A temporada 2018 da F1 eSports Series terá a presença das equipes e “mundial de construtores”

4 de abril de 2018
Autor: Junior Candido
A temporada 2018 da F1 eSports Series terá a presença das equipes e "mundial de construtores"

Yas Marina Circuit, Abu Dhabi, United Arab Emirates.
Sunday 26 November 2017.
World Copyright: Andy Hone/LAT Images
ref: Digital Image _ONY3170

Após uma temporada, digamos, experimental, mas com direito a polêmica na última e decisiva corrida. Com o sucesso de 2017, a Fórmula 1 anunciou a temporada 2018 de seu campeonato de eSports. Para este ano, uma grande novidade: as equipes da F1 é quem montarão seus próprios equipamentos de competição, o que siginifica que teremos vagas virtuais nos carros para as disputas presenciais.

Na primeira parte da temporada, as disputas serão online, com os melhores corredores disputando um lugar no line-up oficial, que garante um espaço entre as equipes oficiais da Fórmula 1. Todas as equipes estarão com duas vagas com seus próprios equipamentos à disposição dos candidatos. Resumindo: seja o melhor e ganhe um lugar na Mercedes, Red Bull Racing, Force India, Williams, Renault, Haas, McLaren, Toro Rosso e Alfa Romeo Sauber. Apenas a Ferrari está de fora, por razões não divulgadas.

 

Os corredores disputarão as provas online, e convencerão as equipes no Pro Draft, que será realizado em julho. O evento terá a presença das equipes envolvidas com o F1 eSports Series, que escolherão os seus pilotos para a segunda etapa da temporada. Cada equipe deverá selecionar pelo menos um de seus corredores neste Pro Draft.

Já o sistema de qualificação começará no dia 13 de abril, com eventos específicos, para testar as habilidades e já iniciar as devidas posições de tempo. O primeiro evento dará o controle da Mercedes de Valtteri Bottas, na pista de Xangai, buscando o pódio a partir do sexto lugar, em cinco voltas de pista molhada. Os dez corredores mais rápidos terão a oportunidade de competir em evento ao vivo, com os três primeiros de cada plataforma ganhando um lugar no Pro Draft.

Ao final das quatro etapas de qualificação e do Wildcard, o Pro Draft reunirá os 40 melhores pilotos do mundo, para a seleção das equipes. Entre as equipes, é interessante destacar que algumas levaram a ideia a sério demais, como a Force India, que no mundo do eSport se chamará Hype Energy eForce India, a Williams F1 Esports Team, a Vitality Team Renault Sport (fruto de parceria da montadora com a Vitality), e a Haas F1 Esports Team.

A partir da segunda etapa, com os pilotos devidamente colocados em suas equipes, três eventos ao vivo determinarão o campeão de F1 eSport em 2018. Outra novidade deste ano, é a inclusão do “mundial de construtores”, com prêmios para as melhores equipes. Os prêmios distribuídos terão um total de US$ 200.000.

 

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *