O jogo japonês de estupro que causou polêmica mundial

31 de março de 2010
Autor: Fábio Torres

rapelay1 O jogo japonês de estupro que causou polêmica mundial

Games são usados para simular as mais diversas situações: guerras, partidas de futebol, histórias fantasiosas e até mesmo cirurgias. Portanto, o que você pensa de um jogo que simula um estupro?

O game se chama RapeLay e começa em uma estação de metrô, onde uma moça nota que você está olhando para ela e pergunta se ela pode lhe ajudar em alguma coisa. A partir daí, o jogador pode escolher seu “método de ataque” – levantar a saia dela, agarrá-la, etc. Não contente, o jogador pode segui-la dentro do metrô, onde “amigos” podem se juntar ao gamer. O jogador ainda pode engravidar a menina e depois forçá-la a fazer um aborto. O motivo por trás do ataque, segundo o jogo, é que a menina está lhe acusando de assédio sexual e você quer vingança. Veja abaixo um pequeno vídeo do jogo.

Um jogo como esse obviamente já gerou bastante polêmica, principalmente entre grupos feministas espalhados ao redor do mundo. Tiana Bien-Aime, do grupo feminista britânico Equality Now, ajudou a tirar RapeLay das prateleiras. “Um jogo como este não tem lugar no mercado”, disse Tiana.

No entanto, a proibição do jogo só serviu para ele se “popularizar”. É possível encontrá-lo na internet em dezenas de sites, às vezes até mesmo de graça. O que aconteceu com RapeLay é um motivo, segundo Tiana, para que os governos nacionais controlem a produção de jogos pornográficos. “Obviamente, é difícil proibir este tipo de atividade na internet. Mas os governos têm um papel para regular este tipo de pornografia extrema, tanto em seus países quanto na internet”, disse a ativista, que afirmou entrar em contato com o governo japonês “para banir todos os jogos que promovam ou estimulem violência sexual, tortura sexual, perseguição e estupro contra mulheres e meninas”.

2447124984 bc4aef14cd o 550x1 O jogo japonês de estupro que causou polêmica mundial

Foto de Three Sisters Story, jogo erótico em DOS

Jogos como este são famosos no Japão. São os chamados hentai games. Eles são facilmente encontrados em lojas de games e produtos eletrônicos no país. E quem pensa que isto é coisa recente, está enganado. Jogos como RapeLay são produzidos há anos, mas sem a internet, eles ficavam restritos aos japoneses. Agora, qualquer jogo é facilmente digitalizado e distribuído pela rede.

Curiosamente, existe uma legislação no Japão a respeito da pornografia – as genitálias ficam obscuras em qualquer tipo de conteúdo pornográfico, até mesmo em conteúdo animado. No entanto, não há nada que impeça ou limite a criação de jogos como RapeLay.

Todos defendem a liberdade de expressão e de criação, mas em casos como este, não teria sido melhor ter uma espécie de legislação que impeça ou limite a criação de um jogo de gosto duvidoso? Será que desta vez os desenvolvedores de games não foram longe demais?

(Via CNN)

125 Respostas para “O jogo japonês de estupro que causou polêmica mundial”

  • 25 de março de 2012 às 22:55 -

    não enterasa

  • vcs tem q ver qui esse jogo é orrivel tinha q perguntar no inicio quantos anos tem a pessoa e se tiver menos que 18 nao jogo e pronto.Que povo burru quem criou esse jogo orrivel que ensinua os homens fazerem isto com as mulheres

  • 4 de março de 2012 às 23:12 -

    lion

  • mais que porcaria e essa pois mais que porraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    • 4 de março de 2012 às 23:13 -

      lion

    • cala boca

  • 27 de fevereiro de 2012 às 22:20 -

    Willian William Batista

  • kkkkkkk

  • 17 de fevereiro de 2012 às 21:02 -

    filha da puta

  • eu adorei esse jogo porque tem crianças que ainda ñ sabe fazer sexo ai elas visitam esse saite e aprendem a fazer eu mesmo ensinei a minha filha a fazer sexo e ele chamou o garato da escola dela pro quarto dela e eu deixei eles transaram, fizeram boquete e eles só tem 11 anos e ela mim desse que transar é muito bommmmmmmmmmmmm!

    • 6 de agosto de 2014 às 19:58 -

      claudio

    • faz um videos dela a me manda mano

    • 27 de junho de 2014 às 16:37 -

      cara que comeu sua mãe

    • Engraçaralho!!!

      • 6 de agosto de 2014 às 19:54 -

        claudio

      • manda um video dela pra mim ver  

  • 21 de fevereiro de 2012 às 18:25 -

    Caroline Santos

  • ta faazendo o quer

  • 19 de abril de 2012 às 16:21 -

    Valdineya Oliveira Santos II

  • Japoneses andam achando que podem tudo, até onde vão com essas m… dessas criações idiotas?

  • 19 de abril de 2012 às 16:21 -

    Valdineya Oliveira Santos II

  • Japoneses andam achando que podem tudo, até onde vão com essas m… dessas criações idiotas?

    • 19 de abril de 2012 às 16:27 -

      Valdineya Oliveira Santos II

    • Moni Carvalho Pela palestra que tive ontem, parece que conforme a moça é estu…. crescem a pelo amor de Deus isso é insulto a nós mulheres Simone.

    • 19 de abril de 2012 às 16:26 -

      Valdineya Oliveira Santos II

    • Moni Carvalho kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk temos que rir dumas mer… dessas? Pra quer Moni incentivar mais essas loucuras que ser humano próprio já cria na mente? Poxa isso ao meu ver é mais falta de capacidade de criação dos japas, acho que já perderam noção do perigo acham que podem tudo e perderam limites também, isso são jogos? ala sério!

    • 19 de abril de 2012 às 16:23 -

      Moni Carvalho

    • kkkkkkkkkkkkkkk como seria a dos homens ?kkkkkkkkkkkkkkkkkk tipo caxumba que desceu ?kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • 19 de abril de 2012 às 16:23 -

      Moni Carvalho

    • que peito é esse?kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • 15 de junho de 2012 às 00:53 -

    Victor Barcelos

  • Oh Japão…Why?

  • 30 de junho de 2012 às 23:16 -

    jailson

  • pordia deicha este jogo sim acho q ñ erado só proibi para as crianças

  • 8 de fevereiro de 2012 às 20:46 -

    Davi Diniz

  • nao gostei passa mals sentidos da internet, blastoiseeeeeeeeeeeeeeeeeee

  • 10 de janeiro de 2012 às 23:36 -

    Erick Mattos

  • PIKAAAAAAAAAAAAAAAAAA

  • 26 de janeiro de 2012 às 23:12 -

    Jefferson Lopes

  • esse jogo e massa

  • 28 de janeiro de 2012 às 02:18 -

    Gilso Ribeiro Nunes

  • fodastico

  • 20 de janeiro de 2012 às 01:40 -

    ALAZAO TROLL

  • Vão TOMAR NO CU PORRA cambada de filha da puta que curte estrupo! pevertidos do caralho vao arruma o que fazer bando de filha da puta… mas até que o jogo é massa !

  • 18 de janeiro de 2012 às 00:30 -

    erick soldado tapashotes

  • acho que cada um cria o que bem quisser já que Brasileiros inuteis e retardados estão preucupados com esta merda o PT já esta passando a mão no dinheiro publico .

    deixam de se peucupar com games raça de safados e passe a se preucupar com seu`País seja mais Patriota bando de minhocas

    Brasil um País de ant Patriotas que só fica cheretando o que não pe da conta .

  • 13 de janeiro de 2012 às 03:24 -

    ...

  • Bando de ignorantes vcs ao menos sabem oq tem no pais de vcs e querem falar do pais dos outros, ver jornais com pessoas mortas é normal neh? Falam deles e eles tem a maior segurança publica da asia, vão estudar antes de falar merda!

  • 15 de janeiro de 2012 às 21:32 -

    Wilson Ranier

  • que porra e essaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  • 8 de agosto de 2012 às 05:28 -

    Mike Freitas

  • mete a rola kkkkkkkkkkkkkkkk

  • 7 de janeiro de 2014 às 14:19 -

    Jean Gepp

  • Passei só pra ler um pouco e achei pessoas que não tem cultura, criticando um povo com cultura milenar.

    Quanto ao GAME ainda não joguei, mas pretendo jogar. Não critico o que não conheço.

  • 6 de outubro de 2013 às 13:31 -

    Cleber E Morellato

  • Acho que você é :D

  • 3 de maio de 2014 às 19:58 -

    Anny

  • Eu acho que se isso é um jogo, pode ser assim, mas na vida real não!!

  • 3 de julho de 2013 às 18:12 -

    Roney Alessandro Milan

  • o unico caso em que defendo o estupro é em jogos de videogame, quem assiste hentais, até sabe que eles não tem absolutamente nenhuma regra moral, são como o marques de sade escrevendo seus livros

  • 17 de outubro de 2012 às 02:45 -

    QUIM

  • QUEM JA JOGOU GTA GOD OF WAR SABE QUE E BEM PIOR QUE ESSE JOGO UE SE ESSE JOGO FOI PROIBIDO PORQUE OS OUTROS NAO

  • 24 de dezembro de 2012 às 21:02 -

    Vitória

  • Videogames não definem nada de ninguém.Por que existem estupradores que nunca jogaram videogame,então?
    O governo deveria prestar mais atenção na sociedade,e não em jogos.
    Se querem proibir jogos assim,por que não proibem Playboy também? Melhor fazer algo assim em um videogame,do que com uma pessoa de verdade.

  • 7 de maio de 2013 às 04:47 -

    Jhow FapNode

  • Isso é um JOGO, UM JOGO um JOGO não tem nada haver com a vida real… se as pessoas realmente fizessem tudo oque os jogos mostram eu ja estaria roubando carros matando pessoas e estuprando mulheres por ai. PQP. como que ninguem entende isso…

  • 5 de dezembro de 2011 às 19:06 -

    Laura

  • Deplorável.

  • 1 de abril de 2010 às 14:29 -

    Renata

  • Acho um absurdo esse jogo!!! Influencia muito a vida das pessoas!! Não sei se lembram, mas logo apos o lançamento do Mario, via varias pessoas batendo a cabeça em tijolos, em busca de uma simples moeda, lamentável…
    Ok, o estupro é crime, correr de carro tb é crime, assaltar tb é crime, sexo em publico tb é crime, sair atirando q nem doido tb é crime, usar cogumelos tb é crime.. Então vamos proibir todos os jogos e ficar em frente a TV assistindo o educativo BBB…
    Povinho hipócrita… tsc..tsc.

  • 1 de abril de 2010 às 14:32 -

    Crown

  • Muito legal esse jogo.

  • 1 de abril de 2010 às 12:56 -

    Fabio

  • Por trás desses jogos, acho que existe um objetivo maior que é o incentivo da população japonesa a fazerem mais sexo, por ter baixa natalidade no país. Eu já morei lá e em cada loja de games, existiam prateleiras cheio desses jogos. Acho que é o propósito deles.

    • 11 de dezembro de 2011 às 19:56 -

      maria

    • Vai trabalhar seu vagabundo !!

  • 1 de abril de 2010 às 12:15 -

    jonas

  • af, mais ridiculo que o jogo são esses idiotas que generalizam todos os asiaticos. esse ai nao conhesse a propria cultura.

  • 1 de abril de 2010 às 11:34 -

    pCesar

  • Coisa de programador retardado e sexualmente perturbado. #fato

  • 1 de abril de 2010 às 11:50 -

    Landis Filho

  • Aquilo aí nem parece um estupro. A mina tá gostando e tudo!

  • 1 de abril de 2010 às 15:43 -

    Thiago

  • Ridículo um game que estimule uma atividade ilegal de nível tão degradante.

    Sinceramente, coisas como essa devia ser banidas.

    • 22 de dezembro de 2011 às 12:45 -

      otario

    • parem de joga esses jogos vcs sao criança no dia que sua mae descubri ela te uma surra

  • 1 de abril de 2010 às 17:00 -

    Raphael

  • Interessante o ponto que o Fábio colocou sobre estimular a natalidade do país. Realmente os japas são um povo mais reprimido sexualmente.

  • 1 de abril de 2010 às 19:29 -

    Nah

  • Download já!

  • 1 de abril de 2010 às 22:16 -

    Bruno

  • Não acho errado esse tipo de jogo nem sou contra.
    Esse negócio de influenciar as pessoas a cometerem atos criminosos por um jogo ou por um tipo de brincadeira não tem nada a ver.
    Acho que esse negócio de influenciar vai muito mais além disso.
    Eu sempre brinquei de arma, sempre era bandido, sempre gostei de jogos violentos, sempre brinquei de médico com a filha da cabeleireira que minha mãe ia, certo q isso me rendeu mais tarde, mas eu nunca fui influenciado por esse tipo de jogos.
    Isso influencia quem já tem instinto pra cometer tal atos.
    Não acho que um jogo onde vc ganha pontos por atropelar uma velinha seja diferente de um em que vc estupra uma mulher.
    Crime é crime, as proporçoes e as consequencias podem ser diferentes, mas numa comparação de influencia desses jogos são iguais.

  • 1 de abril de 2010 às 19:22 -

    Roberto Hyra

  • É impossivel haver legislação para isso, enquanto os traficantes se valem da fortuna desses jogos. Veja o que já ocorreu antes com o Rapelay no Brasil:

    http://sakuxeio.blogspot.com/2009/04/rapelay-um-game-que-incentiva-o-estupro.html

  • 1 de abril de 2010 às 18:53 -

    Sala de Games

  • Absurdo! nem devia publicar uma coisa dessa, quem criou isso num bate bem da cabeça

  • 1 de abril de 2010 às 17:03 -

    Raphael

  • Só uma questão para se colocar em perspectiva.. vi um hentai uma vez em que um monstro estuprava uma guria. Seria isto mais ilegal ou imoral do que um monstro matando uma pessoa como ja acontece em vários games? Sinceramente não sei..

  • 1 de abril de 2010 às 18:27 -

    BOB

  • Puritano petista é uma analogia interessante. Não preciso nem ter o trabalho de tentar definir a pessoa que a escreveu, a mesma faz isso por mim. Não é possível alguém que tenha um “pingo” de bom senso achar o conteúdo deste jogo legal. Provavelmente essas pessoas vão gostar quando lançarem o jogo com o título Estupre sua própria mãe e irmãs.

  • 1 de abril de 2010 às 11:27 -

    raul

  • Que besteira!!!! É só um jogo. Existe no mercado tantos jogos violêntos quanto esse como, Mortal Kombat, GTA, Street Fight, Doon…

  • 1 de abril de 2010 às 11:16 -

    www.linkdopinguim.com.br

  • Envie seus links para o novo agregadordeconteúdo
    linkdopinguim.com.br

  • 1 de abril de 2010 às 03:03 -

    Heliezer Soares

  • Tudo que é proibido, torna-se mais cobiçado e desejado. Esse jogo deve fazer um sucesso no Ocidente devido a isso, aos protestos de terceiros e a divulgação da mídia estrangeira sobre esse jogo…

    Concordo com que o Striker falou. Esse jogo foi feito para o mercado japonês. Se os consumidores vão aceitar ou não o jogo, é algo deles. O problema nosso é querer se intrometer demais em algo alheio e esquecer que nós temos problemas muitos piores e relevantes…

    O Japão, por ter jogos pornográficos e com “invocações demoníacas”, é um baita país subdesenvolvido, com altas indices de analfabetismo e que vive na miséria total, certo? tsc, tsc, tsc…

  • 1 de abril de 2010 às 06:27 -

    hiqx

  • Sei q jogos de violências servem até como válvula de escape, funcionando como uma catarse.
    Porém tb penso no efeito colateral de um jogo como esse, qual pode fazer com q a aceitação do estupro fique mais consentida por parte da sociedade.

  • 1 de abril de 2010 às 01:11 -

    Striker

  • Não vejo nenhum problema com o conteúdo do jogo. O problema é que as pessoas julgam o jogo com o ponto de vista de sua própria cultura, mas esse jogo foi feito para o mercado japonês, então devemos vê-lo pelo ponto de vista dos japoneses. Há tempos que eles tem jogos com forte conteúdo sexual e nunca tiveram nenhum problema com isso, para eles é normal. Dessa vez só houve problema pq os ocidentais resolveram se meter na cultura dos japoneses e decidir o que é melhor para eles. ABSURDO! Vejamos, por exemplo, que os índices de crimes no Japão são muito menores que dos EUA ou Brasil. Portanto, para eles o jogo não tem problema algum, pois em nada influencia a realidade, já que o jogo é apenas uma realidade VIRTUAL. Os ocidentais, é que estão com mania de colocar a culpa da violência nos jogos

    • 24 de agosto de 2012 às 18:00 -

      JF

    • Descordo de seu comentário por um ponto. Li em pesquisas na internet, que as mulheres asiáticas, por causa da cultura local, não revelam que são estupradas, pois são discriminadas e rejeitadas, pela família e marido, em alguns lugares elas nem se casam mais. Por isso que as estatísticas são baixas, elas na verdade são mascaradas por essa realidade. Tem um filme holywoodiano de ação que retrata isso, não me lembro o nome, mas ele tinha cenas onde o cara tocava partes intimas de uma adolescente japonesa no onibus (ou metro, não me lembro mais, tem muito tempo que vi), a adolescente não reagia em virtude da humilhação que para cultura dela é maior se revelado tal ato.

  • 1 de abril de 2010 às 01:10 -

    Eric

  • Tinha que ser coisa de asiático. Que raça de pervertidos nojentos, tudo de bizarro e extremo que aparece é produto desse povo.
    Antes ficassem produzindo chips e transistores, só pra isso que servem mesmo. Cambada.

    • 11 de dezembro de 2011 às 19:55 -

      maria

    • Vai dar tua buceta seu merdinah !! Nunca fez sexo com o rabo porque ninguem te ker e por isso fica fazendo propaganda da tua xana enrrugada e fidida !!

    • 14 de janeiro de 2013 às 18:05 -

      Daniele

    • Seu otário racista, do q q vc esta falando seu merda? Graças a esse povo asiático vc tem o avanço tecnológico q tem, isso claro, se tiver acesso, q pelo visto do seu comentário estúpido e ignorante deve ser um desses trouxas que no máximo não deveriam ter acesso a internet para poder ter pelo menos uma boa contribuição em vida para com a sociedade, pelo menos é um modo de compensar depois da merda que foi a sua mãe te colocar no mundo!!

      • 23 de março de 2013 às 12:57 -

        caio

      • graças a esse “povo asiático´´ tem um monte de otaCÚ sem vida social que fica putinho quando alguém faz uma critica da merda que eles fazem!!

    • 25 de julho de 2011 às 10:47 -

      Mirna

    • vc é em ediota Eric cada um tem a sua cultura ou geito de viver

  • 1 de abril de 2010 às 00:39 -

    robert

  • Japones nao bate bem das bolas nao!!

    • 12 de janeiro de 2012 às 17:23 -

      Algum gay!

    • Bate sim,Não vê que a maioria dos videos pornográficos são japoneses!Uiu,quantas bolas deliciosas

  • 1 de abril de 2010 às 00:59 -

    Maurício

  • Sou contra jogos pornográficos, pelomenos para mim é mais desagradável do que jogar jogos de invocação demoníaca. Esse jogo japonês de estupro não tem motivo nenhum para estar no mercado por ser um jogo extremamente monótono, os gráficos são desagradáveis, o enredo (se tem enredo) é um enredo fraco ou psicopata, a inteligência artificial é somente um tipo de rotina, não há complexidade na jogabilidade, as pessoas do cenário não são pessoas, o cenário é fraco, pelo vídeo pode-se notar alguns artefatos ou bugs gráficos. É um jogo de agressão a mulher, uma falta de vergonha em grande escala, eu mandava o elemento que criou tal projeto para a cadeia, como não sou policial e nem o Datena, então só resta opinar. Isso vale para todos os os jogos desse nível.

  • 1 de abril de 2010 às 07:08 -

    Zelos

  • “Sei q jogos de violências servem até como válvula de escape, funcionando como uma catarse.
    Porém tb penso no efeito colateral de um jogo como esse, qual pode fazer com q a aceitação do estupro fique mais consentida por parte da sociedade.”

    digo o mesmo sobre religião¬¬

    não entendo oque raios vcs tem a ver com isso…esses jogos nem ao menos estão no seu mercado…

    o otro ali falou que os jogos não são “chatos”mas que raios de comentario foi esse?se algo é chato logicamente ele não venderia,se não vender não sera produzido,não é como se existice somente 1 rapeplay!

  • 1 de abril de 2010 às 09:20 -

    Mr.Rapelay

  • Eu tenho o jogo, e não vejo nada demais.

    Coisa de puritano petista reclamar das coisas que não tem.

    • 23 de novembro de 2013 às 08:01 -

      joão

    • o verdade

    • 21 de agosto de 2013 às 16:36 -

      mistério

    • Apoiado!

  • 1 de abril de 2010 às 10:40 -

    gukbs

  • “Tinha que ser coisa de asiático. Que raça de pervertidos nojentos, tudo de bizarro e extremo que aparece é produto desse povo.
    Antes ficassem produzindo chips e transistores, só pra isso que servem mesmo. Cambada.”

    Viva a ignorancia e a alienacao. Vamos procurar conhecer a própria cultura e depois a outra cultura antes de generalizar.

  • 1 de abril de 2010 às 10:44 -

    mandinha

  • ahuahua mano eu to rindo com esse video xDD mto engraçado.
    mas avaliando a situação…ahn…sei lá sabe , essa coisa de jogo influenciar pessoas é mto coisa de nerd norte americano com serios problemas de inclusão social.Essas feministas falando me deixam meio assustadas tb , eu sou mulher , vi esse jogo, deu vontade de jogar só pra rir mais um pouco e ponto.sabe num to horrivelmente ofendida “oh meu deus onde o mundo vai parar” cheg disso -_-se fosse um jogo onde se bulina homens ia aparecer uma associação masculinista? ou ninguem ia falar anda ? querem tanta igualdade que no fim causa desigualdade

    • 18 de outubro de 2013 às 00:12 -

      laminudos

    • concordo plenamente

  • 1 de abril de 2010 às 10:26 -

    Raphael

  • Só vale lembrar que não existe mais : “mercado japonês”. Qualquer coisa lançada atualmente tem distribuição mundial. Outra: O jogo é em inglês.

  • 1 de abril de 2010 às 10:18 -

    Mônica

  • Isso prova que as mulheres estão cada vez mais se tornando “boinecas” aos olhos dos homens isso e triste

  • 1 de abril de 2010 às 10:17 -

    Mônica

  • Assim como jogos com magia tornam normal ao nossos olhos esse tipo de coisa tbm isso acabara si tornando normal assim como a violencia vc ve hoje uma pessoa sendo esfaqueada vc acha normal imagina uma coisa dessas como estupro :/

  • 1 de abril de 2010 às 23:46 -

    J james

  • Cara e ridículo o sensacionalismo o qual somos expostos todos os dias pela mídia e meios de comunicação, sempre tentando formar opiniões manipular informações, afff querem saber tenho a porra desse jogo, se é que da pra dizer que isso é um jogo! É apenas um simulador de sexo mal feito para adultos feito por uma empresa japonesa de Yokohama que por sinal existe a anos vendendo esse tipo de jogo para publico japonês, é isso mesmo só no Japão é fato é que a versão original de qualquer jogo da Illusion se restringe apenas a sistemas operacionais orientais e se quer instala em um Windows ocidental, então pq essa polemica? pq da ibope ? pq rende alguma audiência e deprimente isso, criar um protesto desses sendo que existem milhões de versões piratas desses jogos que foram editados por programadores clandestinos da net para rodar em qualquer pc por ai, sinceramente e muito sensacionalismo, sem informação qualquer um fala besteira, se no Japão eles criam esse tipo de coisa para adultos e problemas dos japa e o erro foi dessa amazon de expor um produto que não deveria ser comercializado fora do Japão, e se alguém aqui quer proteger seus filhos é simples! Tirem eles da internet! Da frente da TV Pois esses sim não tem mais controles!… FATO!

  • 2 de abril de 2010 às 02:58 -

    *_*

  • No Japão o estupro é crime também… Ao “mínimo” assédio, a própria população neutraliza o agressor.
    Não entendo esse povo falando “conheça a cultura deles antes de criticar o jogo”. Conheça vcs, antes!

    Ê falta do q fazer!!! Vão estudar, vão trabalhar, vão jogar war craft… sei lá!!!

    Façam algo que valha a pena! Ajudem alguém necessitado, sejam voluntarios em alguma instituição… AA, GRAAC (no qual já trabalhei e dói mto ver a criançada após a quimio).

    Esse é o mundo real. (e num to nem aí pra quem me criticar… não dou “perolas para os porcos”…)

  • 11 de setembro de 2011 às 15:44 -

    felipe

  • essi e um lixao eu estrupei uma mulher ja ele chorou de dor foi muito bom e esse video e um lixao mesmo e esse jogo tinha que ter no brasil so que mais melhorado ainda pq no japão os cara nao sabe oq faz com esses jogo

  • 1 de setembro de 2011 às 16:34 -

    Ricardo

  • ô Jogo delicioso!! pq ñ tem aki no brasil hein??
    kem concorda comigo??
    jogo incrível!!

  • 22 de julho de 2011 às 21:22 -

    auzier

  • bando de tarados e pervertidos esses japas,parece que na cultura deles a mulher sempre tem que ser usada como objeto,só f@de# e deixam elas pra trabalhar em casa e cuidar dos filhos,percepções estas de povo machista que tambem nem pensa nas consequencias que pode este jogo deixar,por exemplo:isso pode incentivar a pratica de estupro,pode deixar as mulheres superapavoradas, e ainda este jogo tende a mostrar que isso é algo comum.Minha opinião:Não tolero tamanha burrrice

    • 21 de novembro de 2011 às 19:04 -

      Rogério

    • 4 palavras:
      CONHEÇA A CULTURA RETARDADO

      • 21 de novembro de 2013 às 22:37 -

        louis

      • cara na cultura deles tbm é proibido estupro, e muita mulheres la sao estupradas mas n falam nada vc gosta disso vai la leva sua mae e irmãs e estupra elas tbm e n vem falar de “conheça a cultura deles mimimi” e fala logo q vc aprova isso vc diz pra ele conhecer a cultura dos japoneses e nem vc sabe hiprocrisia lvl 1000

      • 23 de março de 2013 às 13:15 -

        caio

      • 6 palavras:

        se muda pra terra deles, otário!!!

    • 1 de dezembro de 2011 às 19:50 -

      fulano

    • ja joguei gta e nunca matei ninguem…

  • 25 de setembro de 2011 às 08:54 -

    Marcelo

  • E fácil falar o que se desconhece a muito já se fala e muito pensa com a sua cabeça, mas será que o mundo liberal aonde se afirma que estaremos, mas evoluídos e aonde se, mas mata e violenta mulheres e crianças todos os dias no mundo sim falam, mas não tem a introdução do que fala comum a um ou a outros dos lucros o mundo volta à barbárie em que Roma e sua sociedade caíram e não voltou, mas como diz um sábio oriental quanto, mas liberdade quanto, mas conhecimento, mas dissolução social, mas confusão Hoje se prega o individualismo e os direitos de todos, mas será que estamos rumando para o caminho certo será que estamos obtendo objetivo certo, quando lemos jornais e vemos nos países de um mundo à violência mortes com números alarmantes vemos que as vidas da que lês a qual cometeram o ato eram na grande maioria bem financeiramente a mãe na maioria psicóloga ou professora ou doutora o pai também e porque estas coisas estão aumentando será que somos cegos para os números crescentes de abusos sócias vemos crianças no Japão de 10 16 anos são responsável por vários homicídios nos lares e nas escolas EUA ainda maior segundo o FBAI e agora na America latina isto já se tornou moda ora se hoje o jovem e revoltado com seus pais liberais quanto, mas os super libertinos liberais que estão surgindo alto individuo na grande maioria super dotados, mas sem sentimentos familiares não estou dizendo que 50 anos atrás não havia violência, mas hoje perdeu todo rumo e essa historia que o proibido se torna, mas interesse ora não e bem assim cada caso e um caso, mas sobre isto o direito termina quando o do próximo começa e preciso refletir sobre o que esta acontecendo e não imaginar e fingir o que não esta acontecendo que na verdade a liberdade não existe, mas e um adjetivo muito fraco e pouco numa sociedade e já passamos por iço Roma e um fato e outras épocas como Sodoma e Gomorra e outros como eu disse antes de falar pensa antes de agir análise as conseqüências.

  • 16 de outubro de 2011 às 17:04 -

    joanna

  • nao sei de nada porque eu nao vi

  • 16 de outubro de 2011 às 17:45 -

    markus

  • que negocio besta rapaz… si fosse considerado um game infantiu ai sim voces poderiam reclamar.

  • 24 de outubro de 2011 às 20:01 -

    uenmi

  • não tem nada mais sexe

    • 5 de dezembro de 2011 às 19:07 -

      Laura

    • Animal.

  • 5 de julho de 2011 às 14:31 -

    Iago Marlon

  • Xexixual?
    Hahahahah essa foi boa.
    Interessante essa linguagem, deixa as coisas mais leves…

  • 5 de julho de 2011 às 14:25 -

    Iago Marlon

  • Ignorantes.
    Voces esqueceram que deus deu o livre arbitrio?
    Se uma pessoa quer ser o capeta ela é.
    Se uma pessoa quer ser o anjo ela tambem pode ser.
    Restricoes de conteudo assim não tem fundamento.
    Cada um escolhe o que quer ver.
    O que falei acima são exemplos.
    Se um quer fazer um game ele fára.
    Existem, vários generos de games.
    Esse é o genero Game hentai.
    So que com a tematica de estupro.
    é apenas mais um tema só isso.
    Se banir esse teria que banir todos os games hentais e filmes adultos que existe. é tudo o mesmo.
    Resumindo: Impossivel, e até bobo essa discussao.
    Japoneses não sao loucos, e sim muito inteligentes.
    A maioria das coisas tecnológicas e cientificas que voce usa hoje foram eles que fizeram seus tolos.
    Mas como disse, cada um é um.
    Minha opnião: Nula.

    • 23 de março de 2013 às 13:13 -

      caio

    • o dia que tiver um japonês do nível do albert einstein ou isaac newton, ai vc vem dar pití e chamar os outros de burro, otaCÚ de bosta!!!

  • 2 de abril de 2010 às 21:45 -

    Jack

  • Mano, jogos com esse tipo ja tem muito tempo, quase junto com a invencao do pc. O tema acho q mudo so isso, + cont a msm coisa.
    E sobre ser um jogo de violencia, kralho Counter-Strike o e o q? Call of dutty e o q? Faz apologia a porra nenhuma, e poderia sim ta no mercado ja que os melhores games do mundo sao os games infantis. PQP

  • 3 de abril de 2010 às 01:03 -

    Extermingio

  • Sinceramente falando, os games são produzidos visando a distribuição no mercado. Se jogos como esse são lançados é sinal que existem compradores e retirá-los das prateleiras por completo causaria enorme prejuízo aos desenvolvedores.Ninguém é obrigado a comprar o jogo ou mesmo aceitar seu conteúdo no entanto, não se pode crucificar toda uma nação somente porque o jogo fora produzido lá.Outro detalhe importante é o de que existem tantos jogos violentos por aí, como por exemplo a série GTA, onde claramente se percebe a apologia à prostituição, ao tráfico e à violência.Se fosse para ser tão moralista assim jogos como esse também deveriam sair de circulação não é verdade?E por que não saem?Acho que a consciência deve partir do consumidor mais do que do produtor.

  • 2 de abril de 2010 às 16:42 -

    KrazyFox

  • Eu preciso mencionar que o índice de abuso sexual nos EUA é 300 vezes maior que no Japão?

    (e foi nos EUA que começou o maior estardalhaço quando o jogo apareceu à venda por lá, por isso existe a versão em inglês)

  • 2 de abril de 2010 às 16:31 -

    KrazyFox

  • Eu também discordo totalmente da existência desse jogo, mas é uma questão delicada. Será que alguem que joga God of War, GTA ou Manhunt (exemplos) tem o direito de questionar o mau gosto desse jogo aí?

    Ok, estuprar é algo EXTREMAMENTE degradante, alguem que goste disso tem que ser um doente mental, mas e quem gosta de abrir cabeças ao meio ou arrancar os orgãos do corpo dos outros é menos doente?

    Eu jogo God of War, e a minha única defesa é “ou eu ou ele”, ao menos meu inimigo tem a chance de se defender no jogo, e se eu não acabar com ele, ele vai acabar comigo, estou lutando pela minha sobrevivência, além de que meus oponentes geralmente não são seres humanos. É diferente desse jogo aí, afinal, o “oponente” aí é só uma vítima, uma garotinha, um ser inofensivo e indefeso.

  • 2 de abril de 2010 às 03:46 -

    gadarf

  • Não creio que uma coisa leve a outra obrigatoriamente, afinal vamos tanta coisa acontecer, e nem por isso fazemos.

  • 2 de abril de 2010 às 11:40 -

    Terro-san

  • É só um jogo hentai com um gráfico bonzinho. As pessoas adoram criar polêmicas em cima de jogos, GTA faz as pessoas roubarem, Bully faz as crianças roubarem…
    Daqui a pouco esse jogo vai cair no esquecimento.
    Afinal jogo de verdade é que não falta, principalmente com God Of War 3 nas prateleiras.

  • 3 de abril de 2010 às 10:57 -

    Pedx

  • Vocês tem jogos como GTA, Hitman e etc. O que você faz? Tiroteios em escolas e áreas públicas. Você vê estupros no Japão? Não. Talvez os vocês devam limpar seus quintais antes de lamentar-se sobre coisas como esta.

  • 4 de abril de 2010 às 22:37 -

    Aero

  • essa polêmica toda por causa disso!?

    até The Sims 3 tem mais “conteudo impróprio para crianças” do que essa bobagem…

    • 19 de julho de 2011 às 15:02 -

      Tatiana

    • Você tem toda razão , ja joguei o jogo The Sims 3 , eu gostei , você gostou ??

  • 16 de janeiro de 2011 às 09:36 -

    tiago

  • eu acho o jogo nada de mais .mais os japoneses sao mesmos doentes eloucos.

    • 30 de outubro de 2011 às 09:23 -

      não imteressa meu nome

    • eles são e heroticos porq tem um micro no meio das pernas deve ser por isso

  • 21 de fevereiro de 2011 às 19:42 -

    ágatha

  • IU ACHAR ISSO UNA BUBEIRA MAS ÉS LEGAL E XEXIXUAL

  • 22 de julho de 2010 às 07:43 -

    Ique Muniz

  • Caraca! Three Sisters Story… como joguei esse joguinho ahahhaa

  • 19 de julho de 2010 às 00:46 -

    wtfff

  • Lol, estava à pouco a jogar isso. Tipo, ainda não perceberam que isto incentiva a REDUZIR os assédios sexuais na vida real?

  • 18 de julho de 2010 às 00:35 -

    Nell

  • Não sou a favor de estupro, mas me digam qual a diferença entre um jogo de estupro e um de guerra? Quem leva um tiro não está sofrendo violência do mesmo jeito que uma mulher estuprada?

    Qual a diferença entre counter strike e rapelay? Não é tudo violência? Humanidade hipócrita.

    • 23 de março de 2013 às 13:08 -

      caio

    • não! a guerra tem um propósito revolucionario, ninguém entra numa guerra porque quer. já o estupro é uma coisa doentia feito por um cara fudido da cabeça(problemas psicológicos) e não traz nada de bom pra ninguém.

  • 31 de março de 2010 às 17:25 -

    Fernanda

  • Não sou contra jogos pornográficos, afinal, a sexualidade faz parte da história humana. Mas acho um absurdo um jogo fazer apologia a respeito de algo tão violento e degradante como o estupro, sem falar que isso é um crime.

    • 14 de fevereiro de 2012 às 13:01 -

      vitor

    • iso e muito veio eu denumsiar para policia

    • 16 de setembro de 2011 às 16:25 -

      bruna

    • Eu acho legal pq dai as crianças podem aprender o que os pais fasem na cama e eu mesmo já provei e só tenho 10 anos e eu não to mintindo eu ja fiz sexo com um guri da minha escola que se cheme gustavo
      1- eu segui ele até atras do colegio pq ele disse que queria falar comigo dai eu fui
      2-quando cheguei lá ele tava sem roupa dai eu ja fiquei feliz e ja tirei a minha
      3-dai ele começou a enfiar o pau dele na minha boca e eu fiz uma cara feiadai depois chegou uma colega minha que se chama natalia dai ela comçou a beijar ele e dei um tapa na cara dela por ta beijando o meu namorado
      4-ela sem mais nem mesmo começou a enfiar aquela lingua dela na boca dele dai eu meti a minha lingua tbm dai depois ela enfiou a boca dela na minha buceta

      • 7 de dezembro de 2011 às 08:46 -

        Brunno

      • Minina vai see fude manow toma vergonha na sua cara oo sua vaquinha…crece primeiroo o Criança!!!

      • 7 de dezembro de 2011 às 11:25 -

        Patricia

      • olha q rapariga mirim, qndo ver isso é td mentira, com é q 3 crianças fazem sexo assim, na escola ainda por cima, se toca e para de ser besta!!!

      • 12 de janeiro de 2012 às 17:20 -

        Protetor da virgindade

      • Impossivel!”Que se cheme?Acho que você tem que voltar pra escola e aprender a escrever sua lesbica masculina!

      • 14 de fevereiro de 2014 às 08:32 -

        juliano

      • e mesmo

      • 23 de fevereiro de 2014 às 13:24 -

        Barbara

      • Vc devia criar vergonha na sua cara.Seus pais sabem que vc fez sexo oral?Aposto que nao se vc continua assim vai virar prostituta se ja nao for

      • 7 de abril de 2014 às 15:20 -

        sem nome

      • que ir comigo pra tras da escola tambem

      • 7 de abril de 2014 às 15:29 -

        ytalo_henrique

      • vamos pra tras da escola tambem

      • 16 de julho de 2013 às 01:26 -

        Vitor Rider

      • affz… olha isso meu deus!!! primeiro. c isso for verdade QUE P…A e essa? uma criança que nem sabe escrever direito fazendo sexo? Onde estão os pais nessas horas? ta certo que o assunto “SEXO” tem que ser tratado com cuidado e tudo mais. Mais falar do assunto e uma coisa Sair dando e outra! cara na minha época com 13 anos eu tava brincando na rua cara. Jogando bola correndo por ai e tinha vergonha ate de olhar para garotas. se eu tivesse uma filha e que ela fizesse isso n ia bater nela não mais um castigo de 1 ano ela ia levar ‘-‘

      • 30 de outubro de 2011 às 09:19 -

        não imteressa meu nome

      • vc deviae estudar não fazer sexo isso e coisa pra adulto fazer não criança e quando vc ganha o bebe vc vai sabe como e ser um adulto sua puta mirim vai te fude niguem q sabe disso

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Olá, Visitante!

Faça login ou cadastre-se