Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

4 de fevereiro de 2016
Autor: Rodrigo Pscheidt

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

Avante Vingadores! O mais recente título da divertida série Lego revisita vários filmes da Marvel com muita ação e bom humor! Confira nossa análise de Lego Marvel Vingadores!

Prepare a pipoca, pois aqui tem um pacotão de filmes

Difícil conhecer quem não acompanha o universo cinematográfico Marvel. A empreitada da empresa que começou lá em 2008 com o primeiro filme do Homem de Ferro evoluiu para uma rede intrincada de filmes interligados, que gera um hype indescritível e move milhões aos cinemas a cada novo filme.

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

Depois de brincar com dezenas de personagens Marvel no divertido Lego Marvel Super Heroes, a Traveller’s Tales e a Lego receberam carta branca para invadir os filmes da Marvel e recriá-los daquele jeito fofinho e bem humorado que é marca registrada dos games Lego.

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

E os produtores aproveitaram, pois Lego Marvel Vingadores passeia por nada menos que 6 filmes diferentes da casa: Os Vingadores 1 e 2, Capitão América 1 e 2, Thor 2 e Homem de Ferro 3. Ou seja, o game é meio que um resumão de tudo o que rolou nos cinemas nos últimos 4 anos!

Avante Vingadores!

Se você jogou qualquer game da Lego nos últimos anos, já sabe o que esperar desse aqui: você vai descer a porrada em diversos inimigos e destruir partes do cenário para conseguir “moedinhas”  — ou usar as peças para montar novas coisas –, trabalhar em equipe, resolver pequenos puzzles, destravar dezenas de personagens… tudo com a pegada bem humorada típica dos jogos Lego.

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

Por ser uma adaptação dos filmes da Marvel, espere para rever alguns dos momentos épicos que nos fizeram vibrar nos cinemas: a invasão dos Chitauri destruindo Nova York? Está aqui! Hulk batendo Loki no chão como se ele fosse um boneco de pano? Está aqui? Pancadaria entre Hulkbuster e Hulk? Também está aqui!

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

Sendo bem, honesto, até as partes nem tão legais dos filmes — omo a reunião do grupo na casa de campo do Gavião Arqueiro, incluindo a cena do Capitão América cortando a lenha “na unha” — está presente aqui. Tudo é familiar para os fãs dos filmes Marvel, mas sempre rola uma piadinha ou situação inusitada para dar “a cara” do Lego às situações já conhecidas.

A linha narrativa é confusa

O game de fato aborda todos os 6 filmes que foram listados lá em cima, mas a divisão é meio confusa: você começa jogando a cena de abertura de Vingadores 2. Depois joga todo o primeiro filme da equipe — com umas cenas do Capitão América 1 no meio. A cena de abertura, aliás, é uma recriação fiel da que rola no filme, e é incrível:

Terminado o primeiro filme dos Vingadores, sobem os créditos (?!) mas o jogo continua logo depois (?!), e você pode tanto seguir direto para a história de Vingadores 2 quanto viajar pelo mundo para jogar missões dos filmes Homem de Ferro 3, Thor 2 e Capitão América 2. O curioso é que, do jeito que essas missões são colocadas no jogo, acabam parecendo “extras”.

Quem já assistiu aos filmes não vai ficar perdido, mas não deixa de ser uma forma meio confusa de acompanhar os fatos. E estes demais filmes que podem ser jogados de forma “avulsa” pelo mapa realmente parecem conteúdo extra, pois além de serem curtos, nem contam com cutscenes animadas, e sua história se desenrola através de telas estáticas em estilo desenho animado.

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

Mesmo em versão desenho, Tony Stark esbanja carisma.

Isso não quer dizer que estas fases estão feias ou com cara de feitas às pressas: o visual do jogo como um todo esbanja beleza e carisma. Mesmo as cutscenes estáticas são bacanas, e todos os personagens estão muito bonitinhos e fiéis (na medida do possível) às suas contrapartes dos cinemas/HQs. Tudo isso 100% dublado em português, e a dublagem está muito boa, diga-se de passagem.

Na real há boatos de que a versão dublada é até melhor do que a original, pois no áudio em inglês temos muitos diálogos que foram retirados direto dos filmes e acabaram misturados com novas linhas de diálogo gravadas especialmente para o game, o que causa estranheza. No game em português, tudo parece ter sido gravado do zero, então nada soa forçado ou esquisito.

Confira uma das melhores cutscenes do game dublada abaixo:

Ah, e apesar do nome Vingadores estampado na capa, não pense que você só poderá controlar os 6 heróis da equipe principal: a tela de personagens desbloqueáveis tem mais de 150 slots (contando com versões alternativas para alguns personagens), e você poderá jogar com coadjuvantes famosos — como Nick Fury, Agente Coulson e Pepper Potts — e outros nem tanto, como Madame B. (a professora de balé da Viúva Negra que aparece naquele flashback do segundo filme, lembra?), Cavaleiro da Lua e America Chavez.

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

Sim, você pode jogar com toda essa galera.

Além de jogar com todos esses heróis e vilões do universo Marvel, você ainda pode criar o seu próprio super-herói, misturando diferentes opções de trajes, cabelos, penteados e superpoderes para customizar um personagem exclusivo!

M de Marvel, M de Mais do mesmo

Ainda que seja muito divertido “rever” os filmes pela ótica bem humorada da Lego, não se pode negar que a fórmula já está demonstrando certo cansaço. Todos os jogos de Lego partilham a mesma jogabilidade, que é simplesmente adaptada para diferentes universos conforme novas franquias vão sendo licenciadas.

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

A fórmula ainda funciona? Sim, porém ela não surpreende mais. Quem já jogou qualquer outra coisa da Lego — especialmente o Lego Marvel Super Heroes de 2013 — já sabe exatamente o que esperar e o que fazer aqui.

O jogo até oferece um fator replay gigante, com certos objetivos que só podem ser cumpridos por personagens específicos (mover objetos com a mente ou mudar de forma, por exemplo) e algumas bem-vindas áreas de mundo aberto cheias de colecionáveis e sidemissions. Mas fora isso, Lego Marvel Vingadores  entrega uma experiência muito similar à que já conhecemos.

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

Além dessa mesmice, há um problema da série que continua presente aqui: a câmera dinâmica para dois jogadores. Este é o tipo de jogo que fica muito mais legal de se jogar em cooperativo, mas a infeliz maneira de dividir a tela tornam a experiência desnecessariamente confusa.

Tipo assim, ó:

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

A divisão dinâmica da tela irrita qualquer um.

Os dois personagens estão na tela ao mesmo tempo, no mesmo lugar. Precisa mesmo dessa divisão maluca? Sendo justo, até é possível escolher tela dividida fixa, mas isso também não é o ideal, pois na maioria dos casos a tela simplesmente não precisaria de divisão nenhuma.

Na real eu não consigo entender porque o jogo precisa de tela dividida. Pegue um jogo como Diablo III, por exemplo: ele pode ser jogado por 4 pessoas no mesmo console. E o que ele faz para não dividir a câmera? Simplesmente impede que os personagens se afastem muito uns do outros, mantendo todos na tela ao mesmo tempo. Bastava que a Traveller’s Tales fizesse algo assim para tornar o coop da série Lego muito mais aprazível.

Conclusão

Talvez os produtores sigam a linha de raciocínio “em time que está ganhando não se mexe”, e por isso não mudam muita coisa entre os games. Se a receita continua dando certo, talvez não haja motivos para mudá-la, afinal, e a quantidade de jogos Lego que chegam ao mercado comprovam que a franquia deve estar dando super certo (e já tem mais jogo saindo esse ano).

Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores

O fato é: Lego Marvel Vingadores oferece bastante conteúdo e muita diversão, tudo ambientado em um universo que todos nós amamos, com super-heróis que adoramos e a medida certa de humor e ação para agradar gamers de todas as idades.

Se você curte os jogos da Lego e é fã da Marvel, não tem porque não ter mais este jogo na sua estante. Só não vá esperando nada super inovador, pois o game ainda é essencialmente o mesmo que a gente vêm jogando nos últimos anos.

Lego Marvel Vingadores foi lançado em 26 de janeiro, com versões para PC, Playstation 4, Playstation 3, Xbox One, Xbox 360, Wii U, PS Vita e Nintendo 3DS.

Uma resposta para “Análise Arkade: salvando o mundo com muito bom humor em Lego Marvel Vingadores”

  • 8 de fevereiro de 2016 às 00:49 -

    Roney Colella De Souza

  • Eu tinha visto no Youtube o vídeo de uma mulher que comprou uma arma de ar comprido.Ela enfileirou vários bonecos originais e começou à disparar contra eles. Assisti alguns episódios de Avengers Assemble 2013 e o primeiro episódio de Marvel Disk Wars (Eu estou realmente atrasado com certas coisas)Em Avengers Assemble 2013 quanto a menção de fantasmas no episódio 3: Roland Jackson.Quanto ao Disk Wars o que vou dizer é só uma especulação com base no episódio 1:Ao que parece cada uma daquelas crianças com cerca de 13 anos vão conseguir um disco.Aparentemente cada um daqueles discos possui um constructo de poderes sobre-humanos.Quando o disco é ativado quem lhe ativa recebe um Super Poder.As crianças vão receber cópias poderes dos Vingadores. Observação: É só uma teoria.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *