Robotoki fecha suas portas e manda Human Element para a geladeira

22 de janeiro de 2015
Autor: Henrique Gonçalves

Robotoki fecha suas portas e manda Human Element para a geladeira

Estúdio fundado pelo ex-funcionário da Infinity Ward que trabalhou na série Call of Duty anunciou o seu fim e deixa o aguardado Human Element em hiato indeterminado.

Em meados da década de 2000, Robert Bowling trabalhava como estrategista criativo na Infinity Ward, desenvolvera responsável por Modern Warfare e subsequentes jogos da franquia, ao lado da Treyarch Corporation e Sledgehammer Games. Bowling trabalhou quase uma década no estúdio até que decidiu sair para criar sua própria empresa, a Robotoki.

A desenvolvedora independente trabalhou em alguns jogos pequenos, incluindo um curioso e colorido projeto chamado Drop Squad 4 para dispositivos moveis, até que Human Element foi anunciado, sendo o primeiro grande jogo da produtora.

Robotoki fecha suas portas e manda Human Element para a geladeira

Human Element surgiu no começo de 2012 com novidades interessantes sobre o manuseio de diferentes dispositivos em um único mundo, unindo dispositivos moveis, consoles e PCs em uníssono neste jogo pós-apocalíptico, e até então prometia trazer o conceito de sobrevivência a um nível jamais visto. Dois anos se passaram e acabamos vendo algo totalmente diferente no The Game Awards 2014.

O jogo havia mudado, a sobrevivência hardcore foi trocada por uma jogabilidade frenética com visuais um tanto cartunescos, remetendo a Team Fortress 2, tanto em sua aparente jogabilidade quanto no formato free to play.

Eis que nesta semana Bowling anuncia que a Robotoki fechou suas portas, deixando Human Element em um hiato indeterminado.

Robotoki fecha suas portas e manda Human Element para a geladeira

Em uma carta aberta Robert Bowling menciona o começo de sua carreira na Infinity Ward, e como ele se moveu para o desenvolvimento independente após o fechamento da trilogia Modern Warfare. Bowling também explica que estava procurando um acordo com alguma publicadora para a versão premium de Human Element, porém ele não teria como continuar a financiar o estúdio sozinho.

O que resta de Human Element é um futuro incerto, com a possibilidade que alguma empresa adquira o IP e queira continuar o projeto de Bowling. Enquanto o que resta da Robotoki é esta homenagem a todos os projetos criados pela empresa.

Rest in Peace Robotoki.

(Via: All Games Beta)

Uma resposta para “Robotoki fecha suas portas e manda Human Element para a geladeira”

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *