Novo trailer de Splinter Cell: Blacklist entrega a data de lançamento do game

18 de janeiro de 2013
Autor: Eduardo Diamenti

Novo trailer de Splinter Cell: Blacklist entrega a data de lançamento do game

O bom e velho espião Sam Fisher já tem data para retornar. No novo trailer de Splinter Cell: Blacklist – que entrega a data de lançamento do game – o agente parece estar de volta as origens, usando e abusando do elemento stealth!

Depois de Sam Fisher passar por uma fase rebelde e revoltada em Conviction, último game da franquia, parece que a Ubisoft está ouvindo os pedidos de seus fãs.

Embora os primeiros trailers não tenham demonstrado, parece que Blacklist vai trazer toda a essência e mecânica stealth que consagrou a série Splinter Cell. No vídeo podemos perceber que Sam Fisher volta a utilizar as sombras para matar seus inimigos, se dependurando por tubulações e eliminando seus alvos de maneira rápida e silenciosa.

Temos ainda outra novidade: antes o game estava previsto para chegar na primavera norte-americana, que começa em março, embora a Ubisoft nunca tivesse oficializado a informação. Agora, temos uma posição oficial: Splinter Cell: Blacklist chega às lojas no dia 20 de agosto.

Além disso, o trailer confirma ainda que Splinter Cell: Blacklist sairá para PC, Playstation 3 e Xbox 360, descartando rumores de uma versão para o Wii U.

Bom, sem mais delongas, confira o trailer abaixo:

Promissor, hein? Pelo jeito, Blacklist pode vir a ser a combinação perfeita entre Conviction e os primeiros games do espião, o que deve agradar fãs de ontem e hoje!

E as novidades não param por aí: a Ubisoft resolveu alterar arte do game do game. Confira a nova capa abaixo:

Novo trailer de Splinter Cell: Blacklist entrega a data de lançamento do game

Não lembra com era a capa anterior? Sem problemas, relembre abaixo:

Novo trailer de Splinter Cell: Blacklist entrega a data de lançamento do game

E aí, curtiu a nova capa? Está ansioso para jogar o novo Splinter Cell? Deixe seu comentário!

(Via: IGN)

43 Respostas para “Novo trailer de Splinter Cell: Blacklist entrega a data de lançamento do game”

  • 18 de janeiro de 2013 às 09:51 -

    leandro leon belmont alves

  • depois de comprar o MGS Rising, esse vai ser o próximo da lista!

    • 18 de janeiro de 2013 às 12:00 -

      Eduardo Diamenti

    • Para quem curti bons enredos e uma trama bem complexa, que envolva espionagem e agentes secretos, MGS e Splinter Cell são obrigatórios…

      • 18 de janeiro de 2013 às 13:12 -

        Arthur

      • menos o MGS Rising, nem ferrando essa b&**¨% é espionagem.

        é tipo um devil may cry da serie MGS, até o kojima abandonou o projeto e deixou pra outro coitado cuida.

      • 18 de janeiro de 2013 às 13:17 -

        Renan do Prado

      • Tá doido? O Kojima jamais abandonou o Rising e todo o projeto passa pela aprovação dele, se ele não aprovar não vai pra frente.

        Joguei a demo e vi todos os trailers do Rising, e o enredo tá complexo como sempre foi, Rising É um Metal Gear.

        Se informe mais antes de falar blz?

      • 18 de janeiro de 2013 às 13:34 -

        Arthur

      • quando eu disse abandonar, eu quis dizer que ele não esta mais produzindo e que não foi ele que escreveu a historia. (provavelmente porque ele ta ocupado com o groud zero e o projeto ogre)

        No Rising ele esta apenas como produtor executivo, nada mais.

        Se vc acha realmente que Rising vai ficar bom, ok, é tua opinião mas pra mim nunca vai ser realmente um verdadeiro metal gear.

      • 18 de janeiro de 2013 às 13:37 -

        Renan do Prado

      • Se é sua opinião blz.

        Mas o enredo tá por conta da Kojima Productions com a aprovação do Kojima, desde antes do Rising começar o Kojima já havia dito que queria que a produtora dele criasse o game.

        Pode não ser um Metal Gear no gameplay, mas garanto que é um Metal Gear no enredo.

      • 18 de janeiro de 2013 às 13:51 -

        Arthur

      • esperamos, sabe eu não gostaria de acabar brigando com alguém por causa disso, só digo que não ponho muita fé no projeto.

        O Rising tem sim, grandes chances de ficar bom, mas nó mais ele se afastou muito do que realmente é um MGS, agora ele parece um tipo de bleach da vida saindo por ai cortando prédios e robôs com uma espada.

        A unica coisa que pode realmente ficar bom no jogo é a historia.
        na minha opinião, mas posso ta errado.

      • 18 de janeiro de 2013 às 14:04 -

        Renan do Prado

      • Na verdade, a ideia do Rising surgiu da cena do MGS4 onde o Raiden fatia dezenas de Gekkos, praticamente todos os fãs desejaram joagr aquela cena, isso chegou aos ouvidos do Kojima e ele desejou criar o game, aí o pessoal começou a torcer o nariz, na época do MGS4 queriam aquela jogabilidade, quando virou realidade, não queriam mais, o projeto quase foi cancelado até o Kojima chamar a Platinum.

      • 18 de janeiro de 2013 às 14:14 -

        Renan do Prado

      • Aqui o que o Kojima falou pra IGN sobre o Rising:

        “Well, if you look at it, I suppose you could say that’s right! But basically, Revengeance is a spin-off along with the mainstream release that is Ground Zeroes. For the spin-off, we wanted to have variety, and I wanted to expand our reach to gamers who like hack-and-slash and hope to get accepted there as well. So that was our main goal as you can play with a few things in a spin-off, but Ground Zeroes will be conventional.”

      • 18 de janeiro de 2013 às 14:18 -

        Arthur

      • poíse, sempre lembrava dessa cena do MGS 4 quando olhava os trailers do Rising, só não sabia que a ideia tinha vindo dai mesmo.

      • 18 de janeiro de 2013 às 14:32 -

        Renan do Prado

      • Inicialmente, seria um game sobre a The Boss e a Cobra Unit, mas o Kojima abandonou a ideia, então sua produção veio com a ideia do Rising por esse motivo, o Kojima permitiu desde que ele não fosse o responsável pelo projeto, pois ele há anos tenta passar a bola pra frente, mas não consegue e sempre volta.

        Então o Rising começou, mas o game desing estava péssimo, o Kojima torcou de diretor 2 vezes e nada, então ele quis cancelar tudo, ams a produção dele insistiu para ele não fazer isso, surgiu numa reunião o nome da Platinum, e o próprio Kojima convidou-os pra entrar no projeto.

      • 18 de janeiro de 2013 às 14:38 -

        Arthur

      • Scheisse, eu tinha lido que ele tava com problemas pra faze o Rising mas não imaginei que fosse tantos assim.

        mas sabe que gostaria de um jogo com a the Boss e a cobra unit nas antigas missões deles, é um jogo que eu desejo desde que joguei o MGS sanke eater.

        o que tu acha que vai acontece com o MGS quando o kojima morrer?

      • 18 de janeiro de 2013 às 14:50 -

        Renan do Prado

      • O Kojima disse que enquanto os fãs pedirem Metal Gear, ele continuaria fazendo, mas para os fãs de verdade, já tá chegando a hora de parar, e muitos acreditam que o 5 será de fato o fim.

        Um game da The Boss gera muita controvérsia, entre meus amigos, uns dizem que é essencial esse game e outros (como eu), não querem esse jogo.

        Eu não quero um game com a The Boss, claro que se ele sair jogarei como total empolgação e prazer. Mas pra mim, e pra muitos, não se deve mexer com a The Boss, sabemos apenas que graças a ela a 2ª Guerra terminou, mas acho que tem que parar aí, tem que deixar o passado da The Boss em aberto pra manter a lenda dela viva.

        Em Metal Gear, eu acho que não se deve explorar todas as brechas abertas no tempo, tem coisas que deveriam ficar escondidas. O que aconteceu com o Raiden no ano de 2012, quando ele virou cyborg, era o tema principal do Rising, assim como o resgate da Sunny e do Big Boss, quando a Platinum entrou, mudaram pro futuro pós-MGS4.

        Se o Kojima morrer…. bem, ele está pessoalmente treinando a equipe dele pra dar seguimento no seu trabalho, mas eu não quero que Metal Gear seja uma franquia infinita.

        Acho que quando não houver mais Kojima, talvez ainda hajam Metal Gears, mas espero que sejam remasterizações apenas. Mas com certeza o legado de direção, produção e game design dele vão continuar.

      • 18 de janeiro de 2013 às 15:00 -

        Arthur

      • verdade, uma hora as coisas tem que acabar, eu não gostaria de ver a serie MGS ser mexida e remexida o tempo todo.
        só espero que deixem a serie em paz quando o Kojima morrer, e não fiquem fazendo continuações ao infinito.

        era o que achava de star wars, e agora tenho que aguentar a disney fazer um episodio 7.

        Já sobre a the Boss, eu gostaria de ver como ficaria um jogo com as missões dela na segunda guerra mundial, mas talvez vc esteja certo sobre esse ponto, talvez um jogo desses acabasse com parte da lenda da the Boss.

      • 18 de janeiro de 2013 às 15:31 -

        Renan do Prado

      • Em defesa do Star Wars, quando eu era criança, na época que o episódio I foi lançado, um amigo meu que era viciado na série tinha me falado que originalmente a série deveria ir até o episódio 9 mesmo, mas na época decidiram ir até o 6.

        Pensando assim, dá até pra aceitar os 3 novos filmes, pois, de certa forma eles já “existiam”

      • 18 de janeiro de 2013 às 15:52 -

        Arthur

      • bem de star wars eu posso falar, sou fã acido da serie desde que era criança, o primeiro filme que realmente vi foi o 1 mas já conhecia a serie bem antes. quando tinha 9 anos sabia o nome de todos os planetas e especies da serie.

        mas a verdade é que na época, antes de George lucas criar a serie de filmes, ele queria fazer um filme do Flash Gordon, mas não conseguiu os direitos pro filme. Então ele resolveu escrever sua própria ficção cientifica, a ideia original era sim dividida em 9 partes, mas não era nada parecido com o que conhecemos hoje, o rascunho da ideia era mais ou menos assim: depois de uma batalha em uma fortaleza espacial gigante, a princesa leia, de 13 anos, protegida pelo velho general skywalker e mais dois burocratas atrapalhados( ideia original do c3-po e r2) tem que trasportar 100 kg de um condimento enquanto são caçados pelos soldados robóticos do império, a leia é sequestrada pelos vilões e pra salvar ela o general skywalker treina um bando de rebeldes adolescentes( red dawn?), sendo um deles chamado de anakin starkiller, pra eles pilotarem caças e destruírem a fortaleza espacial.
        tinha ate os vilões general darth vader e o príncipe Valorun.

        o nome do filme era pra ser “As aventuras de starkiller: capitulo um das guerras nas estrelas”

        poíse, provavelmente teria ficado engraçado, mas no mais depois de algumas mudanças chegamos aonde estamos, com a serie que tanto amamos chamada star wars.

      • 18 de janeiro de 2013 às 16:05 -

        Renan do Prado

      • Dessa eu não sabia kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Seria um filme realmente cômico. Bom ver que depois de muitos anos o nome Starkiller foi aproveitado no aprendiz secreto do Darth Vader no The Force Unleashed, o 1º game foi impressionante demais!!!

      • 18 de janeiro de 2013 às 16:08 -

        Arthur

      • é, o primeiro jogo era muito bom, mas o segundo deixo a deseja.

      • 18 de janeiro de 2013 às 17:37 -

        DanielWarfare

      • Vamos parar de de brigar por Metal gear Rising!!! pois não importa o que vocês digam, esse jogo será incrível. Se Kojima está por trás do projeto, coisa boa virá. Olha só: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=pdhZGOCY3Qg

      • 18 de janeiro de 2013 às 18:02 -

        Renan do Prado

      • Sem mais brigas!! Desculpe Arthur se pareci ofensivo no começo, não foi minha intenção.

        Sei que video é esse Daniel, e prometi a mim mesmo que não o assistirei enquanto não zerar o Rising kkkkkkkkkkkkkkk

      • 18 de janeiro de 2013 às 18:16 -

        DanielWarfare

      • Eu não me importo tanto assim em conhecer alguns vilões do jogo. Já que eles já apareceram antes. Mas só coloquei esse trailer para mostrar o quão bom o jogo está. Pois desde o começo, Metal gear Rising me impressionou.

        Mas isso nem é tão surpreendente, já que depois do MGS3, eu virei um admirador e amante da saga MGS. Estou esperando ansiosamente por Ground Zeroes e Rising.

      • 18 de janeiro de 2013 às 18:21 -

        Arthur

      • e eu tenho que me desculpar renan se eu ofendi algo que vc gosta muito cara. mas pelo menos nós aprendemos algumas coias um com o outro hoje.

        p.s: desculpe a demora pra responde, eu tava vendo maquina mortífera na tv.

      • 18 de janeiro de 2013 às 19:07 -

        Renan do Prado

      • Eu não vou assistir pq não quero saber como serão as batalhas e terminá-las com facilidade quando o jogo chegar pra mim hehehehehe

        Como diz a Chiquinha: “Da discussão nasce a luz!”

  • 18 de janeiro de 2013 às 10:06 -

    Chinalia

  • Adorei a ideia.. jogo de estratégia é ótimo e o Splinter Cell sempre foi bom, agora c os gráficos atuais vai ser ainda melhor.

  • 18 de janeiro de 2013 às 10:44 -

    JairoDS

  • Muito foda,… vou causar polemica agora. Sam Fisher e Melhor que Solid snake..Pronto falei kkk

    • 18 de janeiro de 2013 às 13:18 -

      Renan do Prado

    • Ah, mas isso não é mesmo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • 18 de janeiro de 2013 às 15:58 -

        JairoDS

      • Kkkkkk um cara de usa um roupa atolada no reg# não tem meu respeito kkkkkkk
        O máximo que poderia acontecer,era um guarda olhar para o Snake e falar “Hum boiola” kkkkkkkkk
        Agora é serio na minha opinião (fecal) os melhores agentes (stealth) do mundo dos games são.
        1ª Agente 47 – Hitman
        2ª Sam Fisher – Splinter Cell
        3ª Solid snake- Metal Gear

        O resto é mera copia,com um pouco de cada um.

      • 18 de janeiro de 2013 às 17:20 -

        DanielWarfare

      • Nada contra o Sam Fisher. Mas Solid Snake é um milhão de vezes melhor. E ele ainda é filosófico, coisa que Fisher não é…huahua.

        Mas o maior motivo de Sam Fisher ser inferior a Solid Snake, é que ele não consegue utilizar a técnica milenar das caixas de papelão hehehe

      • 18 de janeiro de 2013 às 18:05 -

        Renan do Prado

      • Olha, joguei o Double Agent, onde o Sam tava naquela tênue linha entre o certo e o errado, e o cara reagia feito máquina.

        O Snake pelo contrário ele questiona o que ele faz, além de ser o personagem mais humano que já vi na vida!!!!

      • 18 de janeiro de 2013 às 19:58 -

        Eduardo Diamenti

      • Na minha opinião não tem melhor ou pior, é algo diferente… Cada um tem sua personalidade, seu modo de agir e sua história… Tá certo que o Snake é mais filosófico, mas o drama de Sam Fisher vai para outra linha, vertente… O fisher não lida tanto com guerras ou matanças, é um drama mais pessoal, mais parecido mesmo com filmes de espionagem – chega até a se enquadrar e ficar parecido com produções cinematográficas e filmes de espião (não que MSG tbm não tenha esse lado, mas entra mais pra ficção)…. Já Metal Gear Solid traz outro tipo de coisa, ele vem com a intenção de provocar mais questionamentos, em trazer outro tipo de discussão…

        Eu prefiro muito mais o Fisher he he he… mas isso é mero gosto pesssoal…

  • 18 de janeiro de 2013 às 10:51 -

    Arthur

  • não duvido que ficou muito bom o jogo, as historias de splinter cell na sua maioria são bem escritas.

    mas eu gostaria de ver um dia um jogo de espionagem de época, durante a guerra fria nos 70-80.
    aquela época em que pra ser agente infiltrado só precisa de um revolver e as próprias roupas do corpo sem ser um ultra uniforme high tech.

    • 18 de janeiro de 2013 às 11:40 -

      Eduardo Diamenti

    • Tem um jogo chamado “The Saboteur”, que se passa na época do nazismo que é estilo mundo aberto (GTA), mas com elementos stealth – nunca joguei o game, mas dizem que para quem gosta deses elementos (mundo aberto, espionagem e stealth) é uma boa opcão.

      Ahhhh outra coisa: em Conviction, Sam Fisher não tinha tantos aparatos tecnológicos ou até roupas especiais (como vemos nos trailers de Blacklist) ele usa na maior parte do tempo roupas comuns e tals, já que ele é meio que um “foragido”…. Só voltamos a ver Sam Fisher com esse estilo de roupa de espião mais nesse novo game de Splinter Cell….

      • 18 de janeiro de 2013 às 13:09 -

        Arthur

      • é, eu sei, eu jogava saboteur era muito bom, embora o quesito stealth ir pros ares em varias partes do jogo, era mais demolição aloprada do que espionagem.

        e sobre o conviction é verdade, na maior parte do jogo ele fica com roupa á “paisana” e com verdadeiras táticas de espionagem, por isso é o meu favorito da serie.

  • 18 de janeiro de 2013 às 12:37 -

    Junior Candido

  • O Conviction já era interessante e gostoso de jogar. Imagine então esta sequência que a cada trailer mostra mais e mais coisa boa. Não sou adepto da série na época do PS2, mas com a abordagem recente a Sam Fisher, tudo me atraiu muito!

  • 18 de janeiro de 2013 às 13:28 -

    Renan do Prado

  • Esse vai ser muito bom pelo visto!!!!

  • 18 de janeiro de 2013 às 13:43 -

    Albert Dark

  • Muito bom o trailer, mas depois que eu joguei Mark of the Ninja não acho que vai ser qualquer game stealth que irá me surpreender.

    • 18 de janeiro de 2013 às 13:47 -

      Rodrigo Pscheidt

    • Mark of the Ninja é realmente sensacional.

      A Kley deu uma aula de como um game 2D “de plataforma” pode ser versátil e apresentar novas mecânicas de jogo.

    • 18 de janeiro de 2013 às 15:30 -

      DanielWarfare

    • Já que vocês estão falando tão bem dele. Acho que terei que compra-lo na Steam um dia desses :D

  • 18 de janeiro de 2013 às 16:00 -

    JairoDS

  • Os melhores agentes (stealth) do mundo dos games são.
    1ª Agente 47 – Hitman
    2ª Sam Fisher – Splinter Cell
    3ª Solid snake- Metal Gear

    O resto é mera copia,com um pouco de cada um.

  • 19 de janeiro de 2013 às 21:31 -

    Artur Ribeiro

  • Eu gostei do Conviction, até hoje fui o único Splinter Cell que gostei, tomara que esse não decepcione.

    • 22 de janeiro de 2013 às 13:42 -

      Renatto Andrade

    • O conviction foi o pior splinter cell ja lançado XD bons graficos porem pessima jogabilidade comparado com os anteriores.

  • 19 de janeiro de 2013 às 23:39 -

    Pedro Lopes Miranda Junior

  • Splinter Cell na minha opinião é o melhor jogo do gênero. Além de ser muito difícil e delicioso de jogar. Perfito

  • 22 de janeiro de 2013 às 13:40 -

    Renatto Andrade

  • Vem ni mim pc version!!!!!!!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *