Nintendo, Sony e Microsoft unem forças para combater as loot boxes

8 de agosto de 2019
Autor: Rodrigo Pscheidt
Nintendo, Sony e Microsoft unem forças para combater as loot boxes

Não é de hoje que as loot boxes são um problema no mundo dos games: o sistema de recompensas aleatórias é visto com maus olhos não só pelos jogadores, mas também por órgãos governamentais e de regulamentação, que acham a prática parecida até demais com os famigerados jogos de azar. Felizmente, parece que está prática está com os dias contados… Ou vai, pelo menos, ser aplicada de forma menos injusta.

As três maiores desenvolvedoras de hardware da atualidade — Sony, Microsoft e Nintendo — concordaram em exigir que os desenvolvedores divulguem as taxas de drop de suas loot boxes nos jogos que forem lançados para seus consoles.

A notícia foi dada por Michael Warnecke, chefe do conselho das políticas envolvendo tecnologia da Entertainment Software Association (ESA), durante um workshop sobre o tema, encomendado pelo governo dos EUA. No documento, o órgão afirma que o intuito da medida é “fornecer ao jogador as informações necessárias para uma experiência de jogo positiva”.

Outras empresas também irão aderir à demanda: Activision Blizzard, Bandai Namco, Bethesda, Bungie, EA, Take-Two Interactive, Ubisoft e Warner são citadas no press release da ESA. Algumas dessas já se envolveram em tretas bem sérias envolvendo microtransações e loot boxes, como a gente bem sabe.

A novidade vale tanto para novos jogos quanto para games que já utilizam o sistema de loot boxes atualmente, mas são passíveis de updates. As companhias têm até o final de 2020 para adequarem seus jogos às novas regras.

O que muda de fato?

Isso não vai acabar com as loot boxes, mas deve torná-las um pouco menos injustas: sabendo a probabilidade de certos tipos de itens droparem, o jogador passa a ter uma real noção de quão sacana (ou não) é o sistema. Isso também garantirá que, em loot boxes vendidas por dinheiro real, o jogador saiba de antemão qual o nível de raridade dos itens que vai ganhar.

Em contrapartida, as empresas ficam obrigadas a cumprir a regra, oferecendo as recompensas de acordo com a probabilidade informada. É mais clareza e (um pouco menos) de frustração para nós, gamers.

O que você acha do caso? Está ansioso para ter loot boxes um pouco mais justas nos seus games favoritos? Deixe sua opinião nos comentários!

(Via: ESA, VG 24/7)

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *