F1 2018 – Ajuste seu carro para o GP do Canadá, em prova polêmica vencida por Hamilton

9 de junho de 2019
Autor: Junior Candido

F1 2018 - Ajuste seu carro para o GP do Canadá, em prova polêmica vencida por Hamilton

O circuito Gilles Villeneuve é um dos mais divertidos de toda a Fórmula 1. Além de ser um “circuito raiz”, pois recebe corridas desde os anos 70, tem longas retas, e o conhecido Muro dos Campeões. Não é uma pista que exige muitos ajustes especiais, com o direito de deixar o carro pronto para correr o máximo possível nas retas, e aproveitar, quando possível, os três pontos de DRS disponíveis.

Na Fórmula 1, o GP do Canadá é conhecido por sempre oferecer corridas únicas. Foi lá, por exemplo, que Jenson Button conquistou, em 2011, a corrida que entrou para a história como a mais longa de todos os tempos da F1. Após quatro horas de chuvas, acidentes, bandeiras amarelas e até uma vermelha, o inglês, então na McLaren, viveu de tudo. De acidente, passando por penalidades, e ficando em último, o piloto, sabe-se lá como, apareceu de novo na ponta, ultrapassando a todos e garantindo sua vitória:

Foi lá também que Nelson Piquet conquistou a sua última vitória na Fórmula 1. Em 1991, a bordo de sua Benetton, o tricampeão mundial, que estava em segundo, quase que uma volta atrás do líder, viu uma situação inusitada. Nigel Mansell, que liderava com sua Williams, já comemorava, na última volta, quando o seu carro simplesmente morreu no meio da pista.

Acontece que o Leão, acelerou mais do que precisava, abrindo quase um minuto de vantagem para o segundo colocado. Mas, na última volta, tirou o pé, também mais do que precisava, para comemorar antes da hora a vitória. Assim, o alternador perdeu a capacidade de gerar energia para os componentes eletrônicos do carro, que simplesmente sofreu um apagão.

Mas como não beijar o Muro dos Campeões?

Apesar das grandes retas, o circuito é traiçoeiro, com quem não presta atenção. Você vai pisar mais fundo do que em qualquer outro circuito, mas as chicanes, o bendito do Muro dos Campeões e os muitos pontos de ultrapassagem, exigem a mesma atenção de pistas mais complicadas, como a de Mônaco.

Por isso, treinar o freio é tão importante quanto acelerar por aqui. Quem domina a hora certa de parar o carro no Gilles Villeneuve, tem vantagem.

Por isso, invista em um bom poder de frenagem. Garanta uma suspensão mais selvagem, para domar a pista. E, com a configuração abaixo, deixe seu carro pronto para curtir o Canadá com o máximo de proveito.

Não se esqueça. Este circuito valoriza a precisão, e pune severamente os mais agressivos. Treine bastante os pontos do circuito, saiba a hora certa de acelerar e frear, e acelere tudo o que puder nas retas do circuito.

  • Asa dianteira: 4
  • Asa traseira: 8
  • Diferencial aceleração ativa: 65%
  • Diferencial aceleração inativa: 100%
  • Cambagem dianteira: -2.50
  • Cambagem traseira: -1.00
  • Toe dianteiro: 0.05
  • Toe traseiro: 0.20
  • Suspensão dianteira: 5
  • Suspensão traseira: 3
  • Barra estabilizadora dianteira: 9
  • Barra estabilizadora traseira: 7
  • Altura frontal: 3
  • Altura traseira: 4
  • Pressão do freio: 88%
  • Balanceamento dos freios dianteiros: 53%
  • Pressão nos pneus dianteiros: 23.4 psi
  • Pressão nos pneus traseiros: 21.1 psi
  • Lastro: 6

Hamilton chega em segundo, mas vence prova polêmica

F1 2018 - Ajuste seu carro para o GP do Canadá, em prova polêmica vencida por Hamilton

Em uma prova que parecia ser o retorno da Ferrari para a briga pelo título, uma polêmica acabou tirando a vitória de Vettel, e entregando para Hamilton. Tudo por causa de um erro do alemão, que, por decisão da comissão de prova, levou 5 segundos de punição. A comissão julgou ilegal a defesa do alemão que fechou o carro para defender a sua posição.

Faltando dez voltas para acabar, Vettel até que tentou abrir, mas Hamilton estava bem com sua Mercedes, e acabou fazendo a troca de posições. Mesmo assim, o piloto inglês pisou, para tentar ganhar na pista, porém chegou bem perto. Leclerc, que novamente lidou com estratégias diferentes de parada nos boxes, chegou em terceiro. E foi bastante aplaudido por ter conseguido o pódio.

Após o final da corrida, Vettel desceu de seu carro sem seguir o protocolo de chegada, e, ainda com o capacete, foi direto para a sala da comissão da prova, e de lá, acabou indo para o pódio. Bastante aplaudido, o alemão inverteu as placas de colocação, deixando-o “em primeiro”.

Além da polêmica, o destaque da prova vai para a dupla da Renault. Após um começo de ano ruim, Ricciardo e Hulkenberg terminaram em sexto e sétimo, na frente de rivais, como a McLaren, a Haas, e a Racing Point. Verstappen também fez boa corrida, pois, ficando fora do Q1 nos treinos de ontem, conseguiu chegar em quinto.

A Fórmula 1 volta no dia 25 de junho, em Paul Ricard, no GP da França. É o último GP antes do lançamento do F1 2019.

Uma resposta para “F1 2018 – Ajuste seu carro para o GP do Canadá, em prova polêmica vencida por Hamilton”

  • 9 de junho de 2019 às 21:46 -

    Helinux

  • acredito que muitos pensaram que Vettel não fosse se quer ir ao pódio!!!! A corrida foi emocionante e questionável nos aspecto ¨VAR¨ que a F1 tem…na verdade foi im pódio sem graça e ao mesmo tempo polêmico. Era para ser a corrida da Ferrari…sinceramente fiquei na dúvida se foi ou não de propósito a manobra de Vettel…Muito estranho isso. O Traçado do GP de Canadá é difícil, vc quer acelerar e logo ali parece uma curva que lhe pode surpreender, até no video game esse circuito é difícil. Gostei da corrida no modo geral!!!! valeu galera!!!!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *