Analista prevê o preço inicial do Google Stadia, que poderia ter 500 games em seu lançamento

25 de março de 2019
Autor: Junior Candido

Analista prevê o preço inicial do Google Stadia, que poderia ter 500 games em seu lançamento

O Google Stadia foi anunciado na última semana, e desde então, várias questões referentes ao projeto tomaram as rodas de conversa entre os gamers. Somando em um segmento que já há a atuação da Sony, mas que conta com ambições de Microsoft, Amazon, Verizon, e até o Walmart, o streaming de games, aos poucos, vai se transformando em uma realidade.

Porém, por se tratar de uma novidade, tudo ainda é observado com um “tom cinza”. Com muitas dúvidas quanto ao seu desempenho, e sucesso, muitas dúvidas passeiam pelas mentes de quem tem interesse de conhecer o projeto. Ou de quem pelo menos só quer ver como ele irá funcionar. O próprio Google, em seu anúncio, deixou de fora diversas informações relevantes. O que causa ainda mais interrogações quanto ao seu projeto.

O principal, sem dúvidas, é o preço. A promessa inicial é de que os games serão divulgados no inverno. Tendo, assim, provavelmente a época da E3 como palco de divulgação. E já contando com suporte de estúdios parceiros. Mas, pelo menos por enquanto, nada de preço. Não se sabe quanto custará para acessar o Stadia. Muito menos se haverá uma versão gratuita, com anúncios, e limitações.

Google Stadia a US$ 15 mensais

Para tentar enxergar melhor este cenário, o site GamingBolt pediu ajuda ao analista Lewis Ward, da IDC, para fazer alguma projeção. Ward usou de base o Playstation Now, o serviço de games por streaming da Sony. Ele explica que o serviço custa US$ 19,99 (cerca de R$ 77, na cotação de hoje) por mês. Mas novos usuários pagam US$ 9,99 no primeiro mês, além de uma assinatura anual, no valor de US$ 99,99.

O analista explicou que é preciso fazer várias suposições sobre como captar clientes, com promoções, preços mais baixos em um primeiro momento. Ou um serviço gratuito, mas limitado. Também apontou que há os custos de infraestrutura, além do valor agregado que estúdios reconhecidos pelos gamers possam somar.

Assim sendo, as previsões de Ward indicam um Stadia com 500 títulos sólidos em seu lançamento, com um plano para somar pelo menos 50 jogos novos por mês. Com isso, o preço, segundo o analista, seria de 15 dólares mensais (quase R$ 60, na cotação de hoje).

E no Brasil? Quanto custaria o Google Stadia?

Usando o próprio Google como referência, temos recentemente o Youtube Premium. Que custa US$ 11,99 (R$ 46, na cotação de hoje), ou R$ 20,90, para os brasileiros. E há o primeiro mês grátis, uma das apostas que o Stadia poderia oferecer. Há a tendência de cobrar um preço menor, levando o dólar em comparação, para os brasileiros. Isso também acontece com o Spotify (US$ 9,99 nos EUA, e R$16,90 no Brasil), ou o Amazon Prime Video (US$ 8,99 nos EUA, e R$ 14,90 aqui).

Pode ser que, se porventura o serviço chegar ao Brasil um dia, este modelo de negócios, com o Google subsidiando o preço por aqui, garanta preços na casa de R$ 29,90. Dependendo, claro, da época em que o serviço chegaria, seu prestígio inicial em seus primeiros países de operação, e jogos disponíveis.

Mas, como todos sabemos, tudo isso não passa de especulação. De observar o que já há disponível no mercado, e assim, fazer nossas apostas. De concreto, temos apenas o anúncio da semana passada, e a promessa de mais informação no meio do ano. Mas, enquanto isso: o que você acha que será o Google Stadia? Uma revolução ou um fracasso?

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *