Melhores Jogos do Ano Arkade 2017: Tokyo 42

28 de dezembro de 2017
Autor: Rodrigo Pscheidt

Melhores Jogos do Ano Arkade 2017: Tokyo 42

Quando se fala em jogo com missões de assassinato, qual game lhe vem à cabeça? Hitman? Hotline Miami? Estes sem dúvida são ótimos exemplares do gênero, mas 2017 nos trouxe um novo game para figurar nesta lista: Tokyo 42, um game tão bonito e colorido que nem parece jogo de assassinato!

Em Tokyo 42, controlamos um sujeito que virou bode expiatório para um perigoso assassino. Para limpar sua barra, você deve ganhar respeito no submundo do crime organizado da cidade, e a melhor maneira de fazer isso é basicamente se tornar o melhor matador de aluguel da região.

Melhores Jogos do Ano Arkade 2017: Tokyo 42

Tokyo 42 mistura missões de assalto, infiltração e pura matança com brilhantes sequências de perseguição, entre outros objetivos. O game lhe concede diversas ferramentas para cumprir seus contratos — além de (muitas) armas, temos armadilhas, decoys, e uma mecânica de troca de aparência que é bem útil –, mas lhe oferece carta branca para você fazer o que quiser, da forma que quiser.

Este é aquele tipo de jogo que fica difícil de explicar em palavras porque e tão bom, mas, fala sério, o visual dele por si só já chama a atenção, vai? Porém, você precisa experimentá-lo, entrar naquele mundinho e se inebriar pelas cores e formas de Tokyo para entender. É um jogo intenso, variado e divertido, um enorme playground cheio de vida e de possibilidades.

Leia nossa análise de Tokyo 42 e considere dar uma chance para este jogo. Ele pode facilmente ter passado batido por muita gente, mas quem jogou sem dúvida curtiu. É uma cria de GTA com Syndicate que esbanja estilo, liberdade e diversão.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *