Resumo de reviews – Resident Evil: The Darkside Chronicles

23 de novembro de 2009
Autor: Fábio Torres

Resumo de reviews - Resident Evil: The Darkside Chronicles

Em 2007, a Capcom e a Cavia lançaram uma nova “linhagem” de jogos da série Resident Evil chamada Chronicles. Com Umbrella Chronicles, as empresas conseguiram resgatar a história de três bons jogos da série e criaram um novo e divertido jogo. No entanto, será que elas conseguiram repetir o feito com Resident Evil: The Darkside Chronicles?

IGN (8.1): “O gênero de jogo de tiro sobre trilhos nunca será uma verdadeira experiência Resident Evil, mas The Darkside Chronicles mostra que a franquia pode se aventurar por outros estilos de jogo diferentes e de sucesso. Mesmo com os problemas com a câmera (do jogo), acredito que esta sequência é uma experiência significativamente melhor que o original Umbrella Chronicles e uma aventura divertida do início ao fim.”

Resumo de reviews - Resident Evil: The Darkside Chronicles

GameSpot (6.0): “Se você está procurando viagens nostálgicas através de locais como o Departamento de Polícia de Raccoon City e a mansão da família Ashford, The Darkside Chronicles é para você. Até mesmo o novo cenário na América do Sul parece ter sido feito principalmente para os aficcionados da série. Isto não quer dizer que conhecimento extenso do universo Resident Evil é necessário para entrar na aventura, mas a câmera que causa enjoo e a jogabilidade inconsistente são grandes barreiras a se superar para alguém que não esteja familiarizado. Numa plataforma onde grandes jogos de tiro sobre trilho como Dead Space Extraction e House of the Dead: Overkill estão levando o gênero para frente, The Darkside Chronicles parece ser muito nostálgico

Resumo de reviews - Resident Evil: The Darkside Chronicles

Zentendo (4.0): “É hora da Capcom parar de brincar com os donos do Wii. Ela é a única companhia que teve sucesso ao vender jogos third party para gamers no sistema. Ao invés de continuar esgotando a sua franquia por meio de uma desenvolvedora abaixo da média como a Cavia, eles deveriam pegar a incrível e eficiente engine de Resident Evil 4 e criar a nova e tradicional experiência que muitos fãs têm pedido. […] Quando um título traz nada de novo e traz falhas gritantes como este, é hora de trazer uma equipe competente e fazer um verdadeiro título que todos possam gostar.”

4 Respostas para “Resumo de reviews – Resident Evil: The Darkside Chronicles”

  • 23 de novembro de 2009 às 23:39 -

    Raphael

  • To com a Zetendo.. quando falamos que Resident Evil 4 está entre os 10 melhores jogos do Wii (6o de acordo com a gamerankings) é difícil imaginar que ele foi uma mera adaptação da versão do gamecube. Porquê não utilizar a fórmula que já deu certo e desenvolver um jogo DE VERDADE ao invés de investir em shooters on-rail, que funcionavam muito bem nos arcades, mas com o wii-mote ficam simplesmente horríveis. Eu tenho pena de quem ainda compra a wii-zapper pra jogar isso, doce ilusão. Resident Evil não é Time Crisis, e Wii-mote não tem (nem de longe) a precisão e velocidade de uma light gun.
    Peace out.

  • 25 de novembro de 2009 às 07:38 -

    Rafael

  • O que me faz pensar o que as empresas estão perdendo tempo não lançando jogo on rail para PS3, considerando que a Light gun jah é comercializada com o Time. Tenho esse game em casa e fico sonhando com o dia que alguma outra empresa fará uso daquele equipamento praticamente obsoleto em casa, rs.

    • 25 de novembro de 2009 às 17:54 -

      Raphael

    • Concordo Rafael, eu adorava jogos de light gun, tem um tempo de resposta que nenhum controle conseguiu superar. Vou fazer um post sobre jogos de light gun.

  • 20 de setembro de 2011 às 12:15 -

    samuel mayser aramayo

  • gostarão do resident evil eu mi amarro

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *