Análise Arkade – Project CARS 2 e a sua carta de amor para a velocidade virtual

26 de novembro de 2017
Autor: Junior Candido

Análise Arkade - Project CARS 2 e a sua carta de amor para a velocidade virtual

No mundo democrático dos jogos de corridas, temos jogos de arcade, em que a adrenalina e o desrespeito à realidade fazem parte da diversão, os games que ficam em um meio termo entre a simulação e o arcade, além dos simuladores reais, que exigem muito dos jogadores, com gameplay complexo e uma curva de aprendizado muito alta. e, há dois anos atrás, Project CARS chegou e fez bonito neste cenário, trazendo um pouco de cada um destes jogos, porém com foco em uma simulação séria e responsável, mas sem deixar de lado a diversão.

Passaram-se dois anos e a Slightly Mad Studios, já mais confortável com a sua proposta, apresentou Project CARS 2, buscando manter os seus pilares que foram fundamentais para o sucesso da primeira versão: abertura total dos modos de jogo, pistas e carros, dar ao jogador a direção de sua carreira e a possibilidade de eventos dos mais variados tipos, do Kart às 24 Horas de Le Mans. Porém, o que conferimos de cara, é que o principal alvo do desenvolvimento deste game está na evolução do realismo do jogo, a ponto de tornar impossíveis algumas corridas para novatos e desavisados.

Análise Arkade - Project CARS 2 e a sua carta de amor para a velocidade virtual

Controlar os possantes do jogo, seja no controle ou no volante, é uma experiência muito agradável, pelo menos para quem gosta de realismo. Fãs de corridas mais descompromissadas irão sofrer muito, até desistir do game, porém passar um bom tempo com ele é fundamental para ir pegando gosto do jogo e se adaptar a sua jogabilidade, testando parte por parte das opções disponíveis, até encontrar uma que julgue ideal, mas enquanto isso, não se sentir mal por não conseguir fazer determinadas curvas, ou a não fazer uma volta sem perder o controle é fundamental para um aprendizado saudável.

Tudo isso, para apreciar o que Project CARS 2 tem de melhor: o seu realismo. Acha que sentar em um carro de corrida, independente de seu tamanho, peso e categoria, é acelerar e sair por aí passando tudo e todos? Claro que não, e é aqui que o jogo brilha, e muito. Pois temos um simulador que não tem dó do jogador, assim como a física, motores e circuitos não tem daqueles que admiramos. Acelerar não é apenas segurar o botão sem dó, e o mesmo vale para os freios. Cada carro tem o seu comportamento único e exclusivo de se guiar, além de oferecer ao jogador sensibilidades diferentes ao guiar. Assim como exagerar nos pneus farão com que seu carro seja mais difícil ainda de se manter na pista. Tudo o que o primeiro game já oferecia, mas melhor.

Análise Arkade - Project CARS 2 e a sua carta de amor para a velocidade virtual

E, se este nível de realismo não te agrada, não tem problema, pois fique sabendo que cada carro do jogo pode ser ajustado de maneira individual, detalhe por detalhe. O que falei a respeito do controle do jogo, vale também para o ajuste do carro, já que também precisará passar um bom tempo descobrindo o melhor ajuste para você correr mais rápido, ou com mais segurança, ou os dois juntos. Agora, além de ser bom no volante, ter noção de mecânica nunca foi tão fundamental em um jogo de corrida como Project CARS 2.

Para aproveitar todas estas configurações, Project CARS 2 também te coloca em um modo carreira tão completo e livre quanto seu antecessor. É você quem assina contratos e escolhe se vai preferir correr em torneios de kart, turismo, ou fórmulas. E não venha achando que é só pegar o carro, sair ultrapassando a todos e chegar em primeiro sempre, pois terá corridas que você terá dificuldades, seja pelo clima, por uma configuração equivocada ou por uma aposta que deu errado, assim como no mundo real, e, de novo, o que faz do jogo algo muito interessante. A progressão existe e acompanha o jogador, oferecendo contratos e possibilidades, de acordo com o desempenho.

Análise Arkade - Project CARS 2 e a sua carta de amor para a velocidade virtual

Para completar, temos que falar também que o jogo oferece vários carros, de várias épocas e de vários estilos, assim como o antecessor, mas com mais profundidade, pois temos quase 200 carros em 140 circuitos, todos muito caprichados e definidos, e que ficam ainda melhores com as variações climáticas que acontecem novamente durante as corridas. Assim como há dois anos atrás, é possível começar uma corrida com sol, e terminar num mar criado pela chuva, assim como conferir o dia virar noite, entre todas as outras variações climáticas possíveis, incluindo neve, que podem interferir diretamente no gameplay.

Um jogo “2”, apesar da tradição do mundo do videogame em relatar pela sua história de que se trata do melhor de sua série, é bem complexo de se fazer. Mas a Slighty Mad Studios sabiamente decidiu apostar em tudo o que deu certo da primeira vez, e melhorar estes aspectos, garantindo um arroz com feijão delicioso. O jogo oferece um gameplay ainda mais desafiador, simplificou o que era complicado e ampliou as possibilidades de literalmente, colocar o jogo inteiro à sua disposição para fazer os ajustes que quiser. Para os fãs da velocidade virtual, um prato cheio, mas, para os novatos, a chance de conhecer um jogo incrível, e até de melhorar suas habilidades nas pistas dos videogames, é só preciso ter paciência.

Project CARS 2 já está disponível para PS4, Xbox One e PC.

E mais!

Análise Arkade - Project CARS 2 e a sua carta de amor para a velocidade virtual

Temos alguns kits de Project Cars 2 + Xbox One com boné, pendrive, chaveiro e caneta, e vamos sortear entre nossos leitores! Fique de olho nas nossas redes sociais, e participe!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *