Confira Odallus: The Dark Call, dos criadores de Oniken, e saiba como ajudá-los a chegar em sua meta

1 de julho de 2013
Autor: Henrique Gonçalves

Confira Odallus: The Dark Call, dos criadores de Oniken, e saiba como ajudá-los a chegar em sua meta

A desenvolvedora indie brasileira Joymasher está de volta com um novo jogo após o lançamento do desafiador Oniken. O novo projeto é inspirado em jogos como Castlevania, Demon’s Crest e Ghost ‘n Goblins e se chama Odallus: The Dark Call. Confira os detalhes!

A Joymasher conseguiu grande repercussão no ano passado com seu insano e extremamente difícil Oniken. Com o game disponível para PC, Mac e Linux (e eles ainda pretendem lançar pelo Steam via Greenlight), os camaradas da produtora agora decidiram partir para novas aventuras, desta vez com o projeto Odallus: The Dark Call.

Odallus: The Dark Call retorna a arte retrô em 8-bits e a jogabilidade frenética encontrada em Oniken. Várias adições entram em Odallus, incluindo diferentes armas como machados, lanças e tochas para atirar nos inimigos e equipamentos para fazer o jogador pular mais alto, respirar de baixo d’água e várias outras peças de equipamento.

Além de inspirações de jogos como Castlevania e Demon’s Crest, Odallus: The Dark Call tira muito de outras formas de entretenimento, como os filmes Highlander, Coração Valente e a trilogia Evil Dead de Sam Raimi, além do anime Berserk. Ele é um jogo rápido mas não da mesma forma que Oniken foi, apresentando traços de exploração, metroidvanias e inimigos que requerem estratégia para serem derrotados.

Thais, Danilo e Marco pretendem lançar Odallus na metade de 2014, mas para fazer o game mais completo eles decidiram recorrer ao crowdfunding do Indiegogo, site que tem o mesmo formato do famoso Kickstarter, porém focando em projetos independentes.

O pedido da Joymasher é simples, eles precisam de US$ 5,000 para o trabalho de trilha sonora com o músico Tiago Santos e a N-Freq Studios, além da produção de vídeo de Gabriel Camelo.

Eles tem até o dia 17 de Agosto para arrecadar esta grana, com a chance de acertar as metas estendidas, como um nível a mais e um modo Hardcore para os mais insanos por aí, se atingirem a meta de nove mil e doze mil dólares, respectivamente.

Confira Odallus: The Dark Call, dos criadores de Oniken, e saiba como ajudá-los a chegar em sua meta

Cada doação dará diversos prêmios, como cópias de Odallus sem DRM, papéis de parede, a trilha sonora, diferentes skins para Haggis, pôster e até um livro de capa dura com a arte conceitual e a chance de conhecer os desenvolvedores para quem fizer a maior doação.

Confira a página de Odallus no Indiegogo para mais informações sobre o jogo e sobre como contribuir. O demo também está disponível por lá, então aproveite!

(Via: Destructoid, Indiegogo)

6 Respostas para “Confira Odallus: The Dark Call, dos criadores de Oniken, e saiba como ajudá-los a chegar em sua meta”

  • 1 de julho de 2013 às 14:38 -

    Ghighix

  • Curti o projeto! Sou muito fã deste tipo de game!

  • 1 de julho de 2013 às 14:53 -

    Renan do Prado

  • Uma chance de conhecer a Thais? Farei minha doação agora!!!!!!!!!!!!!!!

    E isso é um crowdfunding de “respeito”!!!! U$ 5000,00 para finalizar a trilha sonora com um artista profissional, e não 500.000,00 pra terminar um game que duvido que custaria algo assim!!!!

    • 1 de julho de 2013 às 16:25 -

      Daniel Zimmermann

    • Pois é, eles estão com uma meta realista e sóbria, e o melhor de tudo é que isso pode render bons resultados: além de ser mais provável que eles completem a vaquinha, eles terão essa campanha de sucesso no currículo e vão ganhar a confiança da comunidade que investe.

  • 1 de julho de 2013 às 18:16 -

    leandro leon belmont alves

  • a arte desse game me lembra Berserk

  • 1 de julho de 2013 às 22:28 -

    Diogo FHound

  • Metroidvania melhorado??? Tô dentro! Curti bastante o game!

  • 2 de julho de 2013 às 13:39 -

    Babiro

  • Parece bem legal, eu gosto bastante desse tipo de jogo, é bem legal, e tomara que seja não seja diferente!!!!!!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *