RetroArkade: Jogos da Warner Bros. que sempre terão lugar em nossos corações

16 de novembro de 2014
Autor: Junior Candido

RetroArkade: Jogos da Warner Bros. que sempre terão lugar em nossos corações

Que tal lembrar com a gente os jogos clássicos da Warner Bros.? Tem Pernalonga, Papa-Léguas, Animaniacs, Tiny Toon e muito mais pérolas que marcaram nossas vidas. Vem com a gente nessa viagem!

A Warner Bros. sempre teve uma proposta de animação diferenciada e por isso, minha preferida. Seus personagens tem um carisma especial e ao mesmo tempo que agradam crianças de todo o mundo, conseguem ser inteligentes ao ponto de fazer os adultos assistirem seus desenhos também.

Seja pelo esperto Pernalonga, pelo falastrão Patolino, pelas insanidades dos Animaniacs ou pela “esperteza” do Coyote, os personagens dos Looney Tunes sempre terão lugar reservado entre as grandes animações do século passado (e pode ser deste século também!).

No universo dos videogames, a Warner também não passou batido. Assim como excelentes jogos que a Disney ofertou na década de 1990, seu maior concorrente também ofereceu muita coisa boa e relembra-los é obrigação. Separamos alguns bons jogos da WB e você é o convidado de honra pra revê-los:

Animaniacs (Super NES e Mega Drive – 1994)

Uma animação excepcional da década retrasada, o seriado apresentava Yakko, Wakko e Dot tocando o terror nos estúdios da Warner Bros. A popularidade era tanta que até Tazos (lembra deles?) com seus personagens foram lançados. E logicamente, videogames não poderiam ficar de fora.

No caso dos Animaniacs, dois jogos diferentes foram lançados, embora ambos foram desenvolvidos pela Konami. No Super NES, um divertido (e difícil) jogo de plataforma acompanhava os personagens enquanto eles passavam pelas fases que eram estúdios dentro da Warner Bros. Além de passar de fase e coletar moedas, aqui fugir era quase que uma necessidade pois o segurança estava sempre doido para trancá-los novamente na caixa d´água do estúdio. No Mega Drive os bonecos são menores e os designs das fases mais pobres, mesmo assim a diversão é garantida. E nos dois jogos era possível escolher os três personagens.

Batman Animated Series (Super NES e Mega Drive – 1995)

A animação definitiva de Batman é de 1992 em uma época em que a Warner já administrava desenhos e filmes dos heróis da DC. O sucesso foi tão grande que a partir de seu conceito, séries como a do Superman e da Liga da Justiça foram lançadas anos depois. No mundo dos videogames, a animação ganhou dois jogos também, um feito pela Konami para o Super NES e um para Mega Drive que ficou a cargo da SEGA.

No Super NES temos um jogo de plataforma, mas com uma ligeira pitada de exploração. Ja no Mega Drive, a ação é frenética no melhor estilo Gunstar Heroes. E em ambos, os bat-trecos estão à disposição e o Coringa é o eterno vilão. Se não jogou nenhuma das duas versões está mais que convidado para experimentar.

Papa-Léguas (Desert Demolition – Mega Drive – 1995 / Death Valley Rally – SNES – 1992)

Ah, o Coyote. Que com seus produtos ACME e sua inteligência “acima da média” tenta capturar o Coyote. Em dois jogos desenvolvidos em épocas e estúdios diferentes mas com a mesma ação: aqui era possível capturar o Papa-Léguas (ou não), mas por causa da sua competência como jogador, não por inteligência do Coyote, que fique bem claro.

Tiny Toon Adventures – Wacky Sports Challenge (Super NES – 1992)

Os coelhos de Steven Spielberg foram um baita sucesso no mundo das animações nos anos 1990 e também estrelaram inúmeros jogos divertidissimos. E de todos, o mais legal é com certeza este aqui mencionado com suas gincanas e jogos rápidos e que eram certeza de alegria para quem jogasse. De tiro ao alvo na imagem do Valentino com sorvete até o levantamento de peso entre os personagens, é mais um jogo inesquecível que entra em nosso “memorial”.

Taz-Mania (Master System e Mega Drive – 1992)

Na pressa de matar sua insaciável fome, o demônio da Tasmânia simplesmente sai feito louco pelas fases desse jogo bem legal à procura de um ovo de uma grande ave marinha. Mesmo no Master System o jogo conta com animações caprichadas e jogabilidade interessante. Era legal ver o Taz comendo tudo o que aparecia na sua frente, inclusive bombas que tiravam sua energia e o deixavam com cara de tacho.

Bugs Bunny – Rabbit Rampage (Super NES – 1993)

Temporada de caça ao pato ou caça ao coelho? Seja lá qual for a resposta, o Super Nintendo contou com um pedaço a eterna briga de Hortelino e Eufrasino com o Pernalonga. E para deixá-los mais irritados é você quem comanda o coelho fanfarrão por fases de plataforma enquanto foge da perseguição dos “vilões”. Mas o que que há que o velhinho aí não foi jogar?

Estes são alguns dos jogos clássicos que os personagens da Warner Bros. nos proporcionaram. São anos de diversão com personagens carismáticos e de enorme importância no entretenimento. E você? Qual o seu preferido? Hora de continuar a lista ou comentar dos jogos aqui citados.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *