Razer Gold é uma mistura “para gamers” entre Bitcoin, plano de milhas e clubes de compras

8 de novembro de 2019
Autor: Junior Candido
Razer Gold é uma mistura "para gamers" entre Bitcoin, plano de milhas e clubes de compras

A Razer apresentou, na BGS uma proposta bem interessante. Com uma mistura de criptomoedas, planos de milhas de companhia aérea, e clubes de compras, a empresa usa dos recursos já explorados pelo Rixty, e oferece a seu grupo de consumidores uma proposta de mantê-los cada vez mais fiéis a marca, comprando produtos e ganhando benefícios.

O programa consiste em duas moedas: a Razer Gold, que é uma moeda própria da loja, que, ao ser recarregada, oferece créditos na loja, para ser trocado de maneira direta por produtos, serviços e jogos, além de itens em games como Free Fire ou League of Legends. Conforme você compra na loja da Razer com o Gold, você acumula Razer Silver, que são pontos que são usados para prêmios, produtos, descontos ou recompensas.

É possível obter Razer Gold no próprio site do programa, através de boleto, cartão de crédito e débito, e transferência bancária. Assim como dá pra comprar cartões pré-pagos, por hora disponíveis nas Lojas Americanas. A ideia é, com o passar do tempo, levar os cartões para mais lojas.

Razer Gold é uma mistura "para gamers" entre Bitcoin, plano de milhas e clubes de compras
Na Razer Silver, você pode trocar seus pontos por descontos ou games na Steam

Conversei com Dennis Ferreira, diretor da Razer Gold na América Latina, sobre como a Razer conseguiu adaptar a iniciativa, para o público gamer, com suas necessidades específicas. A resposta foi que a Razer percebeu vários problemas na compra de jogos. Falta de confiança, a quase necessidade de um cartão de crédito para a compra de jogos e produtos, além de um processo mais complexo.

A resposta da Razer para isso, com a sua iniciativa busca facilitar o processo, além de criar o projeto de fidelidade. O usuário compra o produto nas mais variadas lojas, como a de games do tipo Battle Royale, ou na Steam. Todas as compras rendem Razer Silver, que podem ser trocadas por games, descontos em produtos da empresa, ou mesmo, produtos gratuitos. Sobre os produtos, há também o fato de que existem produtos exclusivos, como uma caneca, que avisa o usuário a hora de beber água.

Sobre as ofertas exclusivas, a Razer oferece programas, como um projeto de vendas especiais, como o desconto na loja Silver. Outras ações acontecerão, buscando melhorar o ecossistema entre hardware, software e serviço. Para Dennis, o Razer Gold é a “cola” que une tudo isso. Oferecendo, sempre, mais jogos para o serviço, para mantê-lo atrativo aos usuários.

Questionei também o fato de que a Razer, ao invés de criar apenas uma “Razer Store”, preferiu apostar neste programa. A resposta é que, como um crédito virtual, só oferece valor se tem “quem compra e quem vende”. Assim, inspirados nos programas de companhias aéreas, você pode trocar “pontos” por benefícios. Ou mesmo usá-los para somar valor e ganhar descontos em uma compra.

Falei sobre segurança. Buscando entender melhor o programa, sabemos que este item é de extrema importância, ainda mais quando estamos falando de dinheiro. A proposta da Razer, é a de levar a seu usuário, logo de cara, camadas extras de segurança, uma vez que o usuário, por si só, não tem o hábito de ativar camadas extras de segurança, usar aplicativos de autenticação, entre outros.

Razer Gold é uma mistura "para gamers" entre Bitcoin, plano de milhas e clubes de compras
Com Razer Gold, dá pra comprar na plataforma créditos em games como o Free Fire. Pontos Silver serão adicionados em sua conta

Toda conta Razer Gold, pede e exige um segundo fator para a sua senha. A autenticação, seja por SMS, e-mail, e aplicativos de autenticação, autoriza a compra, evitando que o saldo seja usado por terceiros. Há um trabalho educativo, para ensinar ao usuário a necessidade de ampliar suas camadas de segurança, para evitar problemas futuros. A vulnerabilidade, em muitos casos, está no usuário, e a Razer busca evitar isso, obrigando tais medidas.

Outro desafio encarado pela empresa é em relação a educação de consumo para seu produto. Como exemplo, foi citado a cultura de consumo do público dos EUA. Que, quando tem um problema, entra em contato com o suporte, apresentando o problema e o máximo de informação possível, enquanto o brasileiro, em um bom número, só diz que “tem um problema”, e não consegue explicar o problema. Assim, resta ao atendimento ligar para o cliente, e passar um tempo explicando a real situação daquela necessidade.

Assim, a Razer segue a sua missão. De buscar unir, em seu ecossistema, os gamers entre seus produtos e os games que eles mais jogam. A “cola”, como Dennis disse, vem de encontro com programas variados, que fazem parte do mundo dos games atualmente, como o Xbox Game Pass, que oferece assinatura mensal com games disponíveis em seu catálogo. O serviço da Microsoft, por exemplo, manteve a sua base instalada jogando ainda mais os games do Xbox One, incluindo os exclusivos da plataforma. A missão da Razer é conseguir o mesmo sucesso.

Seguiremos acompanhando a Razer em sua busca pelo êxito do programa no Brasil. Os fãs da marca, principalmente, poderão encontrar benefícios interessantes e, com a proposta de crescimento, há até a possibilidade de contarmos, no futuro, com a possibilidade de compra de créditos para PSN e Xbox Live.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *