Tribuna Arkade: Philips processa Nintendo por violação de patente e pede a proibição do Wii U

16 de Maio de 2014
Autor: Junior Candido

Tribuna Arkade: Philips processa Nintendo por violação de patente e pede a proibição do Wii U

Goste você ou não da Nintendo, é fato que a empresa tem sido tema de notícias não lá muito animadoras. Agora, às vésperas do lançamento de Mario Kart 8, a Big N está sendo acusada pela Philips por quebra de patentes!

Koninklijke Philips – mais conhecida como Philips, mesmo – processou a Nintendo por alegar que a tecnologia do Wii e do controle de movimento do WiiU infringe tecnologias deles de sistemas interativos com controle remoto e detecção de movimento para operar um dispositivo, como uma televisão, por exemplo.

A reclamação da Philips é em relação a duas patentes específicas: uma de controle de movimento e outra para dispositivos sem fio que podem ser controlados via remoto por outro dispositivo.

O problema é que se encaixam nestes termos de violação de patentes “apenas” o Nintendo Wii, o Wii Remote, o Wii Remote Plus, o Nunchuk, a Balance Board, o WiiU, o WiiU GamePad, o Wii Mini e o Wii MotionPlus (basicamente tudo que a Nintendo lançou na última década). A ação da Philips ainda afirma que a Nintendo tinha “conhecimento real” das patentes já registradas, e mesmo assim seguiu com o desenvolvimento de seus produtos sem obter a licença da companhia.

Tribuna Arkade: Philips processa Nintendo por violação de patente e pede a proibição do Wii U

Rascunho da patente da Philips, que foi supostamente violada pela Nintendo.

Com isso, a Philips levou a Nintendo para o tribunal e pede a proibição de fabricação e venda do WiiU e qualquer outro hardware posterior da Nintendo que utilize uma tecnologia similar à de suas patentes violadas.

Como qualquer companhia gigante, esta não será a primeira e nem a última participação da Nintendo em tretas legais do tipo. Em 2010, a Big N foi processada pela IA Labs, que reclamava que o Wii Fit e o Wii Fit Plus foram feitos violando patentes. O tribunal foi favorável à Nintendo em 2012, que logo comprou todas as patentes da IA Labs para evitar mais dores de cabeça.

Logo depois, a Nintendo perdeu uma causa e teve que pagar porcentagem de direitos para a Tomita Technologies International Ltda. depois que a empresa a processou, desta vez sob alegação de violação de patente com a câmera do portátil 3DS.

No caso atual, a disputa é um tanto curiosa, pois no passado Philips e Nintendo já foram parceiras e tentaram juntas preparar um leitor de CD para o Super Nintendo (?!). Não dando certo, a Philips acabou lançando o seu CD-i usando personagens da Nintendo, já que o contrato permitia a exploração deles enquanto estivesse em vigor… o que rendeu os piores jogos da história destes personagens.

Tribuna Arkade: Philips processa Nintendo por violação de patente e pede a proibição do Wii U

Este é o Philips CD-i, lançado após a parceria da Philips com a Nintendo nos anos 1990 não dar certo. É também o lar dos piores jogos com personagens da Big N.

Não conhece os jogos exclusivos do Cd-i? Acha que talvez eles nem sejam tão ruins assim? Então veja Zelda e Mario com seus próprios olhos e tire suas conclusões.

Se você quiser ver o documento do processo, basta visitar este link. Agora é acompanhar a disputa de advogados para ver quem ganha esta queda de braço e torcer para que a Nintendo volte aos noticiários gamers apenas pelos seus bons jogos.

(Via: Polygon, Neogaf)

9 Respostas para “Tribuna Arkade: Philips processa Nintendo por violação de patente e pede a proibição do Wii U”

  • 16 de Maio de 2014 às 09:55 -

    leandro leon belmont alves

  • sinceramente….esse processo não vai dar em nada, até parece que a Phillips, que nem sei se faz tv hoje em dia tem a chance de tirar o WiiU do mercado. com o CD-I, va-la. mas hoje….

    • 16 de Maio de 2014 às 10:14 -

      Paulo

    • A para esclarecer suas duvidas Philips produz televisores atualmente e suas TVs estão entre as melhores do mercado, bem como se você pesquisar um pouco mais verá que a Philips desenvolve muitas tecnologias para inovar produtos

      • 16 de Maio de 2014 às 14:22 -

        Dactar

      • Paulo eu também respeito a Philips,pra quem é das antigas sabe que esta empresa sempre foi sinônimo de excelência,mas hoje em dia a Philips não é mais a mesma.Desde 2011 ela abandonou a fabricação de TV´s e produtos de som e decidiu terceirizar a fabricação desses produtos para parceiros asiáticos.Agora TODA pesquisa e desenvolvimento de tecnologias da Philips está focada em equipamentos médicos e de iluminação.Foi uma das maiores viradas no mercado de tecnologia que eu tenha visto,mas aconteceu.

  • 16 de Maio de 2014 às 10:31 -

    tester

  • NINTENDO É DE LONGE A MARCA MAIS COPIONA DE TODAS! MAS É A MELHOR EM ESCONDER SUAS “FONTES DE INSPIRAÇÃO” KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • 16 de Maio de 2014 às 12:51 -

    Arthur.E

  • É mais provável que a Philips só fez isso agora, convenientemente perto da época da E3 e da Nintendo direct, para forçar um trato com a Big N e ganhar uma remuneração pela quebra de tecnologia. A Nintendo não poderia recusar um trato agora porque senão a Philips poderia seguir o processo adiante e poria em risco todos os investimentos que a Nintendo já fez na publicidade dos novos jogos e etc.

  • 16 de Maio de 2014 às 13:54 -

    Carlos Schneider

  • N vai dar em nada, no máximo pagar uma multinha aqui e uns diretos ali.

  • 16 de Maio de 2014 às 14:46 -

    Dactar

  • Complicado porque a violação de patentes é algo recorrente entre as grandes empresas de tecnologia hoje em dia.Mas eu não acredito que isso vai chegar ao ponto de bloquear as vendas do WII U.

  • 17 de Maio de 2014 às 02:18 -

    Renan do Prado

  • Pra mim é uma clara tentativa da Phillips de conseguir uns trocados as custas da Nintendo, e é claro que isso é óbvio. Pois juto agora um processo desses, e dessa magnitude….

    • 17 de Maio de 2014 às 16:15 -

      kau_kenway

    • Também pensei exatamente isso…

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *