SUPERHOT continua mandando bem ao te dar o controle do tempo no PS4

25 de julho de 2017
Autor: Junior Candido

SUPERHOT continua mandando bem ao te dar o controle do tempo no PS4

Recentemente os donos de Playstation 4 receberam SUPERHOT, o inovador e criativo game lançado em 2016 para computadores e Xbox One, que traz, além de seus gráficos que mais parecem ter saído das missões VR do primeiro Metal Gear Solid, a chance de usar o tempo a seu favor, já que, neste shooter, as coisas só se movimentam quando você se movimenta.

Os desavisados, achando que se trata apenas de um shooter, irão se assustar quando começar a jogar, pois ao invés de fases grandes, temas do tipo “salve o mundo” e toda a pompa de jogos neste estilo, temos em seu lugar fases bem curtas, mecânica de jogo que lembra mais um quebra-cabeça do que um jogo de ação e uma história bastante misteriosa. E é exatamente aí onde o game continua fazendo bonito, pois suas fases são bem lapidadas e caprichadas, sendo viciante a ponto de te fazer querer sempre “jogar mais uma”.

SUPERHOT continua mandando bem ao te dar o controle do tempo no PS4

Tudo por causa da forma variada que você tem para resolver as mesmas questões: Quer pegar uma arma e sair atirando em tudo e em todos? Vá em frente. Quer sair derrubando todo mundo no soco, enquanto desvia dos tiros, no melhor estilo Matrix? Pode também. Apenas em algumas poucas fases que é exigido alguma espécie de padrão, como uma em que você está em um octógono e precisa se livrar um a um dos inimigos que vem em sua direção.

O visual baseado em apenas três cores também se mostrou muito bem no Playstation 4. Especialmente para quem quiser conferir o game na Realidade Virtual, já que há uma versão compatível com o dispositivo da Sony e que te permite entrar de maneira mais profunda no misterioso mundo do jogo.

SUPERHOT continua mandando bem ao te dar o controle do tempo no PS4

Mas no final, os donos de PS4 terão de fato as mesmas virtudes do jogo que já está em outras plataformas. SUPERHOT, assim como diz o nosso review do ano passado, é interessante, complexo e extremamente viciante. A campanha, apesar de curta, abre portas para diversos modos, como um que te oferece desafios especiais, além da possibilidade de editar seu desempenho, como se a fase fosse um videoclipe, tudo com comandos que são totalmente inspirados no ambiente do saudoso MS-DOS.

O game é profundamente criativo e simples ao mesmo tempo, e merece muito da atenção de quem gosta de um jogo que oferece bom desafio e a chance de construir uma boa estratégia para passar pelas fases propostas. O game, que agora também está disponível para Playstation 4 e Playstation VR, também tem versões para PC e Xbox One.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *