Chaves e Chapolin nos ofereceram muitas risadas e até videogames. Obrigado por tudo, Chespirito!

28 de novembro de 2014
Autor: Junior Candido

Chaves e Chapolin nos ofereceram muitas risadas e até videogames. Obrigado por tudo, Chespirito!

O mundo ficou mais triste com a partida de Roberto Gómez Bolaños, o eterno Chaves do 8 e Chapolin Colorado. Como gratidão por sua vida e obra, apresentamos esta matéria especial sobre um ícone do humor mundial.

O mundo perdeu sua criança mais querida. Um órfão que foi adotado por milhares de pessoas em vários países que lhe deram um sanduíche de presunto e aprenderam com ele como a vida é mais feliz vendo pelo seu lado mais simples. Também perdeu um grande herói, que nos fez por um momento deixar o Batman ou o Superman de lado por preferir alguém que encara um inimigo tão comum de todos nós: o medo. Mas que enfrenta o medo para passar por seus problemas.

Roberto Gómez Bolaños apresentou ao México e logo depois ao mundo seus personagens que ainda continuam queridos até hoje, incluindo personagens menos conhecidos do grande público como o Chompiras (Chaveco aqui no Brasil) ou o Chaparrón Bonaparte. E em todos os casos a simplicidade sempre foi a palavra máxima: pudemos aprender que se esconder em um barril pode ser muito divertido, que um simples pão com presunto pode fazer uma criança feliz ou que um herói não precisa de super poderes nem habilidades: basta querer fazer bem ao próximo.

Chaves e Chapolin nos ofereceram muitas risadas e até videogames. Obrigado por tudo, Chespirito!

E foi com estes temas que Chespirito, que ganhou este apelido do diretor Agustín P. Delgado que o considerava um “pequeno Sheakspeare” gravou de 1970 até 1992 seus programas, com o óbvio grande sucesso de Chaves e Chapolin que durante a década de 1970 foram programas próprios e são exatamente estes que você assiste há mais de 30 anos através do SBT e gosta tanto. Chespirito sempre disse que o humor inteligente era o que fazia as pessoas rirem, então podemos entender que seu humor inteligente somada a personagens tão importantes quanto seu criador como o Kiko ou o Seu Madruga em meio a tanta mensagem positiva que nos era passada foram fatores que fazem seus episódios serem reprisados a tanto tempo e queridos por pessoas de todas as idades.

Como a Arkade é um site sobre videogames, uma singela maneira de homenagear esta grande pessoa que fez tanta gente feliz em dias tristes e trouxe uma mensagem de esperança e de um mundo onde pessoas diferentes podem conviver em harmonia (apesar de umas cacetadas aqui e ali) é apresentar alguns jogos que contaram com os personagens de Bolaños. Não são jogos espetaculares nem nada do tipo (alguns nem oficiais são), mas com certeza todos que jogaram alguns destes títulos puderam ter a oportunidade de “ser” Chaves e Chapolin por alguns momentos. Vamos lá?

Chapolin vs. Drácula – Master System

Nos anos 90 a Tec Toy era uma empresa muito esforçada em fazer com que os consoles da Sega fossem bem vendidos. E isso incluía esforços para trazer jogos com personagens bem brasileiros (e sim, Chapolin se encaixa nessa). Por isso em 1993, a Tec Toy conseguiu autorização da Sega para reprogramar o jogo Ghost House (um Castlevania genérico) e colocar o Chapolin no lugar. E por incrível que pareça a ideia foi muito bem executada, já que vários episódios do Polegar Vermelho lidam com temas de terror e suspense.

Mapa CS_Chavo de Counter Strike

Mas depois a falta de jogos com os personagens se tornou real. E tanto para prestar homenagem quanto para jogar com a boa vizinhança, os fãs começaram a se mexer e levaram a vila, o outro pátio e até o restaurante da Dona Florinda para o Counter Strike. Ainda não eram os personagens da vila, mas com certeza quem jogou já subiu nas escadas e gritou bem alto: EU PREFIRO MORRER DO QUE PERDER A VIDA!

Street Chaves – PC

E enfim pudemos controlar os personagens novamente, graças a Street Chaves, jogo do Cyber Gamba que foi assunto de uma RetroArkade este ano. O jogo fez (e faz) muito sucesso pois é semelhante aos episódios: com muita confusão, cacetadas e produção bem tosca. Além disso soltar hadoukens ao som de “Jovem Ainda” e ouvir Godinez dizendo “que é um tabuleiro de xadrez para principiantes” após vencer a luta é uma experiência única!

El Chavo – Wii / iOS

Em 2007 chegou o desenho animado e com ele um novo horizonte para Chaves e companhia. Quando eles queriam fazer um jogo com a vizinhança… NÃO! Mas agora eles podiam e um jogo foi feito e lançado para Wii e depois para iPhone. O jogo em questão era uma espécie de Mario Party, com gincanas em um tabuleiro. A Slang publicou o jogo mas por favor não caçoem dele, pois para muitos pode ser algo tolo, inútil, comum, vulgar…

Chaves Kart – PS3 / Xbox 360

… mas a publicadora deu a volta por cima e olhando para o alto voltou para a vizinhança e apresentou Chaves Kart. Analisado este ano por nós, se trata de um jogo muito divertido. Traz todo o universo de imaginação infantil que o seriado animado oferece e ainda oferece uma bela homenagem para nós brasileiros: dublagem em português e duas pistas no Rio de Janeiro.

Porquê foi morrer justamente quando estava vivo?

Mas agora é hora de despedir-se sem dizer adeus jamais. É hora de dar “boa noite, vizinhança” ao Chavinho e de pedir desculpas ao Chapolin por algumas oportunidades preferimos chamar o Batman ou o Super-Homem, já que ele que é o herói da América Latina. Esta matéria é muito pouco perto do que Chespirito representa para mim ou para você, mas encontramos nos videogames mais alguns bons momentos que tivemos (e ainda temos) com personagens tão especiais.

O que nos resta é continuar a sorrir. A melhor maneira de prestar alguma homenagem a Roberto Bolaños é fazer o que ele sempre buscou da nossa parte: se for pra chorar, que seja de rir. Bolaños nos deixou hoje, mas ainda podemos escrever um cartão de Dia de São Valentim ou gritar VERMELHINHO!!! VERMELHINHO!!! para incentivar nosso herói preferido. Quem sabe ele não estará nos esperando na Disneylândia?

E Chaves… o Seu Madruga vai te receber no seu novo barril com seu desjejum, aproveite. Ele é seu amigo e te convida pra comer. E muito obrigado por tudo. Nunca vamos te esquecer =D

 

6 Respostas para “Chaves e Chapolin nos ofereceram muitas risadas e até videogames. Obrigado por tudo, Chespirito!”

  • 28 de novembro de 2014 às 22:03 -

    Renan do Prado

  • Quando vi a notícia inicialmente duvidei, pq várias vezes fizeram notícia falsa disso.

    Ainda é difícil de acreditar…

    • 29 de novembro de 2014 às 17:29 -

      Victor Engel

    • Concordo Renan, insistiam em botar isso na minha cabeça e eu não queria acreditar :/

    • 2 de dezembro de 2014 às 13:16 -

      Nando

    • Bem, pra te falar a verdade não fiquei triste … não porque nao sou fã porque sou mas porque ele ja era velho e merecia descançar e morreu cheio de dias. Eu gostaria de ter o conhecido antes de ele ter partido mas mesmo assim fico feliz por ele finalmente estar em paz.

  • 28 de novembro de 2014 às 22:50 -

    Kubrick Stare Nun

  • Foi se um grande mestre. Criou series de televisão que encantaram várias gerações e que nos fazem rir de uma maneira inteligente e sem jamais baixar o nível como fazem praticamente todos os programas de humor nacionais. Esperamos tudo de bom para ele do outro lado.

  • 29 de novembro de 2014 às 08:15 -

    leandro leon belmont alves

  • O Bolãnos já lutou e já nos fez rir infinitas vezes.nossos filhos, netos e bisnetos ainda vão rir de Chaves e Champolim mesmo quando não estivermos mais aqui.vá em paz, Chaves!

    • 29 de novembro de 2014 às 08:16 -

      leandro leon belmont alves

    • e mesmo quando estivermos num futuro apocaliptico, ainda estará passando Chaves no SBT. pois agora é AD Eternum

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *