Velvet Assassin – X360, PC

14 de julho de 2009
Autor: Raphael Cabrera

Velvet Assassin - X360, PC

Lançado pela Replay Studios, Velvet Assassin está disponível para as plataformas Xbox 360 e PC. Baseado em uma história real, o jogo se passa na II Guerra Mundial e coloca o jogador no papel de uma agente secreta dos Aliados: Violette Summer. O enredo do game é baseado na vida de Violette, agente secreta do governo britânico que foi capturada pelo 3° Reich. O jogo explora muito bem a melancólica trajetória da agente diante dos horrores da guerra. A evolução da narrativa acontece por meio de flashbacks, pois Violette está em coma relembrando de suas missões.


O gameplay de Velvet Assassin é o stealth, o mesmo de “Splinter Cell”, “Metal Gear Solid” e “Assassin’s Creed”, que parecem ter sido a grande inspiração do jogo. Durante o jogo a principal estratégia de combate de Violette é encontrar a melhor maneira de executar nazistas sem ter sua posição revelada. Para isso, vale tudo! Espiar por fechaduras, evitar cacos de vidro no chão, fazer uso da camuflagem, causar curtos no sistema de eletricidade, colocar um uniforme alemão, esconder corpos e a até assoviar para atrair soldados para uma armadilha. Mas por que abusar das habilidades furtivas a fim de evitar a atenção dos soldados nazistas? Pois se descoberta, Violette é presa fácil para os alemães. Então não espere muita ação de tiros e esteja pronto pra um game que exige muita paciência, pois a protagonista está mais pra um MacGyver do que um Rambo.

A Inteligência Artificial é fraca, deixando os npcs (non-player characters) extremamente previsíveis. Nesse quesito, a estratégia de guerrilha perante rondas de npc’s lembra o da série de games Commandos. Para completar as missões você gastará bastante tempo para desvendar o sistema de rondas e traçar o melhor curso, na base da tentativa e erro.

Velvet Assassin - X360, PC

Ao melhor estilo Max Payne, o jogo possui um efeito bullet-time: a aplicação de morfina. Na prática, ao pressionar o botão X, o tempo quase para e Violette pode correr para eliminar de maneira mais fácil seus problemas. Detalhe: isso acontece com ela “desfilando” de camisola e com células de sangue flutuando no ar. Surreal? No mínimo nos lembra que ela está delirando no coma.

O jogo possui contradições quando analisamos os gráficos. Enquanto uns elementos são muito bons, outros deixam a desejar. Os cenários abertos, o uso da camuflagem, os detalhes da personagem principal e o da luz e do contraste, são os pontos fortes gráficos do game. Por outro lado, as poucas animações não impressionam. E existe muita repetição gráfica no game; principalmente de inimigos. Os npcs parecem todos iguais. Definitivamente o áudio é o elemento de maior destaque de Velvet Assassin. A sonoplastia do jogo conseguiu criar a atmosfera de tensão vivida pela heroína que “passeia” solitária no meio do 3° Reich.

Apesar de algumas (poucas) inovações, durante todo o jogo é possível notar semelhanças com os outros títulos anteriores já citados. Desde a parte gráfica até a jogabilidade. Parece não ser a toa que o nome da produtora é Replay Studios.

Uma resposta para “Velvet Assassin – X360, PC”

  • 13 de junho de 2014 às 21:09 -

    kau_kenway

  • deve ter sido um sucesso nos lançamentos :D

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *