Arkade Séries – Le Mans: Racing is Everything

9 de julho de 2017
Autor: Junior Candido

Arkade Séries - Le Mans: Racing is Everything

A decisão de se transformar documentários em seriados tem se mostrado cada vez mais acertada. Com a impaciência do público e a alta concorrência pela atenção das pessoas fazem com que algo que poderia ser um filme acabe sendo dividido em episódios e, porque não, em temporadas, caso ela seja bem assistida.

Foi isso que aconteceu com Le Mans: Racing is Everything. O seriado, que é parte dos originais da Amazon Prime Video, apresenta com detalhes a experiência de correr em uma das corridas mais importantes do mundo, que, junto com o GP de Monaco, da Fórmula 1, e as 500 Milhas de Indianápolis, da IndyCar Series, faz parte da tríplice coroa do automobilismo: as 24 Horas de Le Mans. Poucos pilotos participaram das três competições, e apenas Graham Hill venceu as três corridas. Juan Pablo Montoya, hoje, é o único que pode conquistar esta trindade, faltando apenas vencer as 24 Horas para se unir ao lendário piloto britânico.

Arkade Séries - Le Mans: Racing is Everything

Ao mesmo tempo didático e recheado de ação, os episódios contam com o trilho principal dos preparativos e a competição da edição de 2015, mas fazem questão de sair do centro da disputa para contar um pouco da história do evento, que teve sua primeira corrida em 1923, e que contou com diversas personalidades, incluindo atores, como Steve McQueen e Paul Newman (que depois investiria na equipe Newman-Hass, tradicional na antiga Indy), participando da prova de resistência.

Nos é explicado, durante os episódios, sobre os recursos de segurança que foram sendo adicionados com o passar dos anos, e, com o apoio das seis principais equipes que disputam o título, ficamos também por dentro das mais atuais tecnologias de velocidade do mundo: Audi, Porsche, Nissan, Toyota, Aston Martin e a independente Rebellion são os protagonistas de uma corrida que contam com quatro corridas ao mesmo tempo, em uma prova de resistência para todos os tipos de piloto e carros possível.

Arkade Séries - Le Mans: Racing is Everything

É interessante também o fato de como a série nos envolve com o presente da competição, mostrando a união cada vez mais constante de videogames e realidade, com pilotos que contavam como única experiência de corrida os jogos Gran Turismo, mas que acabaram tendo a oportunidade de disputar as corridas. O acesso que a série tem sobre o evento oferece uma riqueza de conteúdo muito interessante, servindo como um documento histórico, bem caprichado, de uma das corridas mais importantes dos dias atuais. Podemos ver, por exemplo, a loucura dos primeiros pilotos, que corriam sem quase nenhum item de segurança em seus carros, a noite, sem luz e em via pública, além de conferir o funcionamento dos boxes, o treinamento da equipe e toda a exigente e desgastante rotina do evento.

Porém, o lado humano, acaba ficando um pouco de lado. Sim, é interessante conferir o que acontece com Mark Webber, que tentou a vitória na corrida, Nico Prost, filho de Alain Prost, e o inglês Jann Mardenborough, que com apenas 19 anos ganhou vaga na Nissan após seleção do Gran Turismo Academy, mas tudo é mostrado de uma maneira apressada e fria, nos fazendo ficar atentos mesmo, é com a história do evento e o drama da competição, com motores quebrados, acidentes na pista e todas as dificuldades comuns a este tipo de evento.

O formato de seriado permitirá que a equipe responsável, com a benção da Amazon, possa apresentar mais seriados como este no futuro. Talvez seria bacana não uma nova série falando sobre Le Mans, mas sim, uma viagem pelo mundo para contar mais da história do automobilismo. Indianápolis, Monaco, ou Daytona, são ótimos locais que contam com histórias ricas e que poderiam ser incluídas no “Racing is Everything”. Mas, se a possível segunda temporada for sobre um novo ano na Le Mans, mas com mais conteúdo histórico, também não será má ideia.

Le Mans: Racing is Everything está disponível no Amazon Prime Video.

Junior Candido é editor do Arkade e você pode seguí-lo no Twitter.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *