Nova geração vai durar menos, segundo executivo da EA

29 de novembro de 2013
Autor: Daniel Zimmermann

Nova geração vai durar menos, segundo executivo da EA

Para executivo da EA, o novo ciclo de consoles deve durar menos que a geração passada. Fique por dentro.

A afirmação veio de Patrick Soderlund, vice-presidente da EA Studios. Segundo ele,  esta nova geração que começa com o PlayStation 4 (lançado hoje no Brasil) e Xbox One vai durar algo entre 5 e 6 anos. A geração “passada”, marcada pelo PS3, Wii e Xbox 360 já dura cerca de 8 anos – e ainda não terminou exatamente.

O executivo afirmou que esta geração pode “ter se prolongado um pouco mais” do que ele desejaria.

“Temos visto jogos como The Last of Us e GTA V no fim de um ciclo de forma que talvez não esperaríamos alguns anos atrás. Mas um espaço de cinco, seis anos [entre o lançamento de novos consoles] é o que eu espero daqui para frente”

Representantes da indústria também se manifestaram sobre o assunto, alguns deles concordando com o fato de que as gerações de videogames serão mais curtas nos próximos anos. Outros acreditam que oito anos é o período ideal para a duração de uma geração, como o vice-presidente da divisão Xbox da Microsoft, Phil Harrison, que disse que “oito anos na verdade é o tempo certo”.

(Via: CVG)

15 Respostas para “Nova geração vai durar menos, segundo executivo da EA”

  • 29 de novembro de 2013 às 13:07 -

    Arthur.E

  • concordo que oito anos é o tempo ideal, é o mesmo tempo de revezamento entre democratas e republicanos (claro que não se você for o Jimmy carter, mas ninguém gosta dele mesmo)

  • 29 de novembro de 2013 às 13:50 -

    Kubrick Stare Nun

  • Quanto menos ela durar, mais rápido eu vou poder comprar ela sem ter que vender os rins. huehue

  • 29 de novembro de 2013 às 14:43 -

    Jobson Luciano Costa

  • cada vez menos e a tendencia ….

    • 29 de novembro de 2013 às 15:01 -

      Kubrick Stare Nun

    • Não é não. Essa nova geração é quem foi excepcionalmente demorada pra sair, mas se você observar o quadro amplo da história dos vídeo games vai notar que o normal é que uma geração dure em torno de 5 à 6 anos mesmo.

  • 29 de novembro de 2013 às 15:54 -

    zecarlos

  • se levarmos em conta os valores altos….no brasil astronomicos….nao imagino outra forma se nao,encurtar as geracoes….e aquela pessima premonicao que eu falava pra amigos a muitos anos atras corre o risco de se concretizar ……hipoteticamente falando ehehhe……um video game novo por ano hein……as fansbestaiadas pirariam hein heehhee

    por outro lado …. esse tipo de noticia so reforca minha ideia de que consoles….ja eram mesmo

  • 29 de novembro de 2013 às 17:43 -

    Patrick Lima

  • Pagar 4k num console a cada 5 anos … thanks, but no thanks !!

  • 29 de novembro de 2013 às 17:08 -

    Law Criminal

  • Não consigo imaginar uns graficos tão superiores aos de hoje… jogabilidade sim, gráficos não

  • 29 de novembro de 2013 às 18:08 -

    Dactar

  • Acredito que 5 a 6 anos é o ideal mesmo.Não é possível que o ciclo de consoles fique mais curto que isso.O fator humano é que limita esse ciclo.Produzir jogos seria uma corrida contra o tempo(pior do que já acontece) e a qualidade deles cairia drasticamente.

    • 30 de novembro de 2013 às 15:14 -

      zecarlos

    • pior do que ta nao fica…..posso te garanti isso…..um jogo por ano na cabeca desses jovens hehehhehe ja passou a ser rotina,estao mal acostumados alem do fato de se quer terem nocao do que e uma producao….se vc tem um publico que compra o mesmo jogo ano apos ano,o que te impediria de produzir um console a cada ano……a apple faz isso praticamente com seu ipad/iphone…..o fator humano nao e determinante na minha opiniao pra uma producao anual….mas uma producao anual com qualidade ai sim,como vc mesmo disse….fato e que se houver demanda certamente os executivos farao o possivel pra poder tirar proveito disso, e vc pode usar isso nao so com games mas todo o mercado de entreterimento…….e como da pra perceber os jogadores atuais nao parecem ser la muito inteligente ao meu ver pois sao movidos por expectativas e ostentacao apenas

      • 1 de dezembro de 2013 às 12:25 -

        Eduardo

      • não concordo com a comparação do iphone/smartphone eles são multifuncionais e portáteis auxiliam no dia a dia, quanto mais inovar melhor, não vejo alguém usando um gps, acessando o banco ou estudando no vídeo game, para mim vídeo game é para entreterimento esquecer o resto e entrar na fantasia que os jogos trazem com imersão e conforto, assim como em um filme ou música.
        para mim se as produtoras perderem o foco vão padecer principalmente se os novos consoles continuarem com a mania de não ter retrocompatibilidade,

        Fiquem de olho na “nuven” e os “computadores de sala” pois vão oferecer coisa boa e ampla

  • 29 de novembro de 2013 às 18:12 -

    Renan do Prado

  • Pra mim é muito pouco tempo, espero que dure no mínimo os 8 anos “comuns”

  • 29 de novembro de 2013 às 18:59 -

    Babiro

  • Pra mim o ideal seria 8 anos é o mais comum, não vejo o que seria de diferente em um novo console daqui a 5 anos, sem contar que ninguém liga pra opinião desse cara, afinal ele é da EA, e eles sempre fazem e falam besteira!!

  • 29 de novembro de 2013 às 19:01 -

    Babiro

  • Pra mim 8 anos é o ideal, o mais comum, não consigo imaginar o que um console novo traria em apenas 5 anos, seria muito pouco tempo. Sem contar que ninguém liga pra opinião desse cara, ele é da EA e eles sempre fazem ou falam besteira!!

  • 1 de dezembro de 2013 às 12:46 -

    Diana

  • Como o Eduardo falou, retrocompatibilidade é importante. Seria uma funcionalidade que, no meu entendimento, promoveria uma espécie de valorização da nova geração.

    É como no PC, você sabe que se trocá-lo melhora drasticamente seu rendimento, mas isso não significa “perder” seus jogos porque só rodam no velho.

    Se fosse assim, eu não me importaria se uma geração durasse até menos de cinco anos.

    • 1 de dezembro de 2013 às 23:12 -

      zecarlos

    • o lance da retrocompatibilidade …..se nao me engano….na epoca do ps2,os primeiros modelos tinah isso,mas lembro de ler uma entrevista de que um cara da sony na epoca comentou que ser contra e que os sonystas preferem nao ter essa opcao…..juntamente com a falta de poder rodar games do ps1 no ps2 tempo depois os novos modelos de ps2 tmbm perderam a opcao de poder ver filmes ….. a sony eu sei que e contra a retrocompatibilidade e isso ja foi dito algumas vezes…pois parece ir contra os principios babacas que ela impoe a anos ao mercado

      por outro lado pensando como empresa pra ser justo ….a retrocompatibilidade e um prejuizo para os cofres…..e a tentencia ja a alguns anos e a de acorrentar o usuario e forcando a consumir itens exclusivos ,e componentes especificos,e assim eliminando a chance do usuario poder substituir por algo de outra marca,ou concorrente….a escola apple de ser

      fato e que geracoes de consoles so vai durar menos tempo(de ano em ano por exemplo) o dia emq ue as empresas estiverem lucrando horrores com isso….o que ao meu ver e muito improvavel sendo que ate o momento eles levam uns 3 ou 5 anos pra obter o lucro do console lancado

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *