Scorn: vem aí um FPS atmosférico e visceral onde tudo parece estar vivo

1 de julho de 2016
Autor: Henrique Gonçalves

Scorn: vem aí um FPS atmosférico e visceral onde tudo  parece estar vivo

A Ebb Software apresenta Scorn, um jogo que te coloca diretamente em um complexo mundo que parece um organismo vivo feito de carne e osso. Confira o trailer!

Para os desenvolvedores sérvios da Ebb Software, atmosfera é um elemento extremamente importante para implementar nas mecânicas de um jogo. Pelo menos é isso que podemos perceber no trailer de Scorn, um interessante projeto que coloca o jogador em um universo retirado de um pesadelo febril de H.R. Giger.

Mas falar que Scorn é somente isso seria um demérito, outros artistas como o cineasta russo Andrei Tarkovsky e o pintor Zdzisław Beksiński, são algumas das grandes inspirações que deram vida ao jogo. Especialmente Beksiński e suas pinturas góticas de ossos calcificados, morte e decomposição, retratando um dos grande horrores que ele viveu: A Segunda Guerra Mundial e o Holocausto.

Este clima de desconforto e nojo prende sutilmente o espectador, mostrando o bastante para aumentar o interesse daquele universo e a aflição de estar em um lugar que parece tão vivo, mas ao mesmo tempo tão morto. O trailer, inspirado por filmes de Tarkovsky, como Solaris, faz uso de cenas prolongadas que, de acordo ao desenvolvedor Ljubomir Peklar em uma entrevista ao Kill Screen, fazem sentido dentro do jogo, “te puxando lentamente para aquele mundo”.

Adicione os visuais de Giger e Beksiński e temos um jogo de terror que consegue maximizar o tema principal e falar algo sobre as entranhas dos nossos próprios corpos, mostrando imagens como uma criatura feita de carne viva e cartilagem agonizando pelo alívio da morte, que interessantemente não acontece no trailer, deixando uma sensação visceral e de ojeriza sobre o universo de Scorn.

O jogo em si também é bastante interessante, financiado por um investidor privado após ter falhado em uma campanha no Kickstarter em 2014, Scorn pretende ser um FPS mais realista, com movimentos e interações mais humanas, como pegar um objeto com a mão em vez dele flutuar na tela, assim como utilizar mecanismos e instrumentos. Outra característica importante é o racionamento de munição, forçando o jogador a ficar atento, usar a cobertura durante um combate e agir com mais responsabilidade para sobreviver.

Scorn: vem aí um FPS atmosférico e visceral onde tudo  parece estar vivo

Ebb Software quer dividir Scorn em duas partes e mais nada, sem DLCs, expansões ou continuações, com o lançamento da primeira parte previsto para sair em 2017 no PC.

Saiba mais sobre Scorn e vote no Steam Greenlight.

(Via: Kill Screen, Ebb Software)

Uma resposta para “Scorn: vem aí um FPS atmosférico e visceral onde tudo parece estar vivo”

  • 5 de julho de 2016 às 17:56 -

    Onigumo

  • Gostei, bem 90’s, saudade desses shooters blooders estilo quake e unreal, se bem que o novo Doom ta ai ne, mas scorn parece ser bem legal, pelo menos telo teaser trailer, deve render boas horas de jogatina! 2017 parece cada veis mais longe…..

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *