Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: Papers, Please (PC)

23 de dezembro de 2013
Autor: Henrique Gonçalves

Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: Papers, Please (PC)

Papers, Please é um jogo onde você controla um oficial do Departamento da Imigração do estado comunista de Arstotzka, no qual você precisar pensar como um burocrata e agir como um mero peão na imensa engrenagem enferrujada comunista. E por mais que está descrição faça Papers, Please ser o jogo mais chato do mundo, é totalmente o contrário: o game é uma das experiências mais cativantes que encontrei neste ano nos videogames.

A premissa de colocar o jogador para trabalhar em um setor de Imigração com o dever de liberar ou barrar a entrada de milhares de imigrantes ao país após uma grande guerra civil (que aconteceu exatamente entre as linhas onde você trabalha) funciona perfeitamente quando você tem aluguel, aquecimento e uma família (que adoece várias vezes) para cuidar, tudo custando uma grande quantia de dinheiro para arcar com as despesas.

Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: Papers, Please (PC)

Tudo se torna um exercício estressante, porém, quando seu pagamento é baseado pelo número de pessoas que você deixou entrar naquele dia, te fazendo uma pessoa cada vez mais egoísta quando algum desconhecido precisa de ajuda para entrar no país, porém não tem os documentos corretos. Nestes momentos, você pode ajudá-los e receber uma advertência, junto com um corte de salário, ou impedi-lo e continuar com seu trabalho como se nada tivesse acontecido.

É nessas horas que Papers, Please brilha mais, fazendo você pensar duas vezes nas suas ações e como elas irão afetar o mundo que está em volta.

Mas não é somente sua premissa que casa com a situação apresentada, a jogabilidade de Papers, Please trabalha em um grande papel neste mundo. Utilizando somente o mouse e alguns comandos opcionais no teclado, o jogador precisa trabalhar com diferentes documentos para verificar se aquela pessoa está livre para entrar.

Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: Papers, Please (PC)

As coisas complicam no momento em que sua mesa de trabalho é pequena demais para organizar todos os documentos de uma vez e pelo fato do governo restringir métodos cada vez mais complexos para você manusear durante a inspeção, criando uma situação onde você precisa correr contra o tempo para liberar aquela pessoa e ir para a próxima, tentando conseguir o máximo de dinheiro possível de uma vez só.

Papers, Please é um jogo estressante, surpreendente e acima de tudo extremamente divertido, sendo obrigatório experimentá-lo pelo menos uma vez para entender como jogabilidade, enredo e sua ambientação podem casar perfeitamente com crítica social e dar vida a um dos melhores jogos que foram lançados neste ano.

5 Respostas para “Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: Papers, Please (PC)”

  • 23 de dezembro de 2013 às 11:43 -

    Wesley Couto da Silva

  • <3 comprei no dia que o dukope anunciou dsahuuiwe

  • 23 de dezembro de 2013 às 11:27 -

    Arthur.E

  • Caramba, muito obrigado Henrique por essa matéria e por fazer uma homenagem a esse jogo que achei um dos melhores indies desse ano.

    • 23 de dezembro de 2013 às 21:18 -

      Henrique Gonçalves

    • Hehehehe! É um jogo indie muito bom mesmo!

  • 23 de dezembro de 2013 às 13:22 -

    Renan do Prado

  • Ouço tanto falar desse jogo que quero jogá-lo um dia!!!!

    • 23 de dezembro de 2013 às 21:21 -

      Henrique Gonçalves

    • Promoção do Steam tá aí para isso mesmo Renan!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *