Melhores do Ano Arkade 2019: Star Wars Jedi Fallen Order

30 de dezembro de 2019
Autor: Rodrigo Pscheidt
Melhores do Ano Arkade 2019: Star Wars Jedi Fallen Order

Star Wars: Jedi Fallen Order não é só um dos Melhores Jogos do Ano: ele também é o melhor jogo de Star Wars dos últimos anos! Se isso não é prova suficiente de que ele tem “a Força”, não sei mais o que é!

Jedi Fallen Order se passa após as Guerras Clônicas, e nos apresenta a Cal Kestis, um padawan que omitiu suas habilidades por anos, mas quando precisou utilizá-las, acabou na mira do Grande Exército da República. Ele acaba sendo resgatado por outra Jedi dissidente, e de repente o futuro da Ordem Jedi — que nem existe mais, mas precisa se reerguer — acaba indo parar nas suas mãos.

Jedi Fallen Order não é muito original: seu combate é “inspirado” no de Sekiro, sua exploração bebe na fonte de Tomb Raider, e seu jeitão cinematográfico é bastante influenciado por Uncharted. Ah, e ele ainda tem elementos de MetroidVania e do gênero Souls-like.

Melhores do Ano Arkade 2019: Star Wars Jedi Fallen Order

Esta mistureba toda poderia dar ruim em mãos menos competentes, mas a Respawn é experiente, sabe o que faz, e soube valorizar o material que tinha em mãos: criando um Frankestein com partes de diversos jogos influentes, eles entregaram uma jornada imersiva e empolgante, com gameplay variado e aquele gostinho de aventura espacial que é que faz milhões de pessoas ao redor do mundo amarem Star Wars.

E o melhor, é que ele faz tudo isso indo contra tudo o que a EA vinha fazendo com Star Wars: aqui não tem multiplayer, microtransações, loot boxes, nem nada do tipo. Jedi Fallen Order é um jogo de ação e exploração puramente single player como não se via desde os tempos de Force Unleashed. Mais do que um jogo, a Respawn colocou nas prateleiras um atestado de que experiências single player ainda têm espaço e relevância, em um mercado onde Battle Royales e jogos “sem fim” vendidos como serviço parecem ter virado regra.

Melhores do Ano Arkade 2019: Star Wars Jedi Fallen Order

Sei que falei pouco do jogo em si, mas escrevi uma análise gigante dele há algumas semanas, que você pode ler clicando aqui. Eu queria aproveitar o espaço para valorizar um jogo de 2019 que não é Battle Royale, nem RPG de mundo aberto, nem jogo como serviço. É só um jogo, com começo, meio e fim. E não há nada de ruim nisso!

Aliás, “só” um jogo não: Star Wars Jedi Fallen Order é um jogaço, que traz personagens carismáticos, gameplay competente e a vibe aventuresca que nenhum Battlefront recente conseguiu ter. Que a Força esteja com a Respawn, para que ela ganhe carta branca para produzir uma sequência desta belezinha na próxima geração!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *