The Witcher: série da Netflix ganha sinopse e deve buscar inspiração também nos games

12 de julho de 2017
Autor: Paulo Roberto Montanaro

The Witcher: série da Netflix ganha sinopse e deve buscar inspiração também nos games

O site da Netflix agora conta com uma curta sinopse de The Witcher, série que adaptará para a TV (não pela primeira vez, já que houve uma iniciativa live action na própria Polônia baseada na série literária) as obras de Andrzej Sapkowski e que deram origem a uma trilogia muito bem sucedida no games.

Confira nossa tradução livre da descrição oficial presente na Netflix :

“O bruxo Geralt, um mutante caçador de monstros, batalha para encontrar seu lugar em um mundo onde as pessoas frequentemente provam ser mais perversas que as bestas”.

The Witcher: série da Netflix ganha sinopse e deve buscar inspiração também nos games

Nada de muito revelador ou mesmo inesperado para quem conhece a franquia seja pelos livros, seja pelos jogos.

Embora já tenha sido dito que a série deverá tomar como base os livros — e não os games — o diretor Tomasz Bagiński afirmou em entrevista ao WCCF Tech que a série deve buscar referências visuais no tom que foi estabelecido pelos games, já que o público está habituado à maneira como o mundo ali foi apresentado.

Em termos narrativos, a série deve se pautar pelos livros, sem necessariamente ficar presa a eles: ela deve trilhar um caminho independente, pois, segundo o diretor, os livros oferecem diferentes possibilidades de interpretação de cada história. Ou seja, haverá similaridades com os games e com os livros, mas a narrativa seguirá por seus próprios caminhos.

Ainda não há data de estreia para The Witcher na Netflix e não deve ser algo tão imediato, já que esperamos uma produção bastante sofisticada e cara.

(Via: NetflixWCCF Tech)

2 Respostas para “The Witcher: série da Netflix ganha sinopse e deve buscar inspiração também nos games”

  • 12 de julho de 2017 às 09:32 -

    Renato Silva

  • Se não buscar nada dos games, falhará miseravelmente, pois o público alvo é o dos games, apesar de achar que com game of thrones acabando, deve ganhar públicos diversos.

    • 12 de julho de 2017 às 15:43 -

      Paulo Roberto Montanaro

    • De certa forma, você tem toda razão. Não é somente o público dos games, mas certamente é o maior escopo a ser atingido logo de início, até porque provavelmente tem mais gente que jogou os games do que leu os livros.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *