Testamos – Alloy FPS RGB, a boa evolução dos teclados da HyperX

18 de janeiro de 2019
Autor: Junior Candido

Testamos - Alloy FPS RGB, a boa evolução dos teclados da HyperX

No mundo dos teclados mecânicos, não basta ter luz a todo lado. Mas também não é preciso encher o dispositivo de funções que, se enchem a sua caixa de texto, na prática, não servem pra nada. É neste ponto de equilíbrio que a HyperX buscou evoluir o seu teclado Alloy FPS. Buscando unir versatilidade, simplicidade e um bom uso, o teclado mudou pouco, aparentemente.

Mas sim, há interessantes mudanças que buscam fazer este teclado melhor. Com destaque especial para os switches, que são da chinesa Kailh, e que de cara, já mostram que, de fato, o dispositivo está bem melhor.

Na parte estética, pouca coisa mudou. O formato é semelhante a seu antecessor, com as teclas numéricas, a porta USB extra, e o cabo removível, para deixar mais prático o transporte. Isso significa também que este teclado não conta com recursos como controles de volume ou iluminação com botões próprios, descanso para os braços, ou saídas para headset.

O que mudou, mudou pra melhor

Testamos - Alloy FPS RGB, a boa evolução dos teclados da HyperX

Também é importante lembrar que este teclado, diferente dos demais, não conta com teclas WASD para substituição. Segue compacto, mas sem parecer “fraco” por isso. Tem um peso considerável e demonstra qualidade em todos os seus aspectos.

Por agora ser RGB, o teclado também permite integração com o NGenuity, o software da HyperX para configurar seus teclados e mouses. Com o programa, que se mostrou bem simples de se usar com o mouse Pulsefire Surge RGB, também é bem fácil criar seus próprios padrões de cores, o que inclui seus próprios padrões, feitos para variados tipos de jogo. Dá pra, por exemplo, criar um padrão específico para Counter Strike: GO, outro para Fortnite, e por aí vai.

Mas, a grande novidade por aqui, sem sombra de dúvidas, são os novos switches. O Kaihl Silver Speed não emite sons ao usar as teclas, e isso é uma boa para quem não tem muita paciência com aqueles sonzinhos que os switches Cherry oferecem. E por ser ultra-rápido, também não exige muita força para teclar. Um leve toque na tecla que deseja e a ação acontece. A impressão que tive é a de que o teclado está mais sensível, e talvez por isso, peça uma pequena adaptação para quem está acostumado com outros teclados.

O HyperX Alloy FPS RGB vale a pena?

Inclusive, ele é ótimo para digitação. Sem aquele barulhinho, digitar se torna uma tarefa mais silenciosa, e que pode ser melhorada, caso o usuário trabalhe com programas específicos, e crie perfis para eles no NGenuity. Mesmo sendo pensadas em games, as boas novidades do Alloy FPS RGB se aplicam muito bem no dia a dia, também.

O Alloy FPS RGB é sim uma boa opção. É uma interessante evolução quanto a seu antecessor, e traz um switch mais silencioso, e de acesso mais rápido do que os outros teclados da marca. Também útil no dia a dia, ele é uma ótima opção para quem quer um dispositivo mais silencioso, prático para se levar a todo lugar. E fácil para programar perfis, seja para jogos, ou para trabalho.

O Alloy FPS RGB pode ser encontrado à venda pelo preço médio de R$ 599. E você pode comprar ele na Amazon.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *