Análise Arkade – Floor Kids traz muita música e as danças dos games dos anos 90

31 de maio de 2018
Autor: Junior Candido

Análise Arkade - Floor Kids traz muita música e as danças dos games dos anos 90

Lembra de Bust a Groove? E de Dance Dance Revolution? Parappa the Rapper? Estes games musicais, sucesso total durante os anos 90, foram os primórdios do que temos hoje em games de dança, com Just Dance sendo o carro chefe deste gênero. Hoje, para dançar nos games, basta dançar, graças a sistemas de captura de movimento, mas, antigamente, sequências de botões eram o que fazia os personagens executarem seus passos.

Floor Kids, disponível para Switch e PC, aposta no hip hop para trazer arte bacana, musicalidade e consegue mexer com todos através de seu ritmo. Se inspirando nos games acima, mas com personalidade própria e oferecendo ideias novas para o gênero, o game tem ótimas propostas para quem curte dançar com o videogame.

Análise Arkade - Floor Kids traz muita música e as danças dos games dos anos 90

Começando pela parte visual. Tanto o game em si, quanto o estilo dos personagens e a aura hip hop, mesmo sem nenhuma intenção, são praticamente uma viagem aos anos 90. Os personagens contam com traços fortes e vários riscos, dando um estilo único a eles, e os cenários também seguem o clima.  A impressão que temos, ás vezes, é a de que o game foi desenhado à mão.

O game em si, é bem simples, mas exige do jogador paciência para dominar os movimentos. Com a missão de “ser o melhor dançarino”, você leva o seu personagem a um ambiente de quatro estilos de dança, com movimentos em pé ou no chão, tudo bem simples. O sistema de progressão envolve estrelas que premiam o seu desempenho, e servem para progressão na campanha solo, além de desbloquear novos personagens. Cada dançarino tem movimentos únicos, o que dá um interessante fator replay, uma vez que é possível conhecer um a um os estilos de todos.

Análise Arkade - Floor Kids traz muita música e as danças dos games dos anos 90

Para dançar, o jogo lembra um pouco o clássico Parappa, mas com interessantes evoluções. É preciso apertar os botões ao som do beat, enquanto o analógico direito também faz movimentos que ajudam em passos mais elaborados. Aparenetemente complicada, o que o game requer de você é apenas uma breve adaptação, pois dominando os movimentos, o game fica simplesmente viciante. Ainda mais para quem decidir ir buscar todas as estrelas do jogo, o que aumentará (e muito!) o tempo de dança.

Floor Kids consegue fazer o mesmo que Bust a Groove conseguiu vinte anos atrás: divertir a todos, sem ser necessariamente adeptos da dança ou da música. Seu gameplay é cativante e tem personalidade para divertir por horas e horas, seja em jogatinas casuais, ou na incansável busca pelas estrelas. O game já está disponível, para PC e Mac através da Steam, e para o Nintendo Switch. Versões para Playstation 4 e Xbox One estão prometidas para breve.

Uma resposta para “Análise Arkade – Floor Kids traz muita música e as danças dos games dos anos 90”

  • 1 de junho de 2018 às 13:19 -

    Eloy

  • Ta parecendo uma versão mais cartunesca do B-Boy do ps2.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *