Heróis do Mundo Nerd – Stan Lee, a lenda dos quadrinhos

20 de novembro de 2012
Autor: Carlo Henrique

Heróis do Mundo Nerd - Stan Lee, a lenda dos quadrinhos

Algumas pessoas são apenas famosas, mas as pessoas que aparecem por aqui são famosas por terem criado personagens ainda mais famosos. Stan Lee, dentre outras diversas obras, co-criou o Homem Aranha, super-herói que dividiu águas nos quadrinhos por apresentar um lado mais humano dos super-heróis. E é Stan Lee o nosso homenageado de hoje em nossa série “Heróis do Mundo Nerd“! Excelsior!

Stanley Martin Lieber nasceu em 28 de dezembro de 1922 em Manhattan. Seus pais – Jack e Celia Lieber – eram judeus, imigrantes da Romênia. Assim como boa parte dos artistas, Lee veio de família humilde. Seu pai teve uma escassez de trabalho por conta da quebra da bolsa de 1929, e ele dividia o mesmo quarto com o irmão Larry enquanto seus pais dormiam em um sofá cama.

Desde sua fase de colégio Stan Lee já tinha paixão pela escrita, sonhando fazer parte de grandes produções e escrever histórias famosas. Lee era muito influenciado por livros e filmes da época, sendo um grande fã do ator Errol Flynn. Nessa época Stanley já trabalhava com a escrita: dentre os muitos empregos de meio turno que teve, escrevia obituários (?!) e panfletos para clínicas e lojas.

O primeiro trabalho publicado de Stan Lee fez foi uma história filler do Capitão América, que acabou se tornando parte da edição numero #3 do super herói com o nome de “Captain America Foils the Traitor Revenge”. Foi esta história que introduziu o famoso escudo, marca registrada do herói. Foi também nesta história que o autor usou pela primeira vez o seu pseudônimo, Stan Lee, que depois se tornaria seu nome legal.

Heróis do Mundo Nerd - Stan Lee, a lenda dos quadrinhos

A história resultou na promoção de Lee. A partir daí ele escreveria histórias oficiais e não mais os comuns fillers. Jack Frost e Father Time foram duas criações que vieram justamente dessa época. Mais uma vez a sorte estava ao lado de Stan Lee, e quando os artistas Joe Simon e Jack Kirby deixaram a editora Timely Comics,Lee assumiu, aos 19 anos, o cargo de editor interino da editora.

A segunda guerra havia começado, e Stan Lee se alistou em 1942 no exército americano. Seu período militar girou em torno das funções que ele sabia fazer de melhor: Lee escrevia manuais, produzia filmes de treinamento, criava slogans e ocasionalmente alguns desenhos. Seu papel no serviço militar lhe garantiu o título de “playwright” algo como “escritor de peças” e segundo ele, apenas nove pessoas receberam o mesmo título dentre todos os que já passaram pelo exército norte-americano.

Stan Lee terminou seu serviço militar ao fim da segunda guerra e se casou com Joan Clayton Boocock dois anos depois. O casal teve duas filhas, Joan Celia, que nasceu em 1950 e Jan Lee, que morreu três dias após o parto. Durante os anos 50, Lee escreveu uma grande variedade de obras, de ficção científica e terror até humor e faroeste. Ao fim desta década, Lee cogitou a hipótese de se aposentar!

Heróis do Mundo Nerd - Stan Lee, a lenda dos quadrinhos

Felizmente isso não aconteceu, pois foi durante a década seguinte que Lee começou a trabalhar com os personagens e obras que seriam o grande sucesso da sua carreira. A DC Comics já batalhava contra a Marvel pela preferência do público com o grande sucesso da versão do Flash criada por Julius Schuwartz.

Nesta época, Martin Gordon deu a Stan a tarefa de criar um novo time de super-heróis. Aconselhado pela esposa, Lee criou heróis cuja maior característica era o seu lado humano imperfeito, com preocupações humana, defeitos humanos e trabalhos de humanos.

Lee se juntou a Jack Kirby para criar seu primeiro grupo de heróis, o Quarteto Fantástico. O sucesso do grupo provocou uma grande demanda na criação de novos super-heróis.

Felizmente, Lee era um poço de criatividade, e em pouco tempo ele já havia criado Os Vingadores – Thor, Hulk e Homem de Ferro – assim como os X-Men. Lee ainda trabalhou com Bill Everett para criar o Demolidor e com Steve Ditko para criar o Doutor Estranho e seu maior sucesso, o Homem Aranha.

Heróis do Mundo Nerd - Stan Lee, a lenda dos quadrinhos

A década de 60 em si foi a grande época dos quadrinhos, pois a mídia ganhou público, criou novas formas de se contar histórias e obteve um grande apoio das editoras. A Marvel se tornou pioneira no relacionamento entre fãs e autores: Lee inventou um sistema de créditos onde todos os colaboradores envolvidos na criação da história tinham seus nomes destacados na primeira página de cada obra.

Na realidade, o fato da indústria de quadrinhos ter tanta tradição como se tem hoje acontece muito por conta das mudanças que Stan Lee fez. Ele organizou um novo modo de se criar histórias, onde primeiro acontecia um brainstorm para se criar a sinopse, daí em diante os autores determinavam a história, o que devia ser escrito nos balões e os desenhos que os artistas deviam fazer. Uma forma de criação colaborativa que era inédita, até então.

Durante a década de 70, Lee fez uma importante campanha contra as drogas, os títulos “The Amazing Spider-Man” 96 até 98 mostravam Peter Parker lidando com um amigo usuário de drogas. As revistas não ganharam o selo de combate ao narcóticos, mas venderam bem, e a Marvel foi premiada por serviço de utilidade pública à comunidade. Este foi um passo a frente para que Stan pudesse usar protestos no contexto de suas histórias: racismo e intolerância foram apenas alguns dos temas que ele combateu em seus quadrinhos.

Após a metade dos anos 70, Lee começou a participar de eventos da cultura pop, dar palestras e debates em mesa redonda. Essa época também marcou o início das suas tradicionais pontas: como produtor executivo ele começou a participar das adaptações para cinema, tradição que é mantida até hoje em praticamente todos os filmes da Marvel. A imagem abaixo mostra ele fazendo uma ponta de carteiro no filme do Quarteto Fantástico:

Heróis do Mundo Nerd - Stan Lee, a lenda dos quadrinhos

Com tamanho sucesso Lee acabou se tornando o presidente da Marvel, mas ele se rebaixou voluntariamente, pois o cargo lidava com burocracia demais para um sujeito tão apaixonado pelo processo criativo de criação de histórias e personagens.

O trabalho de Lee seguiu firme durante os anos 80 e no fim dos anos 90 ele começou uma nova empreitada com o artista Peter Paul na internet. A Stan Lee Media cresceu rápido, mas pouco antes dos anos 2000 investigadores descobriram fraudes e sonegações fiscais feitas pela empresa. Paul, que estava no Brasil, foi extraditado para os Estados Unidos, mas Lee jamais teve o nome envolvido em nenhum dos crimes.

Durante os anos 2000, Stan fez seus primeiros trabalhos pela DC Comics, basicamente reimaginando histórias para os principais membros da Liga da Justiça. Fundou com Gil Champion e Arthur Lieberman a empresa POW! para a criação de filmes, séries animadas, jogos de videogame e programas de TV. A POW! chegou a anunciar uma história com Ringo Starr atuando como super-herói protagonista. Ainda é um mistério, no entanto, se esse projeto será lançado ou não.

Em 2006 a Marvel premiou os 65 anos de carreira de Lee na empresa publicando histórias em que ele contracenava com várias de suas co-criações, como Homem-Aranha, Surfista Prateado e o Coisa. Essas publicações tanto traziam histórias de artistas novos quanto remakes de antigas histórias criadas pelo próprio Stan Lee. Veja como a capa abaixo é essencialmente igual aquela outra, lá de cima, do primeiro gibo do Aranha:

Heróis do Mundo Nerd - Stan Lee, a lenda dos quadrinhos

Com a chegada da segunda década do século XXI, Lee começou a fazer trabalhos diferentes. Assinou uma parceria com a empresa japonesa Bones para publicar o titulo Heroman, que se tornou seu primeiro trabalho com mangás. Em outubro de 2010 sua empresa SLG Enterteinment começou a trabalhar com a The Guardian Project para criar super-heróis para servirem de mascotes a liga americana de hockey.

Assim como é de praxe para grandes artistas, Lee ganhou diversos prêmios, estando presente inclusive no Will Eisner Comic Book Hall of Fame e na lendária Calçada da Fama em Hollywood. Entre outros prêmios, Lee ganhou a National Medal of Arts em 2008, e em Los Angeles o dia 2 de outubro é conhecido como “O Dia de Stan Lee”.

Seja por suas pequenas pontas nos filmes da Marvel até as grandes publicações que trabalhou, Stan Lee é um grande herói por ter criado alguns dos personagens mais importantes do planeta. De sua mente brilhante, saíram histórias e personagens que alegram a vida de milhões de nerds (e não-nerds) mundo afora.

Heróis do Mundo Nerd - Stan Lee, a lenda dos quadrinhos

Então se algum dia você já sonhou em ser picado por uma aranha radioativa, vestir uma collant e sair por aí combatendo o crime, deve agradecer a Stan Lee. Uma lenda dos quadrinhos e da cultura pop. Um grande ser humano. O avô que todo mundo queria ter. Um legítimo herói do mundo nerd!

Aproveite e confira o primeiro homenageado deste nosso especial, o gênio Shigeru Miyamoto, criador de Mario, Zelda, e tantos outros clássicos da Nintendo!

21 Respostas para “Heróis do Mundo Nerd – Stan Lee, a lenda dos quadrinhos”

  • 20 de novembro de 2012 às 18:34 -

    leandro(leon belmont) alves

  • queria mesmo ter um avô como ele. o sujeito que inventou aquela frase famosa do Homen Aranha, deve ter muito a ensinar aos netos

    • 26 de novembro de 2012 às 14:03 -

      Edimartin Martins

    • Esses dias eu vi um comentario sobre ele no DIscovery Channel (deve ter na internet).
      Ele é um cara muito legal. Muito divertido e, mesmo velho, continua em forma.

  • 20 de novembro de 2012 às 20:05 -

    Diana

  • Thanks for X-men.

    • 20 de novembro de 2012 às 20:08 -

      Diana

    • Ah, e obrigada pela pesquisa e pelo texto. (:
      Muito enriquecedor.

      • 22 de novembro de 2012 às 15:29 -

        Carlo Henrique

      • Obrigado, Diana!
        O trabalho de pesquisa é longo e minuscioso, mas também é muito recompensador.

  • 20 de novembro de 2012 às 20:13 -

    Elton

  • Mais um que deixará seu nome gravado na História, grande Stan !!!

  • 20 de novembro de 2012 às 20:48 -

    DanielWarfare

  • Stan Lee é foda até no exercito. Isso sim é uma lenda. Só fiquei meio pensante quando disseram que ele criou o Thor…Thor? eu odeio esse personagem, mas tudo bem…

    • 20 de novembro de 2012 às 23:12 -

      @albert_dark

    • O thor não é tão ruim na história original, eu ao menos não achei quando li, talvez o tempo tenha embelezado a memória. Atualmente o thor está ruim, mas por culpa do cinema.
      Em todo o caso Stan Lee ainda é o cara.

    • 20 de novembro de 2012 às 23:55 -

      Renan do Prado

    • CRIAR o Thor ele não criou né, mas “adaptou”, digamos assim hehehehe

  • 20 de novembro de 2012 às 20:48 -

    DanielWarfare

  • Stan Lee é foda até no exercito. Isso sim é uma lenda. Só fiquei meio pensante quando disseram que ele criou o Thor…Thor? eu odeio esse personagem, mas tudo bem…

    • 20 de novembro de 2012 às 20:51 -

      DanielWarfare

    • Magia negra!!! meu comentário foi duplicado!!! mas tudo bem.

      Ele pode ter criado o terrível Thor, mas pelo menos, ele co-criou um dos super-heróis mais conhecidos da face da terra: Homem Aranha :D

  • 20 de novembro de 2012 às 23:13 -

    zecarlos

  • o cara e mestre realmente ,alem de co-criar e criar tmbm quase tudo que conhecemos de quadrinho o cara revolucionou praticamente na epoca o jeito que se contam historias numa hq….que o jeito que conhecemos hoje….ate hoje seu metodo e aplicado em muitos casos….alem de que se mostrou um otimo ator em suas aparicoes infames no cinema tmbm

    • 20 de novembro de 2012 às 23:50 -

      Renan do Prado

    • “Heroes in NY? haha, Give me a break”

      Ver ele falando isso me fez chorar demais de rir kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • 20 de novembro de 2012 às 23:43 -

    Renan do Prado

  • Deus salve Stan Lee!!!!! Muito obrigado por ter criado o Homem-Aranha!!!!! Meu herói preferido eternamente!!!! (Tentei gostar do Superman, não deu nem pra tentar…. Tentei tornar o Batman meu preferido, sempre gostei muito dele, mas não conseguiu esse posto), aí veio o ano de 2002, o 1º filme do Homem-Aranha, o posto foi ocupado!!!! A partir daí comecei a comprar os quadrinhos e ver os desenhos sempre!!!!!

    Aliás, tenho a clássica revista com a 1ª aparição do uniforme Simbionte, que faz referência a 1ª capa que tá lá no inicio do post!!!!!
    Se liguem aqui meus tesouros:
    https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-snc7/326873_214388641960645_2110134398_o.jpg

    • 20 de novembro de 2012 às 23:45 -

      Renan do Prado

    • Ótimo texto Carlo!!!!! Stan Lee sem dúvida é O herói da Marvel!!!!!

    • 21 de novembro de 2012 às 12:51 -

      DanielWarfare

    • E da para gostar de um super-herói que usa cueca vermelha sobre a calça? mesmo que ele seja o ser mais forte e indestrutível dos quadrinhos ele não consegue derrotar um mero careca.

      Mas quando o assunto é o Batman, eu me disponho a falar que ele é meu herói favorito. Ele nem tem super poderes e mesmo assim ganha de vários outros vilões com poderes. Sem falar que o melhor vilão dos quadrinhos: Coringa, está com ele.

      Mas se o assunto for o “pior super-herói da terra” eu voto no Capitão America…pois já não basta esse patriotismo nojento que os americanos tem, eles criaram um herói mais patriota ainda…cruzes!!!

      • 22 de novembro de 2012 às 23:09 -

        zecarlos

      • que isso daniel….o batema tem poderes sim camarada…o talao de cheques,e milhares de dolares na conta hehehe….o capeitao america,sacanagem com o veio azulao da marvel,…ele tem toda uma simbologia militar da decada de 40,inspirando soldados e pessoas que o nazismo nao era uma coisa muito legal e sim uma doenca para a humanidade,ta certo que hoje ele ta fora de moda,mas pros padroes globais ,mas como nos eua o patriotismo ainda e muito forte,ele ainda tem uma funcao simbolica por la,mesmo sua personalidade ter sido atualizada e ter ficado ignorante,bem a cara da america

  • 24 de novembro de 2012 às 13:15 -

    Machado

  • Fala Sério,
    Baita matéria puxa-saco. Vcs so contaram a parte boa dele, como se fosse o cara mais criativo e melhor pessoa do mundo. Mas nao contaram todos os atritos que ele teve com os outros criadores de herois (tendo provocado a saida de muitos deles, por nao concordarem com mudanças dos personagens propostas por STan). Tb tem a vez que ele foi mandado embora da marvel e somente apos um tempo voltou e trouxe a era de ouro das HQ’s.
    E o pior de tudo é a atualidade, onde visando apenas o lucro, se vendeu para as produtoras e permitiu fazer cada filme (adaptação) pior que a outra. Permitindo inclusive utilizarem o nome de “ORIGEM” no filme e nao ter absolutamente nada a ver com verdadeira historia. Nao isso nao é licença poetica ou sei o que vcs querem chamar, se é origem, entao que se conte direito a historia. Até o Deadpool, conseguiram deixar ele mudo e com laminas na mao igual ao baraka (mortal kombat), a historia do Wolverine, foi absurdamenge ridicula. Portanto, eu sou totalmente contra a esse idiota do Stan Lee.

    • 24 de novembro de 2012 às 19:51 -

      Carlo Henrique

    • A matéria é uma homenagem. Como é que se pode falar mal do artista em uma homenagem?!

    • 4 de janeiro de 2013 às 13:21 -

      Sandro

    • Muitos criticam, porque é mais fácil falar mal do que fazer melhor.

  • 5 de dezembro de 2012 às 02:31 -

    Eliara Aparecida Reschki Reschki

  • não sou nerd mas adoro o HOmem aranha e todos da marvel!!!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *