Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike

11 de agosto de 2020
Autor: Felipe Machado
Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike

Você gosta de jogos táticos e difíceis? Então Othercide pode ser uma ótima pedida. Desenvolvido pela Lightbulb Crew, o jogo demanda que você invista seu tempo e tenha calma, ou falhar será mais comum do que você gostaria. Para entender um pouco mais sobre tudo isso, se aconchegue e bora para a análise!

Um “terror” diferenciado

Othercide possui uma temática interessante, com uma pegada meio obscura, monstros diferenciados e humanoides macabros. Você se sente em uma caçada interminável por criaturas bizarras e altamente mortais, buscando progresso para tentar compreender a — um tanto quanto confusa — história do jogo e aprimorar suas personagens, as chamadas Filhas.

Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike
Se atente ao Codex: além dele contar um pouco a história dos monstros ele também dá dicas de como é o comportamento deles durante as batalhas.

Como comentado eu achei um pouco confusa a história de Othercide, mas é claro que isso pode ter sido um problema meu de não ter entendido direito alguma coisa. Felizmente, isso não torna o jogo menos divertido e bom. O que acontece aqui são basicamente duas “forças” distintas lutando, uma buscando dominar e comandar tudo e a outra buscando o equilíbrio. Temos o Sofrimento que é o inimigo, e a Mãe, que já está lutando contra tudo isso há muito tempo.

Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike
Bora pra treta!

O jogo começa com um tutorial bem simples, explicando o funcionamento da batalha e dando dicas de como se precaver para evitar de ser morto ou receber dano “gratuito” dos inimigos. Após o tutorial, o jogo já te prepara com a seguinte mensagem: “Esse jogo espera que os jogadores falhem”…
E a não ser que você seja um prodígio dos jogos táticos, você irá falhar inúmeras vezes, mas logo mais entraremos nesse assunto.

Saindo para a matança

Othercide é visivelmente obscuro, o jogo é inteiro em preto e branco com alguns traços de vermelho (geralmente simbolizando as Filhas e a Mãe), confesso que essa característica me incomodou um pouco durante a jogatina, mas é frescura minha, uma vez que a escolha visual dos designers sem dúvida visa deixar o jogo mais estiloso.

Temos aqui um jogo extremamente bem feito na questão gráfica, os cenários são bem construídos e o character design dos inimigos e das Filhas são muito bacanas também. As animações dos ataques são excelentes (principalmente quando você ataca pelas costas do inimigo e consegue matá-lo). Sabe aquela sensação boa de quando você fatia um inimigo? Pois é, essa sensação é recorrente, especialmente quando você aplica um ataque bem sucedido e acaba por eliminar o oponente.

Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike
Quando aparece essa cena, é só alegria!

Mas assim como qualquer jogo tático, tem a questão da sorte, existem situações em que a probabilidade de acerto do ataque diminui, no entanto é aleatório se você irá acertar o ataque ou não, e isso pode ser meio frustrante em algumas ocasiões… mas são ossos do ofício.

Durante a jogatina você irá passar por diversas fases, fazendo algumas poucas variações de missões, as chamadas sinapses, ao todo são 4 tipos: Caçada, Sobrevivência, Resgate e Ritual.

Para você ter uma ideia de como funciona a gameplay, segue uma partida de uma missão de Caçada:

Cada uma dessas missões tem suas particularidades, as de Caçada você só termina após eliminar todos os inimigos do cenário; nas de Sobrevivência você precisa sobreviver (obviamente) por um certo período e depois direcionar-se ao ponto de saída, para que a missão seja concluída com sucesso. Nas missões de Resgate você precisa proteger uma alma e levá-la até o ponto de saída (essa alma lhe trará benefícios).

Por fim, as missões do tipo Ritual nos colocam em mapas que contém um inimigo específico a ser derrotado. Ele possui muita vida e fica parado em um lugar do cenário, porém existem outros inimigos para te atrapalhar durante a missão e se você não matar ele dentro do tempo limite, você perde.

Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike
Essa é a tela de escolha das missões

Dificuldade na medida ou exagerada?

Aqui nós entramos em um assunto um tanto quanto delicado, pois sabemos como os jogos mais atuais têm dado uma colher de chá para seus jogadores: vários jogos dispõem de exagerados auto-saves ou até mesmo a opção de salvar a qualquer momento, fazendo com que toda aquela dificuldade desanimadora nostálgica fosse se esvaindo nos jogos mais recentes… até aparecerem jogos como Dark Souls, Cuphead e afins.

Othercide bebe dessas fontes nostálgicas: você precisa ser paciente para concluir suas missões sem sair muito prejudicado, pois esse jogo te pune de uma forma brutal. No início começamos com 3 Filhas, e no decorrer da campanha é possível criar mais utilizando os pontos Vitae. Ao todo são 3 tipos de Filhas, as Escudeiras, Espadachins e as Pistoleiras, cada uma com suas especialidades.

As Escudeiras são ótimas na contenção de dano, além de possuírem habilidades que atrasam a ação do inimigo, porém dão menos dano. As Espadachins são excelentes no combate de curta distância e causam dano massivo nos oponentes… porém sua defesa é baixa. Por fim, as Pistoleiras obviamente são ótimas no combate à distância: suas habilidades podem ser muito úteis para causar dano em mais de 1 inimigo ao mesmo tempo, mas assim como as Espadachins, as Pistoleiras também não possuem grandes defesas.

Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike
As Filhas se preparando para descer o sarrafo.

Durante as missões você poderá sair sem receber um dano sequer ou até mesmo perder alguma Filha, é tudo questão de sorte. As perdas são “irreparáveis”, ou seja, se morrer não volta mais, mas há um artifício que lhe permite reviver uma Filha caída: é possível adquirir Tokens de ressurreição durante o jogo… mas pera, isso parece fácil, não é mesmo?

Calma, é mais complicado do que você imagina, pois esses Tokens você só obtém de duas maneiras: resgatando uma alma nas missões de Resgate ou conseguindo uma memória de um novo chefão. Por isso é essencial ter extremo cuidado durante as batalhas e estudar o comportamento dos inimigos: evitar um dano desnecessário é a chave para manter suas Filhas vivas.

Isso é agravado por outro fator interessante (e preocupante): não há poções para recuperar a vida de suas filhas. Ou seja, se você sair de uma missão “só o pó da gaita”, aquela Filha vai continuar ferida. Para conseguir recuperar a saúde da sua guerreira é necessário sacrificar uma outra Filha de mesmo nível. Cruel, né?

Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike
Sacrificar ou não sacrificar? Eis a questão.

Isso tudo deve ser muito bem pensadopelo jogador, pois dependendo da missão que você irá fazer, levar as Filhas mais fortes pode ser uma baita armadilha, pois não haverá possibilidade de recuperar suas barras de vida e será mais difícil ainda de revivê-las caso caiam em combate.

Um aspecto pertinente de Othercide é a singularidade de cada Filha: dependendo do modo como você joga, elas irão despertar “habilidades” únicas, como maior chance de acerto crítico, mais vida, mais energia para fazer mais movimentos, por aí vai. Isso faz com que você passe a preferir algumas Filhas para realizar missões de maior risco.

Outro ponto que você deve se atentar é na energia das suas Filhas, no início do jogo todas começam com uma barra de energia de 100 (é possível aumentar esse número no decorrer da campanha). Parece bastante, mas lembre-se que toda ação realizada drena um pouco dessa energia.

Na parte inferior da tela do jogo é possível ver uma linha do tempo, essa linha dita quem está prestes a se movimentar e atacar, por isso quanto mais ações você realiza, mais para o fim da linha sua Filha irá ficar, então é muito válido se planejar bem antes de sair atacando tudo e todos desenfreadamente.

E tem mais: prepare-se para batalhas realmente difíceis contra os chefes! São nessas missões que você perceberá se está preparado para continuar jogando ou simplesmente abandonar tudo. Além da dificuldade de enfrentar os chefes por si só, se você acabar morrendo com todas as Filhas nesse confronto e por fim acabar perdendo a partida, o jogo simplesmente acaba e você terá que recomeçar sua jornada do início, afinal, este é um roguelike…

Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike
Então começamos novamente.

O lado “bom” é que você poderá reviver as filhas que se foram na jogada anterior ( se você tiver Tokens, claro). Então, de certa forma falhar faz com que você volte cada vez mais forte, até um ponto em que irá conseguir passar do chefe sem problemas. A questão é que, até chegar nesse nível, você vai morrer muitas vezes, e terá que recomeçar tudo de novo muitas vezes..

Audiovisual

Meus amigos, se tem uma coisa que esse jogo apresenta com maestria são os efeitos sonoros: o áudio no geral é muito bom. A trilha sonora do jogo é muito boa, os sons das armas de fogo, o som da espada dilacerando, os grunhidos dos monstros, realmente é tudo muito bem feito nesse sentido, de um jeito que potencializa a imersão dos combates.

Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike

Os gráficos como mencionei anteriormente também são muito bonitos, apesar de eu não ter apreciado tanto essa estética minimalista em preto e branco (e vermelho). Não se pode negar, porém, que isso agrega identidade ao jogo, e passa uma sensação de perigo um tanto claustrofóbica, visto que tudo é sempre escuro e sombrio.

Conclusão

Othercide possui uma jogabilidade excelente, gráficos muito bonitos para o que o jogo oferece, e de modo geral, possui mecânicas simples para que o jogador possa superar os desafios, aprimorar suas estratégias, evoluir suas Filhas e aperfeiçoar suas táticas de batalha.

O principal fator que pode afastar alguns jogadores é justamente a dificuldade e o fator roguelike: em diversos momentos da minha jogatina eu desanimei de prosseguir na campanha por ter que retomar tudo do início (mesmo que mais forte) para tentar avançar na história. Esse tipo de experiência é um teste de resiliência que nem todos podem estar dispostos a superar.

Porém, se você é um jogador hardcore que não se importa com esse grau de dificuldade e curte batalhas táticas que demandam avaliações mais precisas sobre movimentação, dano e previsões… Meu amigo, corre jogar Othercide que o sucesso é garantido!

Othercide teve seu lançamento dia 28 de julho para as plataformas Playstation 4 (versão analisada), PC e Xbox One. O jogo possui textos e legendas em PT-BR.

2 Respostas para “Análise Arkade: Othercide, um jogo tático sombrio com elementos roguelike”

  • 11 de agosto de 2020 às 22:06 -

    Helinux

  • Jogo Kbuloso!!!! belos gráficos!!!! Dukralho, valeu!!!!

  • 13 de agosto de 2020 às 05:05 -

    Ronnie

  • Mais que game bonito e interessante, e vai sair para PC!
    Vlw pela review!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *