Análise Arkade: Akane combina espada samurais, máfia e neons

13 de outubro de 2018
Autor: Bruna

Análise Arkade: Akane combina espada samurais, máfia e neons

Um pouco de história

Produzido pela desenvolvedora brasileira de games Ludic Studios, Akane é um jogo de arena pixelado com muitas influências da cultura oriental.

O enredo de Akane é bem simples e direto: a personagem principal é uma lutadora incrível que desde pequena treina para se superar, isso é mostrado de forma bem legal através do tutorial do jogo.

No futuro ela enfrenta “no tudo ou nada” a organização mafiosa Yakuza, e o chefão dos criminosos, Katsuro, sempre volta com novos truques na manga para tentar derrotá-la.

Análise Arkade: Akane combina espada samurais, máfia e neons

Brevemente são apresentadas algumas trocas de diálogos no estilo RPG, mas nada que esclareça todos os pormenores da história.

Luzes, pixels e sangue

Akane coloca nossa Kunoichi (Ninja no feminino) para enfrentar hordas de inimigos em uma arena mortal onde um golpe pode custar sua vida. O cenário é a cidade Mega-Tokyo no meio de uma noite chuvosa, com todo o seu glamour de luzes de neon.

Análise Arkade: Akane combina espada samurais, máfia e neons

Com desenhos e estilo de animes, o jogo tem gráficos em pixelart e visão de cima. Censura não tem vez aqui, e muito sangue será derramado.

Luta sem fim

Esse jogo possui um sistema de arena com adversários predeterminados, se você for atingido uma vez, será morto e deverá voltar desde o início. Não há save states, nem checkpoints, nada que “facilite” a vida do jogador.

Matar uma certa quantidade de inimigos lhe dá direito de batalhar com um chefão. Se você o vencer, ele voltará mais tarde já evoluído, para uma batalha ainda mais desafiadora.

Análise Arkade: Akane combina espada samurais, máfia e neons

Por conta desse design, o jogo se torna uma experiência desafiadora e muito difícil de completar: você não vai conseguir chegar muito longe após só alguns minutos, o que pode ser meio frustrante para muitas pessoas.

A verdade é que Akane é um jogo de perseverança, que demanda um bocado de paciência do jogador para repetir tudo novamente várias vezes, sempre tentando ir um pouco mais longe. Para te motivar, são apresentados desafios que, se completados, rendem novos equipamentos.

Motivações e progresso

Sua personagem tem equipamentos e armas que podem ser trocados por versões melhores, porém não é tarefa fácil conseguir fazer isso, pois, diferente de muitos jogos, em Akane você não junta moedas para comprar novos itens.

O sistema de troca aqui é o seguinte: para conseguir um novo item, é necessário completar um desafio específico, que pode ser, por exemplo, matar um número determinado de inimigos ou alcançar um recorde de combo.

Análise Arkade: Akane combina espada samurais, máfia e neons

A arma principal de Akane é sua espada, mas ela também pode usar armas de fogo, que vão subindo de calibre conforme você evolui.

Habilidade acima de superpoderes

Pode-se dizer que o jogo Akane tenta representar um mundo de fantasia, mas faz isso com as limitações da realidade — claro que com algumas ressalvas.

Análise Arkade: Akane combina espada samurais, máfia e neons

Explicando: na vida real você pode morrer com um golpe preciso de espada ou com um único tiro. Na nossa realidade as pessoas possuem fôlego limitado e se você for usar uma arma, ela vai descarregar e conseguir recarregá-la enquanto está enfrentando vários adversários pode ser bem difícil. Tudo isso está presente no jogo.

Até mesmo o poder especial de Akane soa plausível — talvez não para eu ou você, mas para uma atleta marcial que treina desde o seu nascimento. Aliás, a sua técnica de eliminação de vários adversários de uma vez é uma ótima referência a diversas histórias e mitos sobre os samurais.

Análise Arkade: Akane combina espada samurais, máfia e neons

São 2 tipos de ataques especiais: um deles pode ser usado quando você tem pelo menos uma barra de especial preenchida, enquanto o outro (bem mais poderoso ) demanda que seu medidor de especial esteja completamente cheio.

Um mix de satisfação e insatisfação

É satisfatório se movimentar com Akane na arena, executar os mais legais movimentos ninjas em adversários que caem com um golpe e saber que você derrotou vários capangas de Katsuro sem um arranhão.

Ganhar novos itens após finalmente conseguir bater o recorde que antes parecia inalcançável é também muito bom. No entanto, o jogo lhe traz uma dose de insatisfação também: o custo alto demais para conseguir novos itens e progredir conhecendo novos inimigos contribui bastante para uma falta de motivação para jogar mais.

Análise Arkade: Akane combina espada samurais, máfia e neons

Com o tempo, se você não conseguir se superar, pode sentir que o jogo está repetitivo, afinal de contas, um pequeno deslize é o suficiente para fazer você voltar tudo de novo, do início. É um hack ‘n slash autocontido com permadeath, uma combinação bem hardcore.

Conclusão

Senti que foi difícil para mim voltar a jogar Akane justamente por não ter muito incentivo, seja pela repetição, falta de ranking online ou sem as mecânicas de progresso que vários jogos proporcionam.

Apesar disso, o gameplay é divertida e a combinação da música e visuais são bem legais. Recomendo Akane para quem adora um desafio bem difícil e que prefere um jogo com mecânica mais simples e voltada para as habilidades e esforço do jogador.

Akane foi lançado em setembro de 2018, e está disponível para Windows, Linux e Mac pela Steam.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *