RetroArkade Especial Ayrton Senna: o tri-campeão mundial também fez história nos games!

1 de Maio de 2014
Autor: Junior Candido

RetroArkade Especial Ayrton Senna: o tri-campeão mundial também fez história nos games!

Vinte anos é o suficiente para provar que lendas estão vivas para sempre. Mais de uma geração — os nascidos de 1994 para cá — não viu as conquistas e as vitórias heroicas de Ayrton Senna, mas mesmo assim o conhecem, e muitos o reverenciam como se ele estivesse correndo até hoje. E, de fato, Ayrton Senna continua vencendo corridas até hoje. Se não em vida, com certeza nos videogames de muitos fãs mundo afora, como nestes games que vamos relembrar hoje!

Ah, e se quiser entrar no clima em grande estilo, leia a matéria ouvindo o Tema da Vitória, a música que virou o ‘Tema do Senna‘. PÃ PÃ PÃ…PÃ PÃ PÃÃÃ…

Ayrton Senna’s Super Monaco GP II (1992, Mega Drive)

Em 1992, Ayrton Senna já era piloto consagrado. Tri-Campeão do mundo e já dono de vários recordes, ele era aclamado por fãs de todo o planeta, especialmente por brasileiros e japoneses. E no Japão foi aonde Senna conseguiu grandes parcerias, seja com a Honda e os motores que ajudaram muito em suas conquistas, seja com a Sega e seus videogames.

Ayrton Senna então participou de Super Monaco GP II, mas não foi apenas com a sua foto na caixa: o campeão deu dicas na construção do jogo, deixou no cartucho dicas pessoais sobre cada circuito do jogo, emprestou sua voz para frases curtas como ‘Final Lap‘ e até cedeu o traçado da pista de kart de sua fazenda, que fica em Tatuí – SP.

Não existia nada mais gostoso que ir ganhando corrida após corrida, ir subindo no circo da F1 e finalmente, poder desafiar o próprio Senna e sua equipe Madonna (alusão à MacLaren, não à pop star), num dos maiores desafios do Mega Drive. Mate saudade do jogo neste vídeo:

Tem também uma versão para o Master System. Obviamente mais simples, mas nem por isso menos legal.

Ayrton Senna Kart Duel (1997, Playstation)

Uma das paixões declaradas de Senna era o kart. Foi onde tudo começou e era onde o piloto podia correr apenas pelo prazer de correr, sem toda a pressão de ser um piloto de F1. A desenvolvedora japonesa Gaps usou do gosto de Senna por karts e apresentou sua série Kart Duel, com três jogos, lançados apenas no Japão.

O jogo em si era bem tosco: gráficos pobres, controles esquisitos e uma física duvidosa. Mas mesmo assim em seu jeito arcade de ser era divertido, e como era feito em parceria com o Instituto Ayrton Senna, também possuía material até então exclusivo do piloto, como vídeos de seu acervo pessoal durante as férias, por exemplo.

Se você não teve a oportunidade de jogar, conheça o game no vídeo abaixo:

Mods 1986 e 1991 de Grand Prix 4 (2001, PC)

Em 2001 a MicroProse lançou Grand Prix 4 e logo se destacou como um dos melhores simuladores de F1 para computadores. A qualidade e o sucesso abriram portas para diversas modificações, com comunidades dedicadas e tudo o mais.

E entre as grandes modificações, destaco aqui duas: o mod de 1986 que mostra um Ayrton Senna pré-títulos mas já se intrometendo entre os grandes com sua Lótus preta — na minha opinião, o carro de corrida mais lindo de todos os tempos — e o mod de 1991, que é a temporada em que ele se consagrou como tri-campeão mundial.

Repare que o cuidado nos mods é tanto que até o painel das transmissões de TV é idêntico ao que existia na época:

O estranho caso de Ayrton Senna em F1 Beyond the Limit no Sega CD (1993)

Formula One World Championship foi um jogo de Sega CD lançado em 1994 e foi um grande sucesso entre os entusiastas de velocidade. Neste jogo, é possível jogar uma espécie de modo carreira onde situações reais da temporada de 1993 podiam ser recriadas.

Entre elas, temos a inesquecível vitória de Senna em Interlagos naquele ano, correndo com um carro inferior a seu eterno rival Alain Prost, desafiando a outra Williams de Damon Hill na chuva e não conseguindo sair do carro após a vitória pois o público invadiu o circuito para comemorar.

Mas por questões de direitos de imagem — neste e em muitos outros jogos licenciados — não podemos correr como Senna. Mas, usando aquele jeitinho brasileiro, era só ir nas opções e renomear o piloto sem nome de capacete vermelho da MacLaren que estava tudo certo!

Aliás, lendas urbanas dizem que o capacete do piloto sem nome fica amarelo se renomear o piloto para A. Senna e que a Sega fez algumas alterações no jogo devido a morte do piloto; a maior delas seria pelo fato de que batidas de frente não faziam mal ao carro e algumas proteções extras no circuito de San Marino, na fatídica Tamburello foram colocadas.

Se estas lendas são verdadeiras ou não, ainda não temos a resposta. Mas o que sabemos é que se trata de um jogaço que qualquer entusiasta de corridas deveria conhecer. Veja um pouco de como era este jogo e o modo 1993:

E ainda temos o recente Gran Turismo 6, aonde o Senna tem participações especiais graças a uma parceria da Sony com o Instituto Ayrton Senna. Você pode saber mais sobre a parceria e o jogo neste link. Desenvolvedores: um jogo bacana para móveis com o Senninha não seria nada mal, hein? #ficadica

Ayrton Senna foi um grande piloto. Fez história e levantou literalmente a nossa bandeira para o mundo. Por isso, nada mais justo que homenageá-lo neste 1º de maio, 20 anos depois daquele triste acidente em Ímola. E com a ajuda dos videogames, as novas gerações podem continuar conhecendo e correndo com este grande esportista brasileiro!

3 Respostas para “RetroArkade Especial Ayrton Senna: o tri-campeão mundial também fez história nos games!”

  • 1 de Maio de 2014 às 20:59 -

    LSSiqueira

  • Sensacional! Alguns jogos eu não conhecia, vou dar uma olhada.
    Ótima homenagem a essa lenda, quem sabe um dia veremos novamente um brasileiro brilhando na formula 1.

  • 1 de Maio de 2014 às 21:17 -

    Jarlisoj

  • Boah matéria, esse jogo gp monaco do Senna é classico, jogava no meda drive do meu primo, anos depois comprei um clone shingling onde tem emulador de mega e pude ter o jogo do Senna no bolso e compartilhando com amigos na faculdade que curtiram e ainda curtem, quando a aula ta chata eles dizem “cadê o Senna pra gente jogar”.

  • 2 de Maio de 2014 às 08:06 -

    Rob

  • Vinte anos se passaram e continua idolatrado, o cara era fera mesmo.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *