Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

24 de setembro de 2018
Autor: Renan do Prado

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Desde que se popularizou, o sub-gênero Souls-like gerou vários games diferentes, como as belíssimas aventuras em 2D de Salt & Sanctuary Death’s Gambit, as aventuras em 3D como Nioh, Lords of the Fallen The Surge. Além de influenciar grandemente muitos outros games e gêneros diferentes com suas mecânicas de combate e de morte.

Com essa popularização, surgiram muitos Souls-like bons, como os citados, e alguns que não se deram muito bem, muitas vezes por não entenderem, ou não conseguirem traduzir em seus games o que tornou Dark Souls um série tão famosa. Mas recentemente um game foi lançado com uma proposta muito interessante e até ousada para esse sub-gênero: Porque não adicionar armas de fogo e jogabilidade TPS na fórmula? E assim nasceu Immortal Unchained, e é hora de conferir como o game se saiu em nossa análise completa!

Atravessando o cosmos para impedir sua destruição

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Enquanto a grande maioria dos Souls-like ambientam-se em decadentes mundos medievais, Immortal Unchained vai mais longe, muito mais longe. O game se ambienta em um universo futurista, um universo a beira da destruição e com seus planetas em ruínas.

Neste universo existe um misterioso artefato, o Monólito, uma estrutura primordial que acredita-se ser a origem de todo o cosmos. Detendo poderes imensuráveis, o Monólito foi usado pelos povos desse universo para prosperar, e nove planetas centrais foram formados desse imenso poder. O Monólito é a origem da Stream, a poderosa energia que conecta todo o universo e seus planetas. E da Stream surgiu um perigo desconhecido.

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Uma antiga profecia contava sobre o dia em que o universo seria destruído. Os Mortos-Vivos surgiriam, trazendo a morte e destruição, arautos do dia em que tudo acabaria em definitivo. E assim aconteceu, através de um perigo misterioso que surgiu.

Algo está afetando os poderes do Monólito, e essa interferência resultou no surgimento dos Mortos-Vivos nos nove mundos, atacando e dominando tudo. Os Mortos-Vivos nesse universo não são como normalmente se conhece, eles são criaturas biomecânicas, formadas pelos corpos de todas as criaturas mortas, cujas almas são extraídas, os corpos destroçados e reconstruídos com partes mecânicas.

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Diante dessa crise, uma última medida desesperada é tomada, um antigo prisioneiro, considerado uma arma viva, é libertado após um tempo imemorial, sem nenhuma memória de sua vida, para tentar impedir a destruição do universo e libertar o Monólito desse misterioso perigo. E aqui se incia a jornada para tentar salvar todo o universo.

Um Souls-like diferente e feito do jeito certo

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Immortal Unchained nos entrega uma aventura bem única, mas fiel a sua grande inspiração. O que temos aqui é um game que conseguiu entender o conceito de um Souls-like e inserir suas próprias características na fórmula. Muitos Souls-like falharam em não entender bem como recriar as características desse subgênero, uns tinham uma dificuldade artificial e frustrante, outros tinham cenários e desafios pouco inspirados, ou um enredo que não era interessante, gameplay falho e o principal: Não terem conseguido prender os jogadores, acima de tudo, no desafio que apresentavam.

Aqui temos um game que em primeiro momento não parece algo muito interessante, que aparenta ser mais uma experiência facilmente abandonável, mas basta uma breve explorada em sua primeira área de tutorial e em suas primeiras horas na verdadeira aventura para percebermos que há algo a mais aqui, algo que prende.

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Toadman Interactive, produtora do game, soube como respeitar e seguir a fórmula de um Souls-like satisfatório: Cenários desolados, labirínticos, mas fáceis de serem guardados na mente, inimigos poderosos, cada vez mais fortes a cada nova área, um lore interessante, apesar de simples, mas com surpreendentes plot-twists, e o principal, um desafio alto e divertido.

A grande característica do game sem dúvida alguma é o seu uso de armas de fogo. Em Bloodborne já tínhamos armas de fogo, mas como armas secundárias. Aqui as armas de fogo são o principal meio de ataque, com várias armas diferentes, adicionando uma variedade bem interessante de gameplay, além de conseguir se manter como um Souls-like e não um shooter propriamente dito.

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

O game tem uma dificuldade progressiva, a cada nova área, novos e cada vez mais poderosos inimigos serão apresentados, por isso o jogador deve sempre buscar melhorar seu personagem e suas armas. Os inimigos dão bastante trabalho, e muitas vezes estão organizados de forma a causar emboscadas perigosas ao jogador. Por outro lado, os chefões do game são bem fáceis, fortes, mas fáceis, pois seus padrões de ataque são simples de se decorar, bem como seus pontos fracos. Aliás, tenha isso em mente, assim que você aprender a explorar pontos fracos, tudo ficará consideravelmente mais fácil, mas curiosamente não menos difícil. Você saberá os pontos fracos dos inimigos, mas explorá-los será outra história.

Um interessante gameplay e um alto desafio

O gameplay de Immortal Unchained é bastante satisfatório. Em resumo, é praticamente o mesmo gameplay de Dark Souls, mas com armas de fogo. No lugar das bonfires temos os Obeliscos e no lugar do Estus as seringas. O gameplay básico consiste em andar, correr e esquivar-se, estando no combate as grandes diferenças.

O protagonista começa a aventura bem fraco e mal equipado. Isso significa que existem duas formas de evolução de personagem: Level e armadura. Os levels são simples, conforme você mata inimigos, você coleta Bits, os equivalentes das almas de Dark Souls, que você usa para melhorar seu personagem e suas armas. Já a armadura é um pouco diferente.

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Não há armaduras equipáveis no game. Você começa sua aventura com seu personagem praticamente semi-nu, para mudar isso, você deve buscar as Armor Shrines, certas estruturas que lhe dão um pedaço de armadura. Assim, a defesa de seu personagem é aumentada de pedaço em pedaço de armadura. Sempre que você achar uma Armor Shrine nova, receberá um upgrade novo, seja redução de dano, maior capacidade de itens de cura e principalmente liberar slots de armas.

Você começará o game podendo equipar apenas duas armas, uma principal e uma secundária. Ao longo da jornada, você liberará espaços para até duas armas principais e duas secundárias, além de aumentar sua capacidade de carregar granadas e seringas de cura. As armaduras podem ter seus visuais levemente customizados, com cores e desenhos diferentes, sem alterar sua estrutura. A armadura é um upgrade fixo, sendo assim, não é possível remover ou trocar suas partes, o que é na verdade uma grande conveniência, já que o seu personagem evolui gradativamente.

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Existem diversos tipos de armas diferentes. Entre as armas principais estão: Pistolas automáticas, Rifles de Assalto, Snipers, Shotguns automáticas e Lança-Granadas. As secundárias são: Pistolas, Submetralhadoras e Shotguns simples. E além disso, cada arma tem características e estatísticas únicas. Sejam cadência de tiro diferentes, mais ou menos munição, dano físico ou elemental, além de algumas armas possuírem acessórios diferentes, que funcionam como status extras para as armas (esses acessórios não são equipáveis, são status randômicos de armas).

O uso das armas é simples, gatilho esquerdo mira e direito atira, como em qualquer third person shooter atual, porém, como já dito anteriormente, de forma adaptada ao gameplay de um Souls-like. Isso quer dizer que não há por exemplo como usar coberturas, nem aquele tiroteio frenético (isso é, dependendo de sua habilidade, se você se cercar de inimigos, isso com certeza vai acontecer). Cada tipo de arma tem um alcance diferente, mas nenhuma com alcance muito grande, o que é uma pena para o caso das Snipers, o que seria de grande ajuda dentro do game.

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Usar a mira manual do game, apesar de ser simples, acaba não sendo a melhor forma de combate, pois mirar faz seu personagem andar devagar, além de você ter a possibilidade de travar a mira nos inimigos, o que por si só já deixa o combate bem mais prático e fluído, afinal estamos falando de um Souls-like, se você tivesse que parar e mirar em cada inimigo, sendo que muitos irão flanqueá-lo e atacá-lo sem misericórdia, você estaria perdido.

Há ainda armas brancas no game, sendo sempre equipadas em pares. Entre essas existem espadas, maças, machados, porretes e etc. As armas brancas são um recurso que deve ser usado com sabedoria, pois só é possível dar dois golpes seguidos por vez, não é possível criar combos extensos com elas já que o foco do gameplay está nas armas de fogo.

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Além de tudo isso, há um outro item equipável, os Aspects, eles são chips que você ganha derrotando inimigos ou em baús, são itens que dão vantagens passivas para seu personagem, com o jogador podendo equipar até três ao mesmo tempo. Entre as vantagens estão mais dano com certos tipos de armas, defesa maior para certos tipos de ataque e etc. Tudo isso é equipado em seu personagem através dos Obeliscos e somente neles.

Isso limita um pouco o gerenciamento de seu personagem, pois só é possível trocar suas armas equipadas e Aspects nos Obeliscos, por isso, sempre pense bem em seu equipamento para cada área que acessar, pois você não poderá mudar de arma no meio do caminho entre um Obelisco e outro.

Audiovisual

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Immortal Unchained tem um visual bem interessante, apesar de simplório. Os cenários do game possuem visual bem simples, alguns até realmente um tanto quanto feios, com estruturas e objetos de texturas e geometrias simplórias. Apesar disso, o game tem um bom visual, que vai desde montanhas de gelo a florestas densas, cidades futuristas a ruínas e fábricas sinistras.

O game é cheio de neon, possuindo belos efeitos de iluminação nos cenários, criando um visual que realmente transmite o clima de ficção científica em que o game é construído. Os inimigos possuem visuais interessantes, com corpos apodrecidos reconstruídos com exoesqueletos e ossos mecânicos, também cheios de neon em seus visuais. O neon inclusive entrega se os inimigos possuem ataques elementais, com azul sendo gelo e laranja sendo fogo, por exemplo.

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Na parte sonora o game tem trilhas bem interessantes, desoladoras e sempre mantendo o forte clima de ficção científica. Alguns cenários possuem músicas muito boas, com certos instrumentos e efeitos que até lembram antigos filmes como Alien ou até as cenas de desolação e músicas mais tranquilas dos três clássicos Star Wars. A dublagem dos personagens do game é bem feita, apesar de haverem poucos diálogos. O game infelizmente não tem localização em português brasileiro.

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Há no entanto um problema constante no game, que são congelamentos e leves travadas nos sons e nos frames, principalmente em transições entre pontos de load de cenários e quando se interage com Obeliscos. Muitas vezes essas travadas podem acontecer durante batalhas, sendo bem incômodas, mas felizmente não comprometedoras, pelo menos para mim. Em minha experiência com o game essas travadas ocorriam ocasionalmente, mas nunca me atrapalharam em nenhum combate ou me fizeram morrer por besteira.

Conclusão

Análise Arkade: Immortal Unchained é um Souls-like com armas de fogo que deu certo!

Immortal Unchained é um ótimo game, com um desafio alto e envolvente, uma história interessante, várias armas diferentes que dão uma boa variada no gameplay além de vários desafios extras para o jogador procurar, fora do caminho principal de sua aventura.

O game tem alguns problemas recorrentes que prejudicam um pouco em seu ritmo, mas apesar disso é um game realmente muito bem feito. A Toadman Interactive soube criar de forma bem inteligente um Souls-like competente que possui suas próprias características únicas, que se assimilaram muito bem a esse subgênero. A produtora já prometeu que mais conteúdo para o game será lançado futuramente, como o New Game+ e um modo competitivo local que serão lançados via atualização gratuita. Se você é fã de Souls-like, esse é um game que vale a pena a sua atenção!

Immortal Unchained foi lançado no dia 7 de setembro, com versões para PC, Playstation 4 Xbox One.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *