Nintendo: “Não podemos continuar um negócio sem vencer”

20 de Janeiro de 2014
Autor: Daniel Zimmermann

Nintendo: "Não podemos continuar um negócio sem vencer"

Com fracasso anunciado nas vendas de consoles, presidente da Nintendo diz que a empresa pode rever sua estrutura. Entenda o que está rolando na casa do Super Mario.

No final da semana passada, a Nintendo anunciou um corte bastante drástico na previsão de vendas do Wii U: a companhia, que esperava vender 9 milhões de unidades, agora aposta em apenas 2,8 milhões, uma queda de 70%. A previsão de vendas do 3DS também foi reduzida, passando de 18 milhões para 13,5 milhões de unidades.

O prejuízo causado pela queda nas vendas deve ultrapassar a marca dos US$ 300 milhões, um péssimo sinal que acabou derrubando as ações da empresa em Tóquio. Este já é o terceiro ano seguido em que a empresa fecha o período fiscal “no vermelho”.

Na esteira dos anúncios, o presidente da Nintendo, Satoru Iwata, garantiu que não vai resignar, porém assumiu a responsabilidade pelo mau desempenho dos consoles nas lojas. Segundo ele, o momento ruim exigirá mudanças na abordagem da empresa em relação à produção e venda de games e consoles.

Em uma entrevista coletiva, o executivo declarou que a gigante japonesa não pode continuar no ramo “sem vencer”:

“Estamos pensando em uma nova estrutura de negócios. Com a expansão de dispositivos smart, naturalmente estamos estudando como eles podem ser usados para aumentar nossos negócios. Mas não é tão simples como deixar o Mario ir para os smartphones”.

Nintendo: "Não podemos continuar um negócio sem vencer"

No final do ano passado, a empresa havia mencionado a intenção de explorar o mercado móvel com “pequenas experiências”. Dois dos últimos games exclusivos para aparelhos Nintendo (Super Mario 3D World e Pokemon X/Y) tiveram boa recepção de público e crítica, mas não aumentaram as vendas o suficiente para evitar o prejuízo.

O último console anunciado pela empresa foi o curioso 2DS, apresentado em agosto do ano passado. Vamos aguardar para ver o que a companhia fará para sair desta má fase.

(Via: CVG, G1)

39 Respostas para “Nintendo: “Não podemos continuar um negócio sem vencer””

  • 20 de Janeiro de 2014 às 18:48 -

    Kétlin Sartor Ristau

  • João…

  • 20 de Janeiro de 2014 às 18:48 -

    Tahai Rodrigues

  • realmente tem que vencer, mas desistir jamais !! vai deixar a sony monopolizar !!

    • 20 de Janeiro de 2014 às 21:08 -

      Edimartin Martins

    • Sony monopolizar?
      Está esquecendo a Microsoft.

      • 22 de Janeiro de 2014 às 09:42 -

        Gustavo

      • No Japão amigo..Microsoft é só um peidinho por enquanto,a começa pode começar a mudar com o xbox one,mas o 360 nem relou nas vendas do wii/ps3 lá na terra do sol nascente.

    • 21 de Janeiro de 2014 às 13:32 -

      Adilson

    • Gosto muito da Nintendo, mas sem ser um FANBOY/HATER idiota. Tenho 3Ds, Wii e Wii U.
      Mas já ta hora da Nintendo tomar vergonha na cara e pensar como gente grande e perceber que não é mais ela que dita as regras no mercado. Se ela não acordar logo, ela vai ser a bola da vez, duvidam???
      Quero que ela fica de pé e ainda gostaria que tivesse mais umas 6 (seis) fabricantes de consoles, MAS NÂO TEM e as que tinham FALIRAM, por não perceber que o mundo é dinâmico.
      Acorda Nintendo senão tu vira a bola da vez.

  • 20 de Janeiro de 2014 às 18:48 -

    Barbara Benke

  • quando vão abaixar os preços?

  • 20 de Janeiro de 2014 às 18:32 -

    Fábio Torres

  • Infelizmente, parece que a Nintendo vai seguir o mesmo caminho da Sega. Não sei se a empresa tem bala na agulha para entrar como “terceira via” na briga Sony-Microsoft.

    Agora, se a Big N realmente parar com os hardwares, a briga vai ser boa pelos IPs. Nem PS, nem Xbox contam com personagens tão carismáticos e conhecidos como Mario, Link, etc.

    • 20 de Janeiro de 2014 às 19:21 -

      Luciano

    • Fala sério. Nintendo tem muito mais grana em caixa do que vocês imaginam.
      Ao contrário dos outros consoles, Wii, Wii U e 3DS fazem a empresa faturar. Mesmo as vendas estando abaixo do previsto.

      • 21 de Janeiro de 2014 às 13:05 -

        Fábio Torres

      • Acho que me expressei errado, Luciano. Quando quis dizer “bala na agulha”, quis me referir ao fato que será que a empresa conseguirá vencer esse “atraso tecnológico” em relação às outras? Querendo ou não, já são duas gerações que a Nintendo ficou mais marcada pelos “gimmicks” do Wii/Wii U. A empresa tem seu público cativo sim (eu inclusive me considero parte dele), com certeza tem grana, mas para consertar a imagem dela perante o público geral e mudar esse cenário, aí são outros 500…

  • 20 de Janeiro de 2014 às 18:51 -

    Arthur.E

  • Eu achei que eles tinham ido bem nas vendas do WiiU e que o 3DS era o portátil mais vendido.
    Espero que eles consigam dar a volta por cima, se não já era e vamos ter que jogar jogos da Nintendo em outras plataformas.

  • 20 de Janeiro de 2014 às 19:43 -

    Elton Borges Mesquita

  • Então, compreiu meu WII U atoa? Vishe..

  • 20 de Janeiro de 2014 às 19:05 -

    Renan do Prado

  • Eu não gosto do Iwata, mesmo, a inatividade dele e o quanto ele fala besteira é chato demais.

    3 anos no vermelho e só agora ele reconhece que a Nintendo “pode estar tendo problemas”. Ele já devia ter tomado atitudes melhores há um tempão.

    A Nintendo já não pode mais se ver como fora da briga dos consoles, os fãs ainda comprarão seus consoles, mas não serão eles que salvarão a empresa do vermelho, a Nintendo tem que atrair quem não tem seus consoles.

    O que mais me entristece é o WiiU, é um console bem legal, mas não tem quase nada de jogos que valham sua compra. É muito pouca coisa, e a Nintendo não anuncia nada impactante que faça as pessoas desejarem o console, é Mario atrás ed Mario, atrás de Mario…

    • 20 de Janeiro de 2014 às 19:30 -

      leandro leon belmont alves

    • ” é Mario atrás ed Mario, atrás de Mario…”

      e pior que tem nintendista que não enxerga nada demais nisso, viver somente de Mario e sua “turma do barulho”

      sei que para fãs da Nintendo, Zelda, DK, Metroid, Starfox, esses bastam e só, e as outras empresas que fazem jogos para o WiiU e pior, que são exclusivos da empresa e que seus jogos não vendem justamente por fãs optarem a preferencia ao primeiro escalão da empresa? como ficam?

      espero que a empresa comece a se mexer, ou os próprios fãs vão derrubar a Nintendo sem querer

  • 20 de Janeiro de 2014 às 19:43 -

    Cesar Romao

  • o ultimo grande console da nintendo foi o super nintendo fora isso só lixo,quem mandou nao se aliar a sony kkkkkkkkkkkk viva a sony !!!!!!!!!!

    • 21 de Janeiro de 2014 às 11:59 -

      Kevin Hawkins

    • Agora volta lá para o desafiador GoW cheio de quick time events , super difiçuuuu !

  • 20 de Janeiro de 2014 às 19:43 -

    Fabio Santana

  • O mesmo adeus que dei pra neo geo, kkkkkk

  • 20 de Janeiro de 2014 às 19:43 -

    Lucas Oliveira

  • A nintendo tem q fazer a mesma coisa que a sega, parar de fazer consoles e investir nos games para tds as plataformas

  • 20 de Janeiro de 2014 às 19:23 -

    arlen

  • Concordo com o comentário do amigo acima. Sou gamer desde os anos 80 e acompanhei de perto todas as mudanças tecnológicas e publicitárias e a Nintendo está caminhando para o mesmo caminho da Sega. A Nintendo precisa de hardware e gráficos poderosos. Não adianta fazer propaganda de entretenimento se não houver o apelo principal da função de um console: jogos. Chega de ficar somente ressuscitando os personagens antigos, eles precisam de novidades, novidades que saltam aos olhos como os concorrentes apresentam. Os concorrentes muitas vezes, vendem mais por propaganda que por conteúdo. A Nintendo não faz nenhum, nem outro…

  • 20 de Janeiro de 2014 às 19:43 -

    Flavio Pessoa

  • Estou vendo a hora a Nintendo voltar a fazer baralhos… :-/

  • 20 de Janeiro de 2014 às 19:43 -

    Kain Barbosa

  • “pode precisar”, que arrogância kkkkk

  • 20 de Janeiro de 2014 às 19:59 -

    Alexandre Marinho

  • A Nintendo possui algumas das mais valiosas franquias de games, mas muitas vezes pecam em sua distribuição. O 3DS se mostrou um excelente console portátil e até hoje não temos nenhum game de super nintendo no virtual console.
    Conheço pessoas que provavelmente comprariam o portátil para poder jogar Super Metroid e Super Mario RPG – ou mesmo games de GBA como Pokémon FireRed – num console oficial Nintendo e não num emulador de PSP ou Android por exemplo.

  • 20 de Janeiro de 2014 às 20:43 -

    José Alves

  • Concordo com vc Lucas Oliveira pensa um xbox one rodando o novo zelda que eles ainda vão lança

  • 20 de Janeiro de 2014 às 20:43 -

    Diego Heinrik

  • Por mim ela abandona o WiiU, volta pra prancheta, na próxima geração manda um console competidor (graficamente, arquitetura compatível e tal) chamado SNES (o nome é bem atual) com um controle PRO melhorado (gatilhos) e vence a “guerra” com seus exclusivos. Só ela n percebe q os exclusivos é que estão diferenciando os consoles. E nisso ela se garante. Ainda mandaria uma edição especial com as cores do original. Venderia igual água essa porra.

  • 20 de Janeiro de 2014 às 21:44 -

    Tiago Evaristo

  • Quebrando em 3…2…1… Gilberto Viana

  • 20 de Janeiro de 2014 às 20:52 -

    Eduardo

  • não acho que a sony e a Microsoft lucram bem em video games a diferença que tem outras vendas para se manterem no lucro…

    vejo perigo na steam machine…

    é triste pois eles se preocupam em diversão e entretenimento mas só isto não da lucro…

    talvez ele esteja falando de caça níquel como um jogo pokemon em que comece com dez e você tenha que comprar os outros bem como para aprender aquele golpe poderoso, o mais triste é ver pessoas gorando que a Nintendo decrete o fim dos seus consoles…

  • 20 de Janeiro de 2014 às 21:43 -

    Daniel Barros

  • Quando ela voltar a fabricar consoles competitivos de verdade talvez consigam reverter o resultado.

  • 20 de Janeiro de 2014 às 22:43 -

    Matheus Lima

  • muito triste quando uma geração inteira começa a morrer…Neo Geo…Sega…agora Nintendo…

  • 21 de Janeiro de 2014 às 00:43 -

    Marcio de Souza

  • Eu venho dizendo isso a muito tempo!!!!! Kkkkk

  • 21 de Janeiro de 2014 às 00:43 -

    Marcio de Souza

  • A nintendo vem na mesmisse a muito tempo

  • 21 de Janeiro de 2014 às 04:59 -

    Ouriço Azul

  • faz um R4 ae de 3ds e quero ver se as vendas não voltam a subir

  • 21 de Janeiro de 2014 às 06:00 -

    Rodrigo

  • Esta é a hora que a Nintendo deveria olhar para o Brasil e lançar jogos localizados em nosso bom e velho português. Tenho um 3DS e pretendo comprar um Wii U, mas só de saber que talvez nunca jogue um zelda em português já me deixa desanimado. Força Nintendo, estou torcendo por você.

  • 21 de Janeiro de 2014 às 08:43 -

    Hilton Lins

  • Morreu? R.I.P

  • 21 de Janeiro de 2014 às 08:43 -

    Edu Galvão

  • Ela virou a atari, quem vai arriscar a comprar um videogame dela. jogo exclusivo é roubada ela que pare de fazer vídeogame e comece a vender jogos pra todas as plataformas e foque nos portáteis que ela é lider de vendas.não exister mercado pra mais de dois, já tem sony, M$ e tá chegando a valve, o mercado Tá cheio alguém sempre vai perder!

  • 21 de Janeiro de 2014 às 09:44 -

    Oscar Barreto

  • já vai tarde

  • 21 de Janeiro de 2014 às 10:47 -

    Marcos

  • No final, só vão sobreviver os PCs(steam), essa briga por consoles um dia se acabará e todos terão o bom e versátil PC, as empresas com seus jogos exclusivos renderão apenas vendendo seus jogos, talvez aí se prestem para fazer jogos melhores, não apenas bonitos. Os consoles antigos tinham tantos jogos bons, criativos, bem pensados, os jogos atuais não são tão especiais assim, gráficos lindos, isso sim, mas falta algo neles. Muitos games indie estão vindo com boas ideias pela steam, é um novo mercado de possibilidades e surpresas para nós gamers.

  • 21 de Janeiro de 2014 às 11:21 -

    BelmondGoncalo

  • Falta pra Nintendo inovar pq não fazem um super mario versão dark.
    Queremos novamente ver a Nintendo grande não só no Japão.

  • 21 de Janeiro de 2014 às 13:43 -

    Sandra Franco

  • O problema da Nintendo ao meu ver sao apenas 2. A falta de apoio as third-party, ou a busca de parcerias com elas, e um sistema online devassado, sem cross chat e outros benefícios que as concorrentes tem.O pior q tem gente aqui matando a nintendo antes de saber o q e verdade mesmo!!http://www.youtube.com/watch?v=z4Aq3i8jXn4&feature=c4-overview&list=UUKilzpZsxQ6cFEvkPhwXkuw

    • 21 de Janeiro de 2014 às 17:44 -

      Mestre Mágico

    • Gostei do seu comentário, pois penso o mesmo. A Nintendo parece que ainda vive sob aquela estrutura fechada que mantinha na época do NES. Não critico seus produtos, são muito bons, porém geralmente vem em má hora, em especial quando seus concorrentes despontam com alguma tecnologia que torna algum aspecto superior, a qualidade de imagem por exemplo quando comparamo o Wii com o PS3/X360, o tipo de mídia quando comparamos o N64 com o PSX e por ai vai.

      Não nego que o 3DS é imbatível com console portátil (sim, o o acho melhor que o Vita no quesito jogos), mas criar o 2DS é tão sem sentido no momento que só pode ser piada alguém ter sugerido e aceitado tal ideia. Se o 2DS tive saído antes do 3DS, ok, mas depois?

      Espero que a Nintendo consiga encontrar uma solução ao seu problema, mas até lá, sigo para onde uma geração esta rumando e concentrando suas forças, o PC e o Steam. Força Nintendo.

  • 21 de Janeiro de 2014 às 22:43 -

    Samuel Rodrigues

  • Depois do nintendo e super nintendo so patinou, ladeira abaixo e sempre. Pender sempre (ou mais) pro Mario e jogo leves e infantis chegou a esse ponto. Achei ja tinha demorado.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *