PETA ataca novamente: o alvo da vez é a série Pokémon

9 de outubro de 2012

PETA ataca novamente: o alvo da vez é a série Pokémon

PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), mesmo órgão que já atacou o Super Mario e seus tanookis, parece que não gosta mesmo da Nintendo: desta vez, o alvo do PETA é a famosa série Pokémon!

Segundo o PETA, a série Pokémon ensina às crianças que é normal tratar um animal com violência, mantê-lo em cativeiro e usá-lo como um mero objeto sem sentimentos.

Leia a seguir a declaração que o PETA :

“Bem como animais do mundo real, Pokémons são tratados como objetos insensíveis e usados para coisas como entretenimento humano e como cobaias em experimentos. A maneira como os Pokémons são enfiados nas Pokébolas é similar a como circos acorrentam elefantes dentro de vagões ferroviários e deixam-os sair apenas para fazer truques confusos e muitas vezes dolorosos que foram ensinados usando chicotes com pontas de aço e choques elétricos como estímulo… se o PETA existisse em Unova, nosso lema seria: Pokémons não são nossos para usar ou abusar. Eles existem por suas próprias razões. Acreditamos que esta é a mensagem que deve ser enviada para as crianças. – Declaração do PETA

Não bastasse isso, o PETA (novamente) criou um game satirizando o alvo atacado. Em PETA’s Pokémon Black & Blue você controla um Pokémon ferido e deve castigar seu treinador bêbado e violento e outros humanos malvados no mesmo estilo de combate dos games de Pokémon.

A boa notícia é que o game é bem divertido! Se quiser conferi-lo, visite este link.

Qual é a sua opinião sobre o caso? Seria Pokémon uma série que realmente incentiva a violência contra os animais? Será que o PETA não deveria parar de se preocupar tanto com animais de mentira e começar a olhar um pouco mais para os animais de verdade? Deixe seu comentário!

P.S. Qual será o próximo alvo deles? As galinhas da série Zelda?

(Via: Go Nintendo)

53 Respostas para “PETA ataca novamente: o alvo da vez é a série Pokémon”

  • 9 de outubro de 2012 às 14:25 -

    ispaidermein

  • véio pokémon nem é animal… mas agora tu pode usar um bicho pra parecer mais “fashion” e pra se alimentar também, e agora se tu usa um bicho pra entreterimento tu já é um monstro… cada coisa hein

    • 4 de julho de 2013 às 18:22 -

      Alvaro Chaves

    • A PETA pessou que Pokemón é bicho, mas é alienígina. Que burrada!

  • 9 de outubro de 2012 às 14:30 -

    bruno

  • essas intituiçãos nun dão conta o mundo real e começa a dar palpite em vidogames qi pra mim naun inflencia ninguem so as pessoas de mente fraca

  • 9 de outubro de 2012 às 14:34 -

    ispaidermein

  • e eu achei o joguinho bem legal

  • 9 de outubro de 2012 às 14:38 -

    Bob Nerd

  • É muito bom! Joguei ontem e é bem divertido! Ri muito!

  • 9 de outubro de 2012 às 14:41 -

    bruno

  • e por esse joguinho me parece qi eles jogaram bastante,e me lembou qi eu tenho qi baixar pokemom diamond and pealr

    • 9 de outubro de 2012 às 20:03 -

      Edimartin Martins

    • Já experimentou o pokemon MMO (Pokemon: Dawn of Darkness)? Parece ser interessante embora ainda esteja em um beta (os pokemons ainda não possuem animações).

  • 9 de outubro de 2012 às 14:45 -

    DanielWarfare

  • O próximo será o Donkey Kong, pois ela vai poder dizer que “manter macacos em barris é anticonstitucional “

    • 9 de outubro de 2012 às 14:48 -

      DanielWarfare

    • Olha, eu respeito muito o trabalho de organizações que lutam pelos animais, mas alguém tem que avisar a ela que os videogames não são os culpados…

    • 9 de outubro de 2012 às 15:29 -

      DanielWarfare

    • Mas esse joguinho merece “game of the year”

  • 9 de outubro de 2012 às 15:09 -

    Leonardo

  • Hahaha… pior que eu sempre tive um pensamento do tipo:

    Pq será que os treinadores pokemons não páram de serem covardes e saem na mão… ao invés de mandarem seus animaizinhos brigar?

    • 10 de outubro de 2012 às 13:49 -

      Ana

    • Né. Ash se ofende com qualquer coisa que outro treinador diga e manda o Pikachu pra rinha.

      Pô Ash, ñ sabe brincar ñ desce pro play!

  • 9 de outubro de 2012 às 18:14 -

    Enrico Prado Ignacio

  • É, o problema é que é divertido.

  • 9 de outubro de 2012 às 18:20 -

    Carlo Henrique Valentini

  • Meu Deus do Céu, eu preciso amarrar minha cabeça com uma corda bem forte. Que nojo isso, me desceu goela baixo tipo aquele pelo do saco que fica grudado na garganta e dá vontade de vomitar!

    • 11 de outubro de 2012 às 11:56 -

      RockOn

    • O_O eu li isso?

  • 9 de outubro de 2012 às 15:20 -

    Arthur

  • ah deus, que novidade, o PETA enchendo o saco de um video game.
    já encheram o saco de call of duty 5, mario e agora pokemon.

    Na boa pessoal, já estou ficando com nojo desses imbecis protetores dos animais, aqui onde eu moro um senhor sem querer atropelou um carrocho e quando saio do carro pra vê oque aconteceu foi espancado por dois marmanjos que quebraram a perna dele, outro saio de uma boate pisou sem querer no rabo de um carrocho e um grupo de jovens bateu tanto nele que foi para no hospital.

    essa merda ja foi longe de mais

  • 9 de outubro de 2012 às 15:33 -

    Arthur

  • meu pai quando era criança ia na rinhas de galo, ele ate tinha uns galos de rinha, mas dai tudo foi proibido e os galos de rinha foram desaparecendo, já que a carne era dura e ruim ninguém iria cria los se não fosse para lutarem, já que isso era sua função natural, então todas as especies de galo de rinha desapareceram no brasil, eram mais de 50.

    agora o mesmo acontece com os cachorros de caça, a caça é proibida e essa é a função natural deles, então o mesmo vai acontecer com eles aqui.

    e quando alguém prende um carrocho de campo dentro de casa, não é maltrato com os animais, quando alguém alguém usa um cão de caça como de estimação, não é maltrato com os animais, quando se bota roupinhas desconfortáveis, laços de cabelo que machucam e pintam suas unhas, não é maltrato.

    porra, é foda aguenta isso.

    • 9 de outubro de 2012 às 16:25 -

      Kubrick Stare Nun

    • Não tem absolutamente nada de natural com a função de qualquer animal domesticado, alias; a própria idea de função já se opõe totalmente à natureza, pois função é algo que é culturalmente determinado. Esse seu argumento que defende que o status quo deve ser mantido porque é a “função natural das coisas” é tão falacioso quanto o argumento daqueles filósofos do século 19 que defendiam que as mulheres e os negros deveriam continuar submissos ao homem branco porque “era a ordem natural de deus”.

      • 10 de outubro de 2012 às 13:47 -

        Victor

      • Falou tudo

    • 9 de outubro de 2012 às 16:49 -

      DanielWarfare

    • A função natural de um galo é participar de rinhas? to com o Kubrick

      • 9 de outubro de 2012 às 16:53 -

        leandro(leon belmont) alves

      • também concordo com ele.

    • 9 de outubro de 2012 às 20:10 -

      Edimartin Martins

    • Mesmo o cachorro gostando da caça, é maus-tratos com os outros animais que precisam morrer para o cachorro e o dono sentirem-se felizes.
      De onde que animal foi criado para guerra. Animais são criados para viverem em seu abita’t natural, seja em casa ou na selva. Isso depende do animal.

      • 10 de outubro de 2012 às 13:48 -

        Ana

      • Acontece que os animais domésticos são adaptáveis ao estilo de vida do ser humano. Por esta mesma razão eu não mantenho um leão no guarda-roupa :P

        #QueroUmAslan

        E os cachorros vão desaparecer por viver com a gente? Sério mesmo? O Brasil sendo um dos maiores países com população canina nas ruas?

        Sobre usar como cão de caça: Assista o “Cão e a Raposa” da Disney. Leve lencinho de papel e não se preocupe em chorar, é normal.

  • 9 de outubro de 2012 às 15:45 -

    ispaidermein

  • PETA deveria investir na industria de games, sério memo

  • 9 de outubro de 2012 às 16:02 -

    Kubrick Stare Nun

  • Já até abri o meu guarda-chuva. Uma chuva de merda está vindo aí!

  • 9 de outubro de 2012 às 16:15 -

    Renan do Prado

  • Ouvi rumores que o PETA vai tentar colocar o Kratos na cadeia, pelo extermínio de criaturas mitológicas gregas.

    A Samus também vai precisar de um advogado, primeiro pelo fato dela ser da Nintendo, e depois por que ela friamente levou a extinção toda a raça dos Metroids, deixando apenas 1 vivo, longe de sua família, trancado num tubo servindo de cobaia para testes de cientistas malvados. Triste…….

  • 9 de outubro de 2012 às 16:36 -

    Kubrick Stare Nun

  • Interpretei o joguinho como sendo uma fabula infantil com o mero intento de passar a lição de moral que animais tem uma existencia própria enquanto seres vivos e sensíveis e por são éticamente significantes. Me parece que passa longe do desígnio deles criticar o mundo da ficção, eles só querem é que o público infantil passe a pensar criticamente as práticas que tão frequentemente são vistas como corriqueiras que são os abusos aos animais.

    Enquanto uma campanha de marketing, ela me parece muito falha porque, novamente, o povo se mostra burro demais para entender que se trata de uma parabola e por isso fazem a interpretação erronea; a interpretação literal. Vide pois: A cambada de retardados xingando a PETA por achar que ela está criticando o jogo Pokemon em si.

    • 9 de outubro de 2012 às 16:50 -

      Renan do Prado

    • Não não creio que o intuito do PETA fosse SOMENTE passar a mensagem que você citou, isso poderia ser feito de várias formas diferentes, e a meu ver, de formas muito mais eficazes.

      Pra mim há um certo ataque (in)direto, se não pra Nintendo, pros games em si.

      • 9 de outubro de 2012 às 17:09 -

        Kubrick Stare Nun

      • Sim, concordo que há formas melhores e mais eficientes de passar essa mensagem, mas ainda acho que a navalha de hanlon se aplica nesse caso. Eu acho que a onda deles com a Nintendo não é um ataque, mas sim um apelo publicitário, acho que o que se passou na cabeça dos marketeiros foi o seguinte: “A Nintendo é famosa entre o público infantil (que é o nosso público alvo), logo, se a gente fazer joguinho parodiando a Nintendo a criançado vai tomar interesse e por consequência acabar ouvindo a nossa mensagem”.

      • 9 de outubro de 2012 às 20:38 -

        DanielWarfare

      • Eu encaro tudo isso como uma forma exagerada e errada de se fazer Marketing. Na minha humilde opinião, tem varias outras formas de “conscientizar as pessoas e crianças” sobre esse assunto. A PETA tem tantos casos polêmicos, que provavelmente criar uma certa “propaganda” em cima dos mesmos seria muito mais eficiente. Mas até que é divertido, aquele jogo em que o Raccon corria atras do Mario é HILARIO.

    • 13 de outubro de 2012 às 11:59 -

      Renan Aspira

    • As vezes me parece que é típico do público gamer não pensar. É esse tipo de comportamento que só mostra como ainda o público alvo dos games é infantil. Eu já não me chamo de gamer a uns anos por causa disso.

  • 9 de outubro de 2012 às 16:45 -

    leandro(leon belmont) alves

  • pela feiura da Sarah Jessica Parker, o PETA de novo?

    sinceramente, acho que aqueles que jogam pokémon(ao menos a maioria, pois conheço alguns seres que REALMENTE ACREDITAM que os bichinhos existam…) tem a noção que manter os animais presos e coloca-los para brigar, como galos, é errado. e eles zoaram com as pokébolas. como se fosse possível colocar um monstro enorme como Groundon ou Kaioga dentro de uma bolinha que é menor que uma bola de ping pong.

    depois dizem que nerds são estranhos por jogarem games, estranho é levar o tal game a sério, isso sim.e quando não se tem nada de errado ou imoral no jogo é quase tão besta quando achar que filmes são reais.( alguns são baseado em fatos reais, mas…)

    para mim, a PETA quer aparecer como Al Gore inventar a história do Homen-Urso-Porco.(referência a South Park)

  • 9 de outubro de 2012 às 17:05 -

    Rai

  • O próximo será Angry Birds

  • 9 de outubro de 2012 às 20:15 -

    Edimartin Martins

  • O peta precisa ver que POKEMONS não existem e:
    Os pokemons foram criados baseado em lutas de insetos. Não de cachorros ou de galos.

  • 10 de outubro de 2012 às 09:29 -

    Leonardo

  • Uma coisa que eu gosto do Angry Birds é que os PORCOS são da cor VERDE… e sempre APANHAM!

    Quem é de São Paulo e curte futebol vai entender o que eu quis dizer!

    :D

  • 10 de outubro de 2012 às 12:44 -

    Igor Leão

  • bando de gente atoa…. nao tem mais oq fazerem….

    • 10 de outubro de 2012 às 12:47 -

      Igor Leão

    • o povim desgraçado.. quem é q participa dessa porra. tenho certeza q é um bando de emo filhos da puta…. e um monte de gente tanga froxa…….. kambada de idiotas…

      • 10 de outubro de 2012 às 14:53 -

        DanielWarfare

      • Você está muito bravinha. Tudo isso só por causa da PETA usar os pokemons como veiculo de publicação? e como você sabe que eles são tudo isso que você falou?

        Parece uma certa pessoa, que começou a xingar todos os produtores de um certo jogo, porque o mesmo era sobre o filho do satanás…tragico

  • 10 de outubro de 2012 às 10:37 -

    sergio

  • Olha eu gosto muito de animais e respeito muito o trabalho dessas ONGs, mas acho que o PETA ta pisando na bola, eu por um lado sempre imaginei isso dos pokemons mas como era um anime/jogo nem dava bola, dificilmente alguem tentara pintar um rato com tinta amarela e gritar “Pikachi choque do trovão” o que quero dizer é que no caso do pokemon não é ele que ira incentivar mal tratos aos animais mas isso ja vem da indole da pessoa, eu matei animais no Red Dead Redemption deu dó de matar mas não farei isso na vida real só por que eu fiz num jogo

    • 10 de outubro de 2012 às 13:42 -

      Ana

    • Exatamente. Há quem consiga distinguir realidadexfantasia. E há quem não. O problema é que estes casos são uma exceção à regra. O problema (acho que a preocupação maior do PETA) é o público alvo: são crianças. Mas ainda assim, Pokemon tem muitas lições preciosas. Tanto que os vilões da série correspondem aos nossos traficantes de animais. E são vistos como vilões. (me corrija se eu estiver errada, não sou a maior fã de pokemon)

      Não sou a maior fã de Pokemon e tô aqui defendendo a série. ME DÁ IBAGENS DATENA!!

      Minha mãe é uma defensora dos animais. Quando eu tava jogando Shadow of the Colossus e eu chamava o Agro e o infeliz não vinha, ela sempre dizia ‘MEU DEUS QUE CAVALO INÚTIL. SE ESSE GIGANTE PISAR Ñ FAZ NEM FALTA TALOCO MEO’.

      Eu tenho a mais absoluta certeza que se fosse um caso na vida real, ela apontaria uma faca pra garganta de quem soltou a frase.

      • 10 de outubro de 2012 às 14:07 -

        Renan do Prado

      • O Agro é um dos maiores exemplos de amizade entre um humano e um animal, além de ser a única companhia do Wander, ainda se sacrifica por ele, quase chorei nessa cena.

      • 10 de outubro de 2012 às 14:30 -

        Ana

      • Eu quase chorei nessa cena +2.

        Minha mãe ficou entre “triste/arrependida” depois que eu falei para ela que ele morria ):

  • 10 de outubro de 2012 às 13:37 -

    Ana

  • A intenção do PETA é boa. Mas é um tiro pro alto tão grande…

    Digo, pokemon me enchia o saco quando eu era criança por causa do INCRÍVEL PODER DA AMIZADE QUE O ASH E O PIKACHU TINHAM E MIMIMIMI. Qm ñ lembra daquele episódio que o Ash teve a opção de usar uma pedra trovão para evoluir o Pikachu para Raichu APENAS para ganhar do Brock e ele desiste? (em respeito que o Pikachu evoluiria no seu próprio tempo etc etc etc) A idéia de pokemon é um tanto violenta, concordo. Mas a série dá inúmeros exemplos de amor e respeito aos pokemons (uma metáfora para os nossos animais) tão grandes e tantas lições!

    No filme mesmo, com o Mewtwo e o Mew e as diferenças, que brigar é inútil, o melhor é conversar… E o curta anterior falava sobre um resort para pokemons. A DROGA DE UM RESORT!

    Caramba, nem eu vou para Resorts!

    E eu poderia discursar horas sobre a tecnologia existente no mundo pokemon, que dentro das pokebolas provavelmente há um castelo com suíte de massagem com bolhinhas cor de arco-íris, que todos eles tem bactérias para servi-los ali etc etc etc. É outro universo, outro mundo, outra cultura.

    E claro eu poderia parar horas para dizer o que o PETA tem que fazer, mas não cabe à mim decidir a luta dos outros. Agora, confesso sim que a idéia de ‘colecionar pokemons’ é meio objetificante…

    • 10 de outubro de 2012 às 14:46 -

      DanielWarfare

    • Na pokebola só existe UMA coisa: INTERNET!!!

      • 10 de outubro de 2012 às 16:37 -

        Ana

      • /\ DIGNO.

  • 10 de outubro de 2012 às 21:33 -

    Roger Nobrega

  • Faltou a Nintendo meter um belo de um processo neles por usar o nome Pokémon e tudo mais… o povo inútil.

  • 11 de outubro de 2012 às 20:28 -

    Lucas Piton

  • n tem o que fazer essa PETA tomar no cu vao fazer algo decente na vida porra

  • 12 de outubro de 2012 às 02:09 -

    Vinícius Ratto

  • Se eu jogar esse jogo deles o suficiente, vou querer matar humanos por ai? ….talvez queira

  • 12 de outubro de 2012 às 02:09 -

    Vinícius Ratto

  • Se eu jogar esse jogo deles o suficiente, vou querer matar humanos por ai? ….talvez queira

    • 12 de outubro de 2012 às 14:32 -

      João Vitor Assis

    • O PETA virou uma ong de idiotas, em vez de lutar contar problemas reais como as extinções por destruição de habitats, trafico de animais e melhores condições de animais em cativeiro em vez de fazer campanhas inuteis que viram motivo de piada.

  • 14 de outubro de 2012 às 14:39 -

    Diana

  • Isso me faz pensar no mapa de Borean Tundra, onde ganhei o achieve D.E.H.T.A’s Little P.I.T.A, depois no mapa de Sholazar Basin, no qual eu ganhei o The Snows of Northrend (“including the Post-partum Agression”). Hahahaha… Moral em jogo.

  • 19 de outubro de 2012 às 19:15 -

    Lukff

  • E num é que é divertido…

  • 19 de novembro de 2012 às 14:08 -

    Carolina Correa

  • A que bando idiotas vão brigar por bichos que nem existe, sabe se eles não sabem tem uma floresta amazonica sendo queimada cheia de animais verdadeiros e em risco de extinção mas não se compararam a salvar bichos imaginarios.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *