Quadrilateral Cowboy te coloca na pele de um hacker dos anos 80

19 de novembro de 2013
Autor: Junior Candido

Quadrilateral Cowboy te coloca na pele de um hacker dos anos 80

Em meio aos recentes escândalos de espionagem dos EUA e ao surgimento de anti-heróis como Aiden Pearce, que invade qualquer sistema em Watch Dogs, eis que a indie Blendo Games te coloca na pele de um agente especialista em MS-DOS para roubar dados e documentos. Conheça Quadrilateral Cowboy.

A premissa do game é bem simples: você é um agente que deve invadir sistemas roubar documentos em algum local e época perdidos pelos anos 80. A única arma do agente é seu laptop – muito moderno diga-se de passagem: o aparelho conta com um modem de 56.6k, 256 KB de memória RAM e usa algo como o MS-DOS como sistema operacional. Junto a este “super-computador” o jogador também tem à disposição uma câmera analógica (isso mesmo, esqueça o envio de fotos “online” de GTA V ou o Instagram neste game).

O lado bom é que a invasão hacker do game não tem a ver com aqueles mini-games bobinhos que geralmente colocam neste tipo de jogo (lembrou de Sleeping Dogs?). Para invadir os sistemas no game é necessário criar pequenas linhas de programação com seus códigos e textos. Algo semelhante ao modo hack do já esquecido Enter The Matrix para PlayStation 2.

Quadrilateral Cowboy te coloca na pele de um hacker dos anos 80

Quadrilateral Cowboy é mais um daqueles games indie que tem como diferencial a tentativa de inovação. A ideia de invasão somada aos equipamentos já obsoletos nos nossos dias dá uma ideia de bom material. Resta agora saber se o pessoal da Blendo Games vai conseguir fazer o game ser divertido de fato.

E só saberemos disso quando for lançado, já que a produtora diz que ele sairá ainda em 2013, para PC. Enquanto não temos o game, veja o trailer e diga o que achou do jogo:

(Via: Site Oficial Quadrilateral Cowboy, Destructoid)

5 Respostas para “Quadrilateral Cowboy te coloca na pele de um hacker dos anos 80”

  • 19 de novembro de 2013 às 12:01 -

    FeeH

  • Bacana mesmo ! Mais será ruim pra quem não entende de programação básica , tipo eu kkkkkk

    • 19 de novembro de 2013 às 12:27 -

      Junior Candido

    • Acredito que o game não vai ser tão cruel quanto a programação não. Acho que antes do game, vai rolar um tutorial ensinando a jogar e a inserir as linhas de código. Seria um tiro no pé limitar o jogo a ‘programadores’ apenas.

      • 21 de novembro de 2013 às 00:14 -

        !!!

      • 1!!!!!!!

  • 19 de novembro de 2013 às 13:57 -

    Renan do Prado

  • Ideia bem interessante!!!!!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *