Analogue apresenta o seu Mega SG, e “traz de volta” a guerra SEGA x Nintendo

17 de outubro de 2018
Autor: Junior Candido

Analogue apresenta o seu Mega SG, e "traz de volta" a guerra SEGA x Nintendo

Uma das maiores disputas da história do videogame, a briga de SEGA e Nintendo pela preferência do gamer dos anos 90, aparentemente ganhou um novo capítulo. É o que promete a Analogue, conhecida empresa que oferece versões atualizadas de consoles clássicos. Após apresentar a sua versão de Super Nintendo, chegou a hora de conhecermos o seu Mega Drive.

Chamado de Mega SG, trata-se de uma versão imaginada sobre como seria o clássico 16-bit da SEGA, caso fosse lançado hoje. Seu design é compacto, mas com o detalhe da luz de ligar que o modelo de 1989 tinha. Traz uma porta HDMI e suporte a games em 1080p com a promessa de zero atraso.

A Analogue já havia lançado anteriormente o Super NT, um Super Nintendo com a mesma dedicação e atualizações. Assim, a empresa traz de volta a lendária “guerra” entre os dois consoles de volta. Trazendo os dois consoles, atualizados, frente a frente pela preferência do consumidor. Você pode conhecer mais sobre o Super NT, incluindo o seu jogo inédito, que não foi lançado para o 16-bit da Nintendo, neste link.

E, para os admiradores do console da SEGA, uma agradável surpresa. O console tem, igualmente, a porta de expansão que permite que você ligue o seu SEGA CD original no aparelho. Assim, Sonic CD, Silpheed e F1 Beyond the Limit poderão ser executados a partir dos discos originais, e em Full HD.

Dá só uma olhada nesse exemplo. É Gunstar Heroes, rodando no sistema, a 1080p.

Mega SG: Suporte a tudo o que o Mega do passado suportava

O Mega SG aceita controles originais do Mega Drive, entretanto acompanha uma versão especial, wireless, produzida pela 8BitDo. Adaptadores também seguem a cartilha do passado. Oferecendo, assim, suporte para games de Master System, Game GearSega MyCard, SG-1000 e SC-3000.

Conforme alguns projetos apenas emulam, o console tem chip Altera Cyclone V, um FPGA que faz dele um console legítimo, que suporta estas atuais especificações. A fabricante explica, assim, que não se trata de um emulador. O Mega SG vem em quatro cores. Três que relembram versões do console lançados no Japão, Europa e Estados Unidos, além de uma versão em branco.

Analogue apresenta o seu Mega SG, e "traz de volta" a guerra SEGA x Nintendo

A caixa acompanha o console, um cabo HDMI, outro USB, a fonte de alimentação, e o controle. Além de um cartucho adaptador para Master System. O aparelho se encontra em pré-venda no site da Analogue por US$ 189, o que vale cerca de R$ 700, sem contar impostos e taxas de envio.

Uma resposta para “Analogue apresenta o seu Mega SG, e “traz de volta” a guerra SEGA x Nintendo”

  • 17 de outubro de 2018 às 23:10 -

    Onigumo

  • Sinceramente eu não adquiro esses consoles retro porque acho um descaso e uma falta de respeito o posicionamento dessas empresas. Alem de entregar material sem o menor polimento e exigir altos preços de jogos que já nascem datados ( não me entendam mal mas o preço de jogos como sonic mania, megaman 11, lost sphear e legend of mana são esdrúxulos para dizer o minimo) e com muita frequência que nos deparamos com bugs e problemas de portabilidades porcos, remake de remakes ( resident do gamecube por exemplo) isso quando não são apresentados materiais como aquele darkstalkers compilado “HD”. Dai em pleno 2018 em vez de encontrarem uma forma de imortalizar os jogos clássicos, fosse adotando retrocompatibilidade ou simplesmente tornando disponível em lojas virtuais, ou apenas não empatando a vida daqueles fãs que querem ir um pouco mais alem em prestigiar um jogo, eles vão la e lançam essas joças, aquelas versões de celular terríveis e abominações em três dimensões … Tai, falei…

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *