ArkadeCast 2.0 Episódio #01: vilões do mundo dos games

1 de agosto de 2014
Autor: Henrique Gonçalves

ArkadeCast 2.0 Episódio #01: vilões do mundo dos games

Finalmente voltamos! Depois de um longo hiato decidimos retornar com o antigo podcast em grande estilo, com ideias, participantes novos e temas que irão explodir a sua cabeça. Confira o ArkadeCast 2.0!

Há quase dois anos atrás o primeiro podcast da Arkade nasceu e infelizmente morreu após dois episódios de interessantes premissas que foram apresentadas pela nossa antiga equipe.

Após o fim do antigo ArkadeCast, decidimos planejar um novo projeto durante esses dois anos, assim trancafiados em nossos calabouços durante este tempo todo o ArkadeCast foi sendo desenvolvido para atingir o objetivo de se divertir enquanto falamos sobre a cultura nerd, expressar ideias e relembrar de momentos nostálgicos que vivenciamos. E claro, não podemos esquecer de você, o leitor (ou melhor, o ouvinte), que fará parte deste excitante projeto!

E sem mais delongas, vamos para o primeiro episódio do ArkadeCast 2.0! Trazendo os vilões que deixaram sua marca registrada no mundo dos videogames, e especialmente na mente dos que participaram neste episódio, sendo eles: Os editores, Rodrigo Pscheidt e Junior Candido; a musa da Arkade e apresentadora do Arkade News, Bárbara Serafim; o nosso editor, Paulo Macedo Junior e este que vos fala, Henrique Gonçalves.

Você pode escutar na página dando o play no link acima ou baixando este episódio, clicando bem aqui.

Mas agora que falamos os nossos vilões favoritos, chegou a sua vez de falar sobre o seu favorito malfeitor do mundo dos videogames! E claro, nos deixe o seu comentário sobre o que achou deste episódio, o seu feedback é importante para que este projeto continue com força total!

E não se esqueça de acessar a nossa página do Facebook, seguir a gente no Twitter, além de mandar a sua pergunta, dúvida, xingamento, sugestões de temas e maldições para a equipe pelo nosso Ask.fm ou aqui mesmo nos comentários, assim podemos responde-la em futuros episódios do podcast!

ArkadeCast 2.0 Episódio #01: vilões do mundo dos games

19 Respostas para “ArkadeCast 2.0 Episódio #01: vilões do mundo dos games”

  • 1 de agosto de 2014 às 13:45 -

    Babebiba

  • *Me controlando pra não dar spoilers* Hahaha!

    <3

  • 1 de agosto de 2014 às 15:30 -

    Alan Siqueira

  • Um vilão que achei bem distinto é o De Santa de RDR. O cara é um traíra sujo.

    • 1 de agosto de 2014 às 17:54 -

      Paulo Macedo Junior

    • Bem lembrado!

      Vicente de Santa!

      “I am the government, or what is left of it”

  • 4 de agosto de 2014 às 04:32 -

    paulo_santana

  • Um vilão q me cativa bastante é  KEFKA de Final Fantasy III do snes (ou FF VI no ps one) 

  • 5 de agosto de 2014 às 07:11 -

    Roney Colella De Souza

  • Bom dia, boa tarde, boa noite pessoal da Arkade. Até que eu gostei do podcast, espero que hajam mais em breve.

  • 5 de agosto de 2014 às 07:13 -

    Roney Colella De Souza

  • Sobre o nível de dificuldade do Shao kahn, talvez eu seja um jogador incomum. No Mortal Kombat 2 o oponente que me dava mais trabalho para vencer era o Kintaro. Se o pulo do Kintaro me acerta-se no início da luta já era… Geralmente eu gastava todos os meus continues contra o Kintaro. Nas raras vezes que eu conseguia vencer o Kintaro, logo depois ao confrontar o Shao kahn eu costumo agir da seguinte forma: “Não vou nem esperar para ver como ele ataca, já vou sair atacando, não darei brechas para ele contra-atacar e só vou parar de atacar quando ele morrer” Só que tem um pequeno detalhe que provavelmente vocês não vão acreditar, mas tudo bem:  Não importava a dificuldade em que o jogo estava, todas as vezes que eu confrontei o Shao kahn no Mortal Kombat 2 eu sempre venci ele com Flawless Victory! Depois de terminar o Mortal Kombat 2 algumas vezes, eu até comecei a pensar que o Shao kahn não tivesse ataques, fosse só um lutador bônus para ser espancado. Eu só fui descobrir que o Shao kahn tinha ataques vários anos depois vendo um vídeo na internet.

  • 5 de agosto de 2014 às 07:15 -

    Roney Colella De Souza

  • Sobre a referencia ao jogo Mortal Kombat: Unchained, à uns dias atrás eu estva justamente jogando ele. Eu terminei o jogo com todos os personagens disponíveis, algo chato é que não foi possível eu ver os vídeos especiais que se habilitam na cripta. Aversão que eu joguei é pirateada baixada por Torrent =P Ai invés dos vídeos ficava aparecendo um logotipo enquanto tocava uma musica “Tum-Tá-tá-Tâ”

  • 5 de agosto de 2014 às 07:24 -

    Roney Colella De Souza

  • Quanto ao Sephiroth eu classifico ele mais como “o líder da oposição” do que propriamente um vilão.No geral o Sephiroth carece bastante de apelo vilanesco. De certa forma ele é um indivíduo virtuoso, porem se perdeu em ideais ilusórios e começou a agir de forma imoral sem ter noção real do mal que está causando.

  • 5 de agosto de 2014 às 07:39 -

    Roney Colella De Souza

  • Quanto ao que foi falado sobre o Wesker no podcast houve muitas informações erradas. À seguir eu vou explicar os erros. Observação: Nos jogos posteriores ao Resident Evil 3, os produtores começaram à adulterar a história do Wesker.

  • 5 de agosto de 2014 às 07:41 -

    Roney Colella De Souza

  • No jogo original o Wesker não era um dos lideres da Umbrella, ele nem sequer possuía uma posição de destaque na empresa.O presidente da Umbrella era Alexander Ashford, o chefe do setor de pesquisas biológicas era William Birkin.

  • 5 de agosto de 2014 às 07:43 -

    Roney Colella De Souza

  • O Wesker não forjou sua própria morte! No jogo original ele realmente havia morrido. Lembrando que no jogo original era possível encontrar o cadáver do Wesker sendo que o próprio jogo confirmava “O Wesker morreu”. Alem disso na versão para Sega Saturno era possível encontrar o Wesker Zumbi. Acontece que devido ao pedido de muitos fãs os produtores do Resident Evil decidiram trazer o Wesker de volta à vida nos jogos posteriores.  A desculpa dada pelos produtores é que o arquivo “cadáver do Wesker” era o Wesker desmaiado e que o arquivo “Wesker Zumbi” nunca existiu.

  • 5 de agosto de 2014 às 07:45 -

    Roney Colella De Souza

  • 5 de agosto de 2014 às 07:47 -

    Roney Colella De Souza

  • Quem destruiu Raccon não foi o Wesker.  Wesker morreu no dia 24 de Julho de 1998, Raccon explodiu no dia 29 de setembro de 1998.  A cidade foi destruída por misseis lançados pelo exercito dos Estados Unidos da America. 

  • 5 de agosto de 2014 às 07:48 -

    Roney Colella De Souza

  • O Wesker trabalhava como membro da S.T.A.R.S, porem certo dia um funcionário da Umbrella ofereceu para o Wesker uma grande quantidade de dinheiro em troca dele roubar os documentos das pesquisas biológicas que foram realizadas na manção Spencer. O Wesker sabia dos perigos que haviam na mansão, mas pelo dinheiro ele deliberadamente resolveu colocar a vida de toda a sua equipe em risco. É importante ressaltar que o trabalho do Wesker não incluía assassinar os membros da sua equipe.

  • 5 de agosto de 2014 às 07:50 -

    Roney Colella De Souza

  • Depois da morte de mais da metade dos membros da S.T.A.R.S em um espaço de tempo inferior a uma semana, Enrico Marini começou a desconfiar que algum membro da S.T.A.R.S fosse um agente duplo que se infiltrou na equipe com a finalidade de assassinar os membros do grupo. Após Wesker saber da teoria de Enrico Marini, Wesker optou por assassina-lo.  Wesker morreu na mansão Spencer, de modo que não conseguiu completar a sua missão. Outro fato relevante é que posteriormente a Umbrella designou o Nemesis para matar todos os membros da S.T.A.R.S.  Provavelmente mesmo que o Wesker realizasse a sua missão ele não teria sido pago,alem disso seria perseguido pelo Nemesis.

  • 5 de agosto de 2014 às 08:11 -

    Roney Colella De Souza

  • Outra coisa interessante à cerca de Residente Evil:Sabe aquela historia que vivem propagando na internet de que Resident Evil 3 é um Spin-off?Bom, isso não passa de mentira.Na verdade o primeiro Spin-off de Resident Evil é o jogo: Resident Evil 2Resident Evil 2 narra a aventura de outros sobreviventes que nem sequer participaram da trama de Resident Evil 1.Vale lembrar que no jogo original não há qualquer menção sobre Chris Redfield possuir uma irmã.Até a atualidade Resident Evil 3 é o único jogo que narra a continuação direta das aventuras da Jill.Quanto aos jogos atuais…Tecnicamente eles se passam em um universo alternativo em que o Wesker não morreu, em suma isso torna eles Sppin-offs.

  • 5 de agosto de 2014 às 08:14 -

    Roney Colella De Souza

  • Eu não sei o Porque, mas os comentários que eu enviei à essa página ficaram fora de ordem T_T

  • 13 de agosto de 2014 às 22:28 -

    Kênia Marcelle

  • Bom atualmente meu vilão preferido éo Zeus ..”Zeus fez todos os possíveis para que o odiasses. Nenhum outro jogo conseguiu criar combates na mesma escala que God of War!”disse um carinha ai …O rei dos deuses gregos, Zeus é a divindade cabulosa da série God of War e um dos principais motivos para a fúria de Kratos. O orgulho e a paranóia de Zeus provocam vários confrontos com o anti-herói, culminando numa batalha de proporções sísmicas em God of War III. Um verdadeiro confronto de titãs..Me apaixonei por ele..Enfim. Haha “O gordinho corre mais que o Sonic ” ,”peguem o pombo agora”Ficou muito bom, e muito bem construido o ArkadeCast2.0 Parabéns a todos heheespero por mais..

  • 31 de julho de 2015 às 22:06 -

    Joelson Meneses

  • First do FIRST seus lindos. Joelson aqui novamente. Depois de muito “cobrar” para o cast voltar, olha vocês aqui de novo. rsrs. Nossa, nem parece que passou tanto tempo assim, mas o primeiro cast e de 2012. O.O. OBS: teclado ruim, por isso esta sem acento e pontuação. Sucesso gente! o/

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *