Tribuna Arkade: A treta do cara que usou o PS4 para mostrar a esposa sem roupa

27 de novembro de 2013
Autor: Daniel Zimmermann

Tribuna Arkade: A treta do cara que usou o PS4 para mostrar a esposa sem roupa

Jogador deixa a mulher sem roupa em transmissão ao vivo no PlayStation 4. A cena caiu na rede e acendeu o debate sobre as funções sociais da nova geração de videogames.

Qualquer dono de PS4 pode usar o prático botão Share do novo DualShock para transmitir o que está jogando via internet. As imagens são exibidas no site Twitch e podem ser assistidas por milhares de pessoas no mundo todo.

Quem tem a câmera do novo PlayStation ainda pode usar o aplicativo The Playroom para mostrar não apenas a jogatina, mas também a imagem de si mesmo e do ambiente em que está jogando, seja sala de estar, quarto, etc. É um recurso interessante, que entrou na nova geração graças ao sucesso das transmissões ao vivo de jogos.

Acontece que um usuário, identificado como Darckobra12, aproveitou esta função de uma maneira nada legal: durante uma sessão de jogatina ao vivo ao lado da esposa – que estava bebendo bastante – ele decidiu pregar uma peça de mau gosto nela.

O marido sacana aproveitou o momento em que a moça pegou no sono – e aparentemente apagou – para tirar a parte de cima da roupa dela, deixando os seios dela à mostra para os viewers que assistiam. Não satisfeito, ele acabou despindo a moça completamente e a deixou ali, para qualquer um que entrasse no canal ao vivo pudesse ver.

Tribuna Arkade: A treta do cara que usou o PS4 para mostrar a esposa sem roupa

Como se não bastasse, ele deu o título “Naked & Passed Out” à sua transmissão, em português “Nua e desmaiada”.

O Twitch baniu a conta do Darckobra12 e publicou um comunicado lembrando que vai zelar pelo cumprimento dos seus Termos de Serviço, impedindo transmissões que não tenham a ver com games e/ou contenham conteúdo impróprio.

“Nós continuamos a moderar de acordo com nossos Termos de Serviço. Conteúdo não-relacionado a games não é permitido”.

Com a repercussão problemática, o site de streaming também acabou retirando o Playroom da sua lista principal de busca, deixando o conteúdo (que segue as regras) em uma página separada, menos visível. Ou seja, a besteira que o cara cometeu acabou prejudicando o pessoal que faz boas transmissões.

“Nós removemos o conteúdo do Playroom do diretório porque a maioria dele era não-relacionado a games. Nós o adicionaremos de volta assim que os donos de PS4 se tornarem mais familiarizados com o foco ‘jogos apenas’ do Twitch

Tribuna Arkade: A treta do cara que usou o PS4 para mostrar a esposa sem roupa

O fenômeno das transmissões ao vivo de jogos já vinha dando certo no PC há algum tempo e entrou como parte crucial na nova geração de consoles, com o PlayStation 4 e o Xbox One. Usada por muita gente e acompanhada por mais gente ainda, claro que uma hora alguém ia usar esta liberdade de transmissão da maneira errada e fazer besteira mas, no geral, o que vemos são pessoas que interagem de forma respeitosa e proporcionam conteúdo divertido em suas streams (transmissões ao vivo).

Quanto ao rapaz que deixou a esposa sem roupa, bêbada, em frente à vários telespectadores, aqui vai a opinião deste editor: Ele é um bom exemplo. Um bom exemplo de marido otário incapaz de respeitar a própria esposa e bom exemplo de como as novas funções sociais dos videogames não devem ser usadas. Para nossa sorte, tem muita gente divulgando coisas legais e interagindo com o público de forma respeitosa por aí.

E você, o que acha de transmissões ao vivo pelo videogame? Há alguns anos, seria difícil prever que os consoles seriam usados para se transmitir e assistir jogos – e jogadores. Nas mãos de gente boa, é uma ótima ferramenta de entretenimento, mas quando cai nas mãos de gente sem noção, temos este tipo de polêmica. A versão do casal envolvido neste caso não veio à tona até o fechamento deste post.

No Xbox One, a integração com o Twitch será lançada apenas em 2014.

(Via: Ars Technica, Game Hall)

27 Respostas para “Tribuna Arkade: A treta do cara que usou o PS4 para mostrar a esposa sem roupa”

  • 27 de novembro de 2013 às 12:16 -

    Kubrick Stare Nun

  • Quando a Sony revelou que tinha colocado um botão de share no meio do controle do PS4 eu já sabia sem sombras de dúvidas que aquela era um ideia de merda.

    • 30 de novembro de 2013 às 20:52 -

      Rodrigo

    • A ideia do recurso em si é muito boa,a Sony não tem que se responsabilizar pela forma que ele é usado,acho que como qualquer tecnologia ele pode ser usado de formas diferentes

  • 27 de novembro de 2013 às 12:25 -

    Junior Candido

  • Na boa? Quando criaram o ICQ sabiam que ia ter isso, quando criaram o MSN sabiam que ia ter isso. O mesmo quando criaram o Orkut, Facebook, Ask, Twitcam e por aí vai…

    O problema não são os recursos e sim um mundo cheio de gente que não tem nada na cabeça e compartilha das coisas mais desnecessárias e gente que ‘consome’ esse tipo de coisa vazia.

    E embora a discussão é saudável e necessária – como está sendo tratado aqui – a simples exploração desse assunto é completamente desnecessária e inútil!

    • 27 de novembro de 2013 às 16:15 -

      Kubrick Stare Nun

    • Pois eu já acho que o problema mais importante de ser apontado é inerente ao “recurso” sim. Primeiro porque idiotas sempre existiram e sempre vão existir e não me interessa discutir a parte de culpa que esse ou aquele babaca tenha em cima de babaquices tais como esse vídeo porque cada caso específico e isolado é insignificante dentro do gigantesco oceano da estupidez humana. Segundo porque o recurso/meio/objeto (qualquer nome que você preferir dar a isso) influencia sim muito o que a pessoa faz e as mensagens que ela transmite; um livro estimula e demanda o uso do intelecto e da linguagem escrita, uma tela para pintura estimula e demanda o uso da criatividade, um caderno para desenhos estimula e demanda o uso da imaginação, a televisão estimula e demanda o uso da concisão e dos intervalos comerciais e já as redes socais, em sua grande parte, abrem espaço é justamente para as pessoas vomitarem a sua banalidade e estupidez.

      O que diabos que uma câmera obrigatória e um botão de share estão fazendo em um objeto cuja função deveria ser de se jogar vídeo games? Isso tudo me parece uma forçação de uma modinha que eu acho abominável. Na minha visão o problema é justamente esse: A “facebookização” e “smartiphonicação” de absolutamente tudo digital.

      • 27 de novembro de 2013 às 20:01 -

        guilherme

      • então você está dividindo o problema em duas vertentes: mídias sociais e o “ser-bacaca” (eu chamaria de criminoso; no Brasil esse cara responderia a Lei Maria da Penha), e dizendo que o segundo não precisa ser discutido e o primeiro, por ser a constante, é a causa do primeiro? não faz nenhum sentido.

        primeiramente porque, seguindo a mesma lógica, seria melhor não deixar que as pessoas entrassem em contato, afinal, só se estupra/rouba/mata/etc, porque elas tem acesso umas às outras. esse processo de mídias nada mais é do que a transferência (imitativa) de um aspecto social para as redes e, nesse sentido, não é condenável. claro que é possível discutir os lados positivos e negativos desse espelho/véu que a internet oferece, assim como seu aspecto fugaz, ou qualquer outra característica inerente a esse meio. vários pensadores tem falado sobre isso. mas, sinceramente, ninguém até agora tinha dito que as mídias sociais são a razão do mal no mundo e “o problema mais importante de ser apontado” quando alguém age dessa forma. parabéns, você foi o primeiro! me pergunto por quê.

        segundo, mais uma falha lógica. na sua listagem de meios que demandam virtudes, além de completamente falaciosa (se eu usasse uma televisão para matar alguém, você excluiria ela da sua lista ou diria que eu fiz um mal uso desse “meio”?), você não notou que o botão share (e a câmera do PS4 sequer é obrigatória, e se fosse, que diferença faria?) e a interatividade dos novos consoles visam, ba dum ts, a interatividade entre os jogadores, e não um idiota mostrando uma garota pelada.

        agora, explica pra mim: no mundo em que você vive um racha de carros que acaba em morte também condena o “recurso” em vez do “babaca”? porque, olha, esse mundo é esquisito, hein.

      • 27 de novembro de 2013 às 20:03 -

        guilherme

      • é a causa do segundo*

      • 28 de novembro de 2013 às 10:02 -

        Kubrick Stare Nun

      • Guilherme:

        Não. Você não entendeu o que eu disse.

        Eu não disse que a “babaquice” (ou criminalidade) do ato desse cara não tinha que ser discutida, eu disse que EU não tenho INTERESSE em discuti-la, justamente pela razão que tinha explicitado e também porque eu não tenho interesse de ficar julgando a vida pessoal de indivíduos que em nada me dizem respeito e se eu tivesse estaria acessando o G1 ou algum outro site porcaria e não a Arkade.

        Quando eu disse que o botão de share e a câmera obrigatória do PS4 (e ela é obrigatória sim, não dá para conectar a segunda manete se o console não tiver detectado o PSEye) eu não estava dizendo que eles eram o “mau do mundo”, eu estava dizendo é que era o problema mais importante de ser apontado pertinente a esse caso. Sério, o que diabos que um botão de share está fazendo no meio de um controle de vídeo game? Vejo isso como algo completamente fora de lugar e, como havia dito, uma forçação goela abaixo dessa modinha de mídias/redes sociais. E fique sabendo as mídias sociais não são neutras, assim como nenhum outro meio é neutro, pois o meio condiciona a mensagem; isso é conhecimento básico de comunicação social que foi inicialmente analisado pelo sociólogo Marshall McLuhan em “O Meio é a Mensagem” e é um fato com o qual os especialistas já concordam há décadas. Portanto essa modinha de mídia social no vídeo game não é meramente uma instância de “jogadores interagindo”, mas sim jogadores interagindo através de um meio com uma forma e design específico que condiciona e limita as mensagens e formas de expressão que serão passadas por ele. Os indivíduos tem sim uma margem de manobra e responsabilidade dentro disso tudo, mas não quero discutir o grau dela nesse caso porque; de novo, cairia naquele pé-no-saco de ficar discutindo sobre a vida e caráter de quem não me interessa.

  • 27 de novembro de 2013 às 12:43 -

    Marcos Oliveira

  • Idiota, boçal, depois um merda desse é corno e quer culpar a mulher, e ainda tem mulher que casa com uma anta dessa!!

  • 27 de novembro de 2013 às 12:43 -

    Marcos Oliveira

  • Só metendo a porrada mesmo!!!!

  • 27 de novembro de 2013 às 12:38 -

    Cabramacho

  • E não tem ferramenta de denuncia? Como a sony não previu isso? Deveria ter (ou até tem) um setor dedicado a bloquear este tipo de transmissão baseado em denuncia. Já que estamos falando de um produto que tem um grande publico menor de idade (acredito que seja maioria) é mais que justificado essa repercussão.

    • 27 de novembro de 2013 às 13:12 -

      Renan do Prado

    • Nã ose trata só da Sony, se trata do Twitch, que é quem faz a transmissão de fato

      • 27 de novembro de 2013 às 13:37 -

        Cabramacho

      • Infelizmente a Sony está na linha de frente da repercussão, e provavelmente será a unica cobrada.

  • 27 de novembro de 2013 às 13:00 -

    GreenWing

  • Não adianta, todo mundo que tem bom senso sabe que uma hora ou outra essa funcionalidade ia ser usada dessa forma, talvez não tão cedo, mas mesmo assim eu acho a funcionalidade stream algo que depende muito da maturidade ou intenção daquele que usa… provavelmente só o compartilhamento via youtube deve ser mantido já que dai nada surpresa vai acontecer e ninguém precisa se preocupar com regras estupidas de certas empresas vide Micro$oft.

  • 27 de novembro de 2013 às 13:13 -

    Babiro

  • Eu não consigo entender como aquela mulher casou com aquele cara. Tudo bem que agente não sabe nada sobre ela também, mas que mulher ia querer casar com um cara tão idiota e desrespeitoso como ele? Por que um cara que faz isso não é o tipo de cara que só teve uma ideia ruim e fez uma brincadeira de mal gosto, é o tipo de cara idiota que acha que fazer uma coisa dessas é legal. É até chato você ver que esse tipo de pessoa tem acesso a esse “serviço” pois essa pode ser uma das primeiras se não a primeira vez que algo assim acontece mas provavelmente não será a última!!

  • 27 de novembro de 2013 às 13:18 -

    Renan do Prado

  • Deixemos claros primeiramente que a ferramenta não tem culpa, a Sony não tem culpa, e nem mesmo o Twitch tem culpa nesse caso, pois já começo a ver confusão nisso.

    É a mesma coisa que culpar os games por alguém cometer atos violentos, não pensemos nesse caso igual a Record lixo faz.

    Desde que o mundo é mundo, existe gente idiota vivendo, e fazendo coisas mais idiotas ainda. Esse é um caso de um cara que merecia que a esposa pedisse o divórcio e arrancasse todo o dinheiro dele em processos, denúncias, e todos os meios legais, não só o dinheiro, uma surra e uma temporada longa na cadeia seria interessante.

    Vejo gente culpando a Sony, mas já aconteceu o mesmo no Warcraft, que o casal esqueceu a webcam ligada e transmitiu um pornô inteiro pros jogadores do MMO, no facebook um cara divulgou foto de sua ex nua, e ela se suicidou, e isso é caso recente, um dos muitos que acontecem.

    Não conheço sobre a ferramenta, e não tenho ideias boas para evitar que isso se repita, mas como o Junior falou, não adianta discutir a ferramenta usada nesse caso, e sim a falta de respeito do cidadão.

    • 27 de novembro de 2013 às 13:36 -

      Cabramacho

    • Ferramenta de denuncia resolveria. E no caso do wow, não tem haver pois não é um serviço do jogo. A questão é como isso não elaborado um plano pra tratar isso? com certeza alguém mencionou isso durante a concepção do projeto.

  • 27 de novembro de 2013 às 14:42 -

    bitetti

  • Pois é. Foi se vingar da esposa e arrastou meio mundo pra merda.
    Mas já era de se esperar q cedo ou tarde alguem ia ser pego de cueca ou calcinha (ou pior) por acidente ou nao.
    Foi ate melhor q o pior tenha ocorrido logo de cara para eles notarem q a ideia nao foi tao boa quanto eles pensaram.

  • 27 de novembro de 2013 às 18:43 -

    Jefferson Alifer JA

  • Tinha que ser fanboy da Sony aff –‘

  • 27 de novembro de 2013 às 19:43 -

    James Morrissom Jim

  • AANIMAALLL!

  • 27 de novembro de 2013 às 19:10 -

    leandro leon belmont alves

  • ainda bem que uso o console para jogar e apenas isso. e perdeu a mulher que ela tem um corpo…..aahhh….bem, isso não se faz. devia ir para a cadeia o sujeito

    • 27 de novembro de 2013 às 21:40 -

      Sir.Liipe Silva

    • Concordo com você, videogame é pra jogar, esse negócio de colocar rede sociais em tudo já ta passando dos limites, e as empresas de consoles usa isso só para vender mais.

  • 27 de novembro de 2013 às 21:42 -

    Sir.Liipe Silva

  • Esse cara só podia ser daqueles que só compra o console da sony porque é ”Preisteshon”…

  • 27 de novembro de 2013 às 22:54 -

    Ana

  • #facepalm

    Nos dias de hoje, pelo jeito, pra se ter um momento legal com um cara, uma mulher deve escolher uma caverna longe da civilização, se possível perdida no tempo e espaço. Pq se for no quarto do sujeito, tem que ficar esperta com webcam e eventuais câmeras ou celulares posicionados. E agora até com playstations ¬¬

    Se você é um cara que não faria isso sob hipótese alguma: desconsidere o meu ódio explícito no comentário acima.

  • 27 de novembro de 2013 às 22:57 -

    Ana

  • Aliás, mas que inferno que tem que botar rede social em tudo quanto é canto, tem que filmar tudo. De repente a tecnologia já não é mais tão divertida.

  • 28 de novembro de 2013 às 05:43 -

    Henrique Afonso Pimentel Costa

  • Olga Luxemburgo

  • 28 de novembro de 2013 às 07:45 -

    Arthur.E

  • Não gosto muito dessa mistura de rede social com jogos, mas tenho que admitir que o Twitch nós ajuda bastante pra assistirmos os campeonatos de company of heroes 2. Não creio que seja um caso de culpar a ferramenta, pois quando alguém quer fazer algo idiota pode usar qualquer coisa, é melhor se pensar em como punir quem fez a basbaquice e nesse caso acho que o Twitch fez o melhor na medida do possível. E além do mais o gordão ali vai aprender uma liçãozinha ou duas sobre separação de bens ( não tenho palavras pra expressa como esse cara é um bundão porque eu tenho 20 anos e nunca tive namorada, no dia que eu conseguisse eu provavelmente rezaria três pais nossos e duas ave marias ajoelhado no milho)

  • 28 de novembro de 2013 às 09:47 -

    Dayan Valente

  • Playroom é uma ideia de merda!!! Eu quero ver o jogo e não a sala do cara, po!!!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *