RetroArkade: Sunset Riders é o jogo definitivo sobre o Velho Oeste, concorda?

26 de outubro de 2014
Autor: Junior Candido

RetroArkade: Sunset Riders é o jogo definitivo sobre o Velho Oeste, concorda?Temos Red Dead Revolver/Redemption, Gun, Mad Dog McCree e outros excelentes jogos sobre o Velho Oeste. Mas nenhum causou tanto impacto como Sunset Riders, mais um clássico que você irá relembrar junto conosco agora!

A nossa geração não teve a exposição ao clima de Velho Oeste que nossos pais tiveram. Podemos até conhecer e gostar, mas não foi na nossa época que vimos Bat Masterson, os gibis do Tex nem os filmes de Clint Eastwood. Mesmo assim o assunto sempre rende bons materiais para a mídia, incluindo os videogames. E talvez pensando na falta de jogos impactantes mais a possibilidade de fazer sucesso a Konami apostou em mais uma opção para seus arcades insanos de quatro jogadores com Sunset Riders.

A premissa do jogo era simples como deveria ser: quatro caçadores de recompensa rodam o Velho Oeste procurando os piores bandidos. No começo de cada fase aparecia o cartaz de PROCURADO VIVO OU MORTO com o nome do criminoso a ser capturado. Obviamente quanto mais você avança no jogo, maior é a recompensa e mais “pontos” você ganha. Isso mesmo, em Sunset Riders os pontos são na verdade, dinheiro.

A partir daí oito fases se desenrolavam com tudo o que o ambiente daquele local oferecia: os famosos Saloons com suas icônicas portas, celeiros, casas típicas e até manadas de bois que aparecem nas fases e exige que o jogador evite ser pisoteado. E ao final de cada fase, logicamente aparecia o vilão pronto para ser confrontado. O bacana do Velho Oeste é que os bandidos mesmo em condição de procurados da justiça demonstram um “dane-se” enorme e aparecem para o confronto sem medo de ser feliz!

Para encarar os desafios, temos quatro caçadores de recompensa dos mais casca-grossa prontos para o desafio (embora sempre me perguntei como que eles conseguiam sem problemas ter a nobre atitude de dividir a recompensa). Os quatro cavaleiros de Atena são:

RetroArkade: Sunset Riders é o jogo definitivo sobre o Velho Oeste, concorda?

Steve: dono dos tiros de revólver tem entre suas cores o amarelo como predominante ;

Billy: se não fosse por ter um narigão, poderíamos dizer que ele é uma cópia exata de Steve, até por usar revólver também. Sua cor “preferida” é o azul.

Bob: Adapto da cor verde, prefere a espingarda e é o único com cabelos compridos.

Cormano: o mexicano do jogo prefere o tom violeta (reparou como eles são “discretos”, né?) e é o mais legal de todos por ter um poncho. Também prefere atirar com sua espingarda.

E os vilões, você se lembra de cada um deles? Todos muito chatos e comedores de ficha (ou paciência, caso jogue nos consoles).

RetroArkade: Sunset Riders é o jogo definitivo sobre o Velho Oeste, concorda?

As batalhas com os chefes eram variadas e exigiam estratégias diferentes para cada confronto.

Simon Greedwell ($10.000): Um fazendeiro e banqueiro sem vergonha que tem vários capangas para lhe ajudar. É tão ganancioso que suas últimas palavras quando derrotado são: “Bure me with my money”, ou “me enterre com meu dinheiro”.

Hawkeye Hank Hatfield ($20.000): Lembra do “pistoleiro mais rápido do Oeste”? Este chefe aqui é um dos que buscam este título, mas você pode derrota-lo caso seja ainda mais rápido.

Dark Horse ($30.000): Em seu cavalo preto e seu revólver potente, este é seu terceiro desafio.

The Smith Bros ($40.000): Velho Oeste sem irmãos bandidos não é Velho Oeste. Os irmãos Smith partem para o combate usando explosivos como bombas, dinamites e querosene.

El Greco ($50.000): Outra coisa que não pode faltar em faroeste é uma treta dedicada. E ela ocorre quando este mexicano, rival de Cormano aparece com seu chicote para o tudo ou nada com seu pior inimigo.

Chief Scalpem (Wigwam – $60.000): Mais um clichê, o representante dos índios no jogo consegue ser páreo duro usando apenas facas, se trata de um inimigo rápido e bem forte.

Paco Loco ($70.000): Chegando a um forte militar, é hora de capturar este guerrilheiro maluco que te encara com uma metralhadora.

Sir Richard Rose ($100.000): E por fim, este inglês metido que garanto: há um prazer todo especial em vencer este exibido, principalmente por passar raiva ao vê-lo usando por boa parte do combate uma armadura à prova de balas!

E após este árduo desafio, nada melhor que curtir o bolso cheio e a sensação de conquista em um saloon com belas mulheres.

RetroArkade: Sunset Riders é o jogo definitivo sobre o Velho Oeste, concorda?

Depois de um árduo dia de trabalho, vamos para a farra!

Jogar Sunset Riders era uma experiência interessante: embora sempre achei ruim o sistema de mira, por outro lado seus pontos positivos chamavam mais a atenção: entrar nas casas para pegar itens, evoluir sua arma no melhor estilo Contra, os confrontos diferenciados com os chefes, fases bônus de mire e acerte ou de perseguição a uma carroça e até as manadas de bois são alguns dos pontos que fazem valer a jogatina.

A música também era legal, com destaque especial a música que tocava aos finais das fases, sempre seguidos de um YAHOO!! de alegria dos caubóis! Durante as fases as músicas variavam de muito legais a muito chatas e o som da ação era tipicamente “fliperamistica”, não tendo nada a ver com um ambiente real de Velho Oeste mas… quem se importa, não é mesmo? O foco aqui era outro e a essência que era o que importava estava lá!

Para relembrar mais do jogo, veja um gameplay da versão para Arcade deste épico:

Menos fases mas a mesma essência no Mega Drive

E como naquela época tinha toda aquela expectativa de um arcade vir parar nos consoles de mesa, o Mega Drive recebeu sua versão em 1992, que por limitações do console teve que ter alguns elementos modificados: dos quatro personagens, apenas Billy e Cormano permaneceram e apenas quatro chefes (com fases divididas em duas partes) estão no cartucho.

Para compensar os “cortes”, Sunset Riders para o console da SEGA tinha um botão a mais para atirar para todo o lado, coisa que não existia nos fliperamas, além do modo versus, aonde de maneira similar a Double Dragon, seus próprios personagens duelam até a morte (talvez para ficar com todo o dinheiro do jogo…).

Fidelidade total e a “censura Nintendo” no Super NES

Em 1993 foi a vez do Super Nintendo receber uma versão. Aqui o jogo aparece como uma ótima conversão do arcade, mas como todo jogo dessa época, passou pela censura politicamente correta da Big N: as mulheres e índios que levavam tiros no jogo foram trocados por inimigos genéricos, todas as referências ao álcool e fumo foram retiradas e até as mulheres que dançam no final do jogo estão vestidas com roupas bem mais comportadas.

Você até tinha os quatro personagens a disposição, mas infelizmente nem com Multitap (aquele acessório que nos fazia jogar International Superstar Soccer ou FIFA com quatro jogadores) era possível colocar todos eles na mesma partida. Mesmo assim as fases, a dificuldade e a música se mostram competentes pelos lados Nintendísticos também.

E é porque você chegou até aqui na matéria que Sunset Riders é este clássico imperdível! Sua personalidade é muito forte e somados aos bons jogos da Konami para fliperama que não voltarão mais (infelizmente!), aparecem facilmente na lista dos jogos mais legais de todos os tempos. Agora vá jogar e depois compartilhe sua experiência com o jogo aqui (ou compartilhe sua experiência aqui e jogue depois… tanto faz!).

9 Respostas para “RetroArkade: Sunset Riders é o jogo definitivo sobre o Velho Oeste, concorda?”

  • 26 de outubro de 2014 às 11:27 -

    Alexo Mello

  • É um Contra temática Velho Oeste, mas era divertido!

  • 26 de outubro de 2014 às 12:39 -

    leandro leon belmont alves

  • jogo definitivo de faroeste não sei dizer, mas era divertido. pena que só os Brasileiros dão valor a esse jogo, Sunsetriders não é tão famoso lá fora

  • 26 de outubro de 2014 às 12:52 -

    Naash Shadow

  • Um detalhe interessante é que no game das Tartarugas Ninja do Arcade tem uma fase que se passa nessa epoca do Sunset Riders E é claro que eu sempre joguei com o Cormano pra pegar o chapéu do El Greco

  • 26 de outubro de 2014 às 14:10 -

    Kubrick Stare Nun

  • Carinhas das escopetas >>>>>>>>>> carinhas dos revolveres

  • 26 de outubro de 2014 às 14:50 -

    Giovani

  • Com cortes ou sem cortes,no arcade ou nos consoles,Sunset Riders é muito bom!Excelente trabalho de _Hideyuki Tsujimoto_ que participou deste game e do Super Contra para arcades também.

  • 27 de outubro de 2014 às 11:07 -

    Binholouco13

  • Definitivo não! mas com certeza um dos mais divertidos! ainda ontem eu e pensei em por ele na minha jogatina de final de semana com a familia, e relembrar os velhos tempos de Snes e Play1….

  • 27 de outubro de 2014 às 13:40 -

    Leonardo

  • Podem me detonar… mas eu gostava mais da versão do Mega Drive! 

    • 27 de outubro de 2014 às 20:16 -

      Giovani

    • 2

  • 27 de outubro de 2014 às 14:26 -

    samuel

  • que monte de vidas é esse meu quando eu jogava esse jogo não tinha isso tudo não assim até eu zero esse jogo eu não passava da 3 faze hahhahuhahuahuahuahuh

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *