Análise Arkade – For Honor: Marching Fire (DLC) é a expansão que reinventa o game

24 de novembro de 2018
Autor: Rodrigo Pscheidt

Análise Arkade - For Honor: Marching Fire (DLC) é a expansão que reinventa o game

For Honor foi lançado no início de 2017, e de lá para cá veio recebendo suporte contínuo da Ubisoft. A mais recente expansão do game, Marching Fire, meio que marca um reinício para o jogo, e sem dúvida justifica o retorno de quem parou de jogar — ou o início da jornada de novos guerreiros!

Antes de mais nada…

Vale ressaltar que jogamos For Honor na época de seu lançamento original, e temos um review completo dele aqui no site. Logo, esta análise não vai se aprofundar tanto nas nuances de gameplay e no conteúdo do jogo base; pois tudo isso já foi abordado.

O foco aqui é falar da expansão Marching Fire, que em muitos aspectos marca um recomeço para o jogo. Se quiser saber mais sobre o For Honor vanilla, clique aqui.

Agora vai!

For Honor nasceu com a proposta de ser um jogo de combate estratégico entre facções: vikings, samurais e cavaleiros ignorando a lógico espaço-temporal para sair no braço uns contra os outros, buscando ampliar seus domínios.

Análise Arkade - For Honor: Marching Fire (DLC) é a expansão que reinventa o game

O game angariou uma boa legião de fãs e sem dúvida apresentou um sistema de jogo extremamente competente — baseado em timing, defesa, parry e contra-ataque — mas teve seu lançamento manchado por alguns problemas técnicos, especialmente de conexão. Isso já melhorou bastante nos últimos tempos, pois a Ubisoft abandonou o esquema P2P e concedeu servidores dedicados ao game, o que garante maior estabilidade para as partidas.

Apesar disso, é fato que a comunidade deu uma dispersada. Marching Fire chega justamente para revitalizar o interesse dos antigos jogadores, ao mesmo tempo que dá um restart no jogo, melhorando-o em diversos aspectos, trazendo novos modos de jogo e nada menos do que uma nova facção: os guerreiros chineses do clã Wu Lin.

Novos guerreiros & Modos de Jogo

O clã Wu Lin chega trazendo 4 novos guerreiros, dentro das classes previamente estabelecidas pelo game: VanguardaAssassinoPesado e Híbrido. Trazendo novas armas ao combate — indo desde bastões e lanças até as exóticas hook swords, como as do Kabal de Mortal Kombat –, os novos heróis possuem diferentes níveis de dificuldade, exigindo algum período de treinamento e adaptação.

Análise Arkade - For Honor: Marching Fire (DLC) é a expansão que reinventa o game

O gameplay dos novatos é bastante diversificado, mas o cerne das mecânicas segue o esquema de sempre, com esquivas, defesas e ataques multidirecionais que entregam duelos capazes de ser tão estratégicos quanto intensos. Ficar de olho na stamina é fundamental; do contrário seu personagem ficará indefeso perante as investidas do inimigo.

Além dos modos de jogo tradicionais — Domínio, Duelo, etc. –, chega com a expansão um novo modo de jogo chamado Breach, que é simplesmente muito legal. Nele, 8 jogadores divididos em 2 times devem brigar pelo domínio de um castelo. Há os invasores (que chegam com aríete e tudo) e os defensores, e a escala das batalhas (com muitos guerreiros “bucha-de-canhão” controlados pela IA participando) é grandiosa e muito empolgante.

Análise Arkade - For Honor: Marching Fire (DLC) é a expansão que reinventa o game

Outra novidade é o modo Arcade: podendo ser jogado sozinho ou em coop online com mais um jogador, este modo traz infinitas possibilidades de cenários de combate diferentes, pois randomiza objetivos, inimigos, modificadores, cenários, e por aí vai. Considerando que os level ups e equipamentos que você libera aqui também valem para o PvP, a inclusão deste modo Arcade é uma excelente maneira de fazer grinding e upar seus heróis antes de cair na porrada com outros players.

Conteúdo Gratuito & Outras Novidades

Vale ressaltar que existem “duas versões” do conteúdo Marching Fire. A primeira delas é a Marching Fire Update, acessível gratuitamente para todos que já tinham o jogo original e que traz basicamente o novo modo de jogo Breach.

Análise Arkade - For Honor: Marching Fire (DLC) é a expansão que reinventa o game

Já a Marching Fire Expansion é a parte paga da expansão, e traz os novos guerreiros do clã Wu Lin e o Modo Arcade que descrevi ali em cima (além do conteúdo free presente no Update, claro). Em ambos os casos, o update ainda traz uma boa dose de melhorias audiovisuais e de desempenho.

Audiovisual

For Honor já era um jogo visualmente impressionante em seu lançamento original, mas mesmo isso recebeu algumas melhorias. Todas as texturas foram melhoradas, e outros detalhes receberam aprimoramentos para tornar o game ainda mais bonito

Análise Arkade - For Honor: Marching Fire (DLC) é a expansão que reinventa o game

A iluminação do jogo também recebeu um belo upgrade, e agora utiliza o sistema Global illumination, o que faz com que ela reaja com mais naturalidade ao incidir e/ou ser absorvida  por armaduras e elementos do cenário. Efeitos de transparência, reflexão e opacidade tornam o visual como um todo ainda mais fotorrealista.

Conclusão

Fazia muito tempo que eu não jogava For Honor, e confesso que tive que me desenferrujar um bocado para realmente curtir o game, mas é fato que a expansão Marching Fire faz um bom trabalho em reviver o game, injetando novos conteúdos que — ao lado dos servidores dedicados e desempenhos de performance e estabilidade — tornam a jogatina ainda mais prazerosa.

Análise Arkade - For Honor: Marching Fire (DLC) é a expansão que reinventa o game

Os novos modos de jogo por si só já são ótimos adendos, e o fato de termos novos guerreiros — e novas armas, equipamentos, habilidades e estilos de combate — aumenta ainda mais o escopo da expansão. A Ubisoft vai seguir dando suporte ao game, mas se você ainda não jogou — ou está querendo voltar a jogar — este é um excelente momento para afiar suas armas e retornar ao combate!

For Honor está disponível desde 2017. A expansão Marching Fire foi lançada em outubro de 2018, e está disponível para PC, Playstation 4 e Xbox One. O game está totalmente localizado para o português brasileiro (áudio, menus e legendas).

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *