tem tudo a ver com a narrativa e a cultura indiana. Os templos e estátuas grandiosos pelos quais passamos no decorrer da aventura deixam claro que em quais elementos investir mais (ou menos) tempo e dinheiro.

Melhores do Ano Arkade 2020: Raji: An Ancient Epic

Raji: An Ancient Epic foi uma grata surpresa deste ano atípico. O jogo deixa um gostinho de quero mais, e espero que ele tenha fôlego para ser o ponto de partida de uma nova franquia. O jogo está disponível para PC, PS4, XOne e Nintendo Switch, e tem demo gratuita, então você pode testar antes de decidir se vale a compra ou não.

Leia aqui nossa análise completa de Raji: An Ancient Epic. Se você busca uma aventura divertida por uma cultura exótica e pouco explorada, experimente este jogo. Te garanto que ele vai te surpreender!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *