Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: H1Z1

30 de dezembro de 2015
Autor: Raphael Cabrera

Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: H1Z1

H1Z1 e ARK foram dois lançamentos deste ano no gênero de sobrevivência que merecem elogios. Porém entre os dois, fico com o primeiro por tê-lo jogado com mais profundidade. Facilmente ARK poderia tê-lo substituído, pois também é um excelente jogo de sobrevivência. Entretanto, vamos falar sobre o vencedor!

Em H1Z1, o jogador começa em um mundo aberto apenas com a roupa do corpo, e precisa lutar pela sobrevivência em um mundo cheio de riscos: zumbis, animais selvagens, e outros jogadores também lutando pela sobrevivência. A sensação de liberdade no jogo é incrível, e a tensão de saber que outro jogador pode estar por perto a qualquer momento é realmente imersiva.

Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: H1Z1

O jogo permite chat por voz com jogadores que estão perto de você, então é possível se comunicar (a maioria das vezes em inglês) com outros players, que podem ter, assim como você, as mais variadas intenções — te matar, roubar, ajudar ou até mesmo te algemar. O sistema de crafting (criação de itens) também é legal, misturando ingredientes para descobrir novas receitas, lembrando bastante o indie Don’t Starve.

Inspirado no jogo Day-Z, o game funciona em modo hardcore, ou seja, morreu, perdeu tudo (o que tiver no corpo). Por isto jogadores constroem bases para armazenar itens, arcos, balas, roupas e mochilas. Para conseguir esses itens, você precisa buscar em cidades abandonadas repletas de zumbis, achar carros abandonados, acampamentos e trailers. Porém, onde há recursos, também há outros players, loucos para te matar e pegar tudo que você juntou. A experiência de permadeath (morte permanente) é interessante, mas pode frustrar jogadores menos motivados para começar tudo de novo.

Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: H1Z1

Outra ponto interessante é que, mesmo que um jogador esteja com um fuzil apontado para a sua cabeça e você com um mísero arco-e-flecha, ainda assim é possível matá-lo, se acertar uma flechada na cabeça. A física do jogo é legal, os gráficos não são maravilhosos, mas fazem seu papel. Infelizmente, alguns bugs no jogo tornam a presença de cheaters constante, mas a Daybreak faz de tudo para lançar patches e banir os trapaceiros.

Criado pela Daybreak (antiga SOE), H1Z1 está disponível para PS4 e PC. A versão que testamos, de PC, é relativamente barata, apenas 36 reais na Steam, e é uma ótima opção para quem gosta de mundo aberto e sobrevivência.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *