Rede SESI e Microsoft lançam desafio para alunos criarem um mundo pós-pandemia no Minecraft

28 de abril de 2020
Autor: Junior Candido
Rede SESI e Microsoft lançam desafio para alunos criarem um mundo pós-pandemia no Minecraft

Minecraft, desde a sua criação, e posteriormente, com os investimentos da Microsoft, deixou de ser “apenas um game”, servindo de maneira muito útil a educação. Em mais uma iniciativa envolvendo o game, o SESI começou a usar o game para incentivar maior envolvimento dos alunos, além de levá-los a reflexão da construção de um mundo pós-pandemia de coronavírus.

A rede de educação criou um desafio relâmpago a seus 134 mil estudantes, envolvidos no Ensino Fundamental I e II, que englobam estudantes dos 6 aos 14 anos. Eles foram desafiados a criarem no Minecraft Education Edition um “mundo” antes da pandemia do coronavírus, e um “novo mundo”, na visão do aluno, depois de tudo.

Os alunos terão que pesquisar sobre os impactos da doença, e o que ela provocou de mudanças no comportamento das pessoas, estabelecimentos comerciais e serviços públicos de suas cidades. O SESI explica, em comunicado, que conseguiu, com apoio da BigBrain, parceira da Microsoft na educação, levar o Minecraft Education Edition, antes reservado apenas para os laboratórios das escolas, para as casas de estudantes e docentes. A BigBrain também capacitou os professores para este desafio.

“A vontade de trabalhar com o Minecraft surgiu com o desafio de manter os estudantes focados e interessados nas aulas, mesmo à distância, uma dificuldade que todas as escolas devem estar enfrentando nesse momento”, afirma Perla Amorim, especialista da área de educação no departamento nacional do SESI. A ideia, segundo Perla, é que todas as áreas do conhecimento sejam trabalhadas com a utilização dessa plataforma de jogo com muita criatividade.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *