Análise Arkade: Marvel’s Spider-Man Turf Wars (DLC) traz Hammerhead e uma guerra mafiosa

23 de novembro de 2018
Autor: Rodrigo Pscheidt

Análise Arkade: Marvel’s Spider-Man Turf Wars (DLC) traz Hammerhead e uma guerra mafiosa

O Amigão da Vizinhança está de volta, para o segundo episódio da trilogia The City That Never Sleeps, trinca de DLCs que expande o universo do game. Já voltamos às ruas (e telhados) de Manhattan e te contamos na sequência o que você pode esperar do novo conteúdo

Previously on Marvel’s Spider-Man

O episódio anterior, denominado The Heist, envolvia uma treta da misteriosa Gata Negra com a máfia da cidade. A garota estava “trabalhando” para ninguém menos que o Cabeça de Martelo, embora as condições dessa parceria fossem um tanto obscuras.

Neste segundo episódio, a Gata sai de cena e todos os holofotes se viram para ele: Hammerhead. Com o Rei do Crime fora da jogada, o vilão está a fim de se tornar o manda-chuva de todas as famílias mafiosas da cidade, e não vai medir esforços para fazer isso acontecer, incluindo a utilização das tecnologias da Sable para aumentar seu poder.

Análise Arkade: Marvel’s Spider-Man Turf Wars (DLC) traz Hammerhead e uma guerra mafiosa

Hammerhead está mais sinistro do que nunca

Isso coloca-o em rota de colisão não só com o Aranha, mas também com Yuri Watanabe, a detetive que nos acompanhou ao longo da campanha, e meio que tem um histórico com o sujeito. Juntos, o Aranha e a detetive irão correr contra o tempo para deter as brigas territoriais mafiosas e impedir que o Hammerhead concretize seus planos.

Surrando mafiosos tecnológicos

Não espere por nenhum grande avanço em termos de gameplay, pois estamos basicamente revisitando um universo devidamente estabelecido, então espere até por uma nova leva de desafios da Screwball. Munido de suas teias, seu arsenal de gadgets e suas habilidades acrobáticas, Spidey agora terá que lidar com mafiosos armados até os dentes, que contam inclusive com os equipamentos modernosos da Sable à sua disposição.

Análise Arkade: Marvel’s Spider-Man Turf Wars (DLC) traz Hammerhead e uma guerra mafiosa

Não parece um cenário de The Last of Us?

As novidades ficam por conta de mudanças de ares pontuais: o jogo começa em ambiente interno bem interessante — um hospital psiquiátrico abandonado que tem a maior vibe de The Last of Us, e também vamos explorar um bar da máfia em modo stealth, usando nosso pequeno Spider-Bot para ouvir conversas, fotografar evidenciar e coletar pistas.

Análise Arkade: Marvel’s Spider-Man Turf Wars (DLC) traz Hammerhead e uma guerra mafiosa

Ouvindo as conversas da máfia com o Spider-Bot

A tecnologia da Sable que está na mão dos mafiosos irá complicar um pouco a sua vida, pois agora há um novo tipo de inimigo com jetpack que, embora não seja muito resistente, possui ataques bem poderosos. O episódio culmina em uma boss battle bem intensa, e deixa mais um “continua” ao final, sinalizando que o próximo capítulo deve encerrar a narrativa iniciada no mês passado.

Conclusão

Enquanto o primeiro DLC introduziu a história de forma um tanto leve, em Turf Wars a coisa já fica muito mais intensa, e deixa claro que Hammerhead não está para brincadeira. Além da jogatina em si — que continua ótima — o episódio aprofunda emocionalmente alguns personagens, com destaque para a detetive Watanabe, que é quem realmente rouba a cena.

Trazendo novos uniformes e espalhando uma dose saudável de novas missões pelo mapa (há inclusive um novo tipos de missão de escolta de testemunhas), este episódio do meio é muito mais do que uma boa desculpa para revisitarmos este que sem dúvida é um dos melhores jogos de 2018. Que venha o fim da “trilogia”!

Já que está por aqui, aproveite e leia nossa análise de Marvel’s Spider-Man. e do primeiro DLC, The Heist. Não deixe de conferir também nossa lista com 8 fatos, curiosidades e easter eggs legais sobre o game.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *