Ministério da Cultura vai investir 100 milhões de reais na produção nacional de games

11 de setembro de 2018
Autor: Rodrigo Pscheidt

Ministério da Cultura vai investir 100 milhões de reais na produção nacional de games

Por pior que esteja a situação do país, ocasionalmente pintam boas notícias: o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão (foto), anunciou que será feito um investimento de 100 milhões de reais na área de desenvolvimento de jogos, com o intuito de alavancar a produção nacional de games!

A notícia vem diretamente da Game XP, que acabou recentemente, e contou com a presença do ministro. Ele apresentou dados do 2º Censo da Indústria Brasileira de Jogos Digitais que claramente justificam o súbito interesse do governo em investir na área.

Vejamos: o Brasil é 3º maior consumidor de games do mundo, com cerca de 66 milhões de jogadores. Apesar disso, ainda somos o 13º país do mundo em termos de produção.

Só em 2018, mais de 900 games brasileiros já foram lançados. Alguns são educativos e quase metade deles são exclusivos para o mercado mobile, mas quem acompanha o Arkade sabe que teve muita coisa boa saindo, como  DandaraNo Heroes HereCeleste e o recém-lançado Ninjin: Clash of Carrots.

Ministério da Cultura vai investir 100 milhões de reais na produção nacional de games

Dandara

Outra coisa que certamente faz brilhar os olhos do governo é a grana que rola neste mercado, visto que o faturamento global da área de games continua dando um baile em qualquer outra forma de entretenimento. Só em 2017 o setor de games arrecadou 121,7 bilhões de dólares. Isso é 3 vezes mais que o que foi arrecadado pelo cinema e 7 vezes o que a indústria musical arrecadou!

Considerando o potencial deste mercado, o Ministério da Cultura pretende lançar uma política nacional para fortalecer o setor, começando com um investimento de 100 milhões de dólares para fomentar a produção nacional de games.

Não ficou claro como isso será feito, mas provavelmente irão rolar editais, nos quais os produtores poderão inscrever seus jogos para tentar uma chance de financiamento, em um programa que deve ser capitaneado pelo CSC (Conselho Superior de Cinema). Esse tipo de coisa já acontece, ainda que de forma tímida — jogos como Towerfall Ascension e o próprio Ninjin: Clash of Carrots receberam alguma ajuda de custo pelo Spcine.

Ministério da Cultura vai investir 100 milhões de reais na produção nacional de games

Ninjin: Clash of Carrots

Segundo o ministro, “o Brasil está demonstrando grande vocação. Mesmo sem ter política pública, mesmo sem ter nenhum tipo de ajuda mais sistemática, o setor começou a se estruturar e aumentou muito nos últimos anos”.

Leitão acredita que o investimento poderia ajudar a reduzir o desemprego: “a produção de jogos é uma alternativa criativa e atraente para aqueles entre 18 e 24 anos que se encontram desempregados”.

Também há uma preocupação coma diversidade: o investimento será dividido, sendo que “50% dos projetos premiados devem ser de mulheres, 25% devem ser de negros e indígenas, 50% devem ser de iniciantes e tem também o recorte regional. Então, 30% têm que ser do Norte, Nordeste e Centro-Oeste”.

Sabemos que o país está uma bagunça, mas vamos torcer para que esta atenção ao mercado de games gere bons frutos. Então, se você é um game developer, trabalha em um estúdio independente ou sonha em ingressar nessa área, fique ligado!

(Via: Folha F5, Jovem Nerd)

3 Respostas para “Ministério da Cultura vai investir 100 milhões de reais na produção nacional de games”

  • 12 de setembro de 2018 às 14:31 -

    DM_salazar

  • Rapaz só espero que isso saia do papel,na teoria tudo é sempre muito bonito e certo,mas quero ver isso na pratica mesmo.Espero que der tudo certo,o mercado só tem a crescer ainda mais.

    • 12 de setembro de 2018 às 22:01 -

      israel

    • mesmo que saia do papel provavelmente não vai adianta em nada

  • 14 de setembro de 2018 às 11:53 -

    Onigumo

  • De fato uma boa noticia a primeira vista, espero que não seja mais uma promessa no entanto. O mercado de jogos no brasil esta numa situação ridícula, e um pote de ouro pedindo para ser usado e ninguém parece se importar, um bilhete de loteria largado ao leu.
    E um absurdo que não haja um órgão ou entidade na área para tomar a frente, na verdade eu realmente ainda não entendo porque ninguém nunca tomou a iniciativa de reunir jornalistas, desenvolvedores e pessoas de interesse para poder procurar auxiliar o mercado como um todo. Se um grupo assim existisse eles poderiam discutir o mercado, os projetos, ajudar o mercado, fazendo propaganda de forma sistemática, analisar jogos e projetos através de um sistema único, ajustar a coisa toda, procurar lutar pelo mercado, abrir caminho para o meio.
    Eu mesmo já pensei em ir atras de algo assim, imaginem: Um grupo de pessoas do mercado, analisando projetos e depois promovendo o projeto, indo atras de verbas do ministério da cultura, em grande escala, com um alcance amplo, promovendo o mercado e dando possibilidade de os consumidores se fazerem uteis ao meio, dando vida ao quadro total, chance aos talentos desperdiçados em nosso solo….

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *