Tribuna Arkade: Minecraft pode ser banido da Turquia por conter “elementos de violência”

13 de fevereiro de 2015
Autor: Rodrigo Pscheidt

Tribuna Arkade: Minecraft pode ser banido da Turquia por conter "elementos de violência"

Em meio a jogos de tiro hiper-realistas e títulos controversos como Hatred eis que os políticos da Turquia resolveram investigar se Minecraft merece ou não ser banido do país por conter “elementos de violência”.

Quem resolveu investigar o game foi Aysenur Islam, que ocupa o cargo de Ministra de Políticas Social e da Família na Turquia. Curiosamente, a polêmica foi levantada por um repórter, que questionou a ministra se ela sabia que o jogo retrata a violência contra mulheres e poderia promover a agressão, pois “os jogadores ganham pontos ao matar personagens”.

Por conta disso, a ministra turca afirmou que vai examinar o jogo para averiguar se ele tem ou não os tais “elementos de violência” que foram comentados pelo repórter.

Obviamente, o caso gerou repercussão na mídia internacional, especialmente por ter como alvo um jogo que é tido por muitos como “lúdico” e “educativo”.

Jonathan Jordan, editor da revista britânica Games Magazine teceu o seguinte comentário sobre o caso:

Minecraft é um dos últimos jogos que eu poderia pensar que seria banido por conteúdo violento. Ele é tão violento quanto os filmes d’O Senhor dos Anéis, quer dizer, existem espadas, arcos e flechas, mas a maioria dos ataques é contra monstros, não contra humanos. Minecraft segue outro caminho, incentiva a criatividade, e dá ao jogador o poder de criar ao invés de lutar”

O psicólogo Andrew Przybylski, que é pesquisador da Universidade Oxford, foi mais radical em seu argumento:

“Pensar em investigar Minecraft por ser violento é o mesmo que abrir uma investigação sobre a violência dos brinquedos Lego“.

A verdade é que a questão da censura na Turquia anda bem séria e o “violento” Minecraft seria apenas mais uma vítima de um regime autoritário e descabido. Só para você ter uma ideia, recentemente o governo aprovou uma lei que dá a qualquer ministro o poder de exigir a retirada de um conteúdo online com prazo de quatro horas, sem decisão judicial. Pois é, não existe uma investigação “justa”: se um ministro simplesmente não foi com a cara do seu conteúdo, ele pode exigir que você tire-o do ar.

Tribuna Arkade: Minecraft pode ser banido da Turquia por conter "elementos de violência"

As “investigações” em torno da “violência” devem estar sendo conduzidas, e por enquanto o futuro do game na Turquia é incerto. Na pior da hipóteses, os fãs sempre podem dar “um jeitinho” para continuar jogando, mas censura nunca é boa, especialmente contra um game que está mais preocupado em estimular a criatividade do que a violência.

Isso fica especialmente bizarro se considerarmos que a Turquia é um país bastante conservador, que aboliu a pena de morte há pouco mais de uma década, trata as mulheres com extrema desigualdade até hoje e em 2003 ainda apedrejava jovens que engravidavam antes do casamento. Será que a “violência” de um videogame deveria mesmo ser uma preocupação para os governantes de lá? Sério?

E você, o que acha dessa polêmica envolvendo Minecraft e o governo da Turquia?

(Via: O Globo, Gameranx, Newsweek)

3 Respostas para “Tribuna Arkade: Minecraft pode ser banido da Turquia por conter “elementos de violência””

  • 13 de fevereiro de 2015 às 18:29 -

    leandro leon belmont alves

  • os Turcos julgam minecraft ter violência onde num país trata as mulheres como o “excremento do cavalo do bandido”…..é no minimo revoltante, imagina se fosse um Mario ou um Zelda?

  • 17 de fevereiro de 2015 às 23:05 -

    Alice

  •   NãoNão! !

  • 5 de abril de 2015 às 20:39 -

    hugabuaga123

  • TURQOSMAÇDITOS!!! PK ELES NÃO BANEM O CU DELES? 

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *