Análise Arkade: as micro-corridas futuristas de RGX Showdown

6 de outubro de 2018
Autor: Rodrigo Pscheidt

Análise Arkade: as micro-corridas futuristas de RGX Showdown

A equipe criativa por trás da saudosa série Burnout está espalhada pela indústria, trabalhando em múltiplos projetos. O mais novo destes projetos é RGX Showdown, game de corrida futurista que traz um pouquinho de Burnout em sua receita.

1 hora de muita velocidade

Enquanto as grandes produções do gênero optam por mapas abertos enormes e marcas oficiais, RGX Showdown é bem mais humilde, concentrando-se em ser um jogo mais estilo arcade, com corridas online entre carros voadores, que rolam em ambientes de temática futurista.

O game apresenta-se como uma sucessão de torneios que duram uma hora cada. Neste período, corra o máximo que puder contra outros jogadores, pois vitórias lhe concedem pontos de reputação e Win Streaks (sequências de vitórias) multiplicam estes pontos, aumentando suas chances de chegar ao topo do pódio.

Análise Arkade: as micro-corridas futuristas de RGX Showdown

Ao final do torneio, o melhor colocado leva o grande prêmio (geralmente um novo carro), enquanto os demais jogadores podem subir de nível de acordo com seu desempenho.

Mini-corridas online

Uma coisa que pode desagradar muita gente é que RGX Showdown é um jogo totalmente online: todas as corridas são contra outro jogador, sempre no esquema 1×1. São só 2 jogadores em uma pista, em plena hora do rush: há diversos carros comuns no caminho, e eles só estão ali para atrapalhar.

Análise Arkade: as micro-corridas futuristas de RGX Showdown

As corridas são sempre 1×1

Nosso objetivo obviamente é cruzar a linha de chegada antes do outro jogador, e para isso devemos pisar fundo e evitar acidentes. Dirigir “perigosamente” concede nitro, e como um nitro bem utilizado pode virar a mesa na reta final, você vai querer usá-lo com sabedoria.

Confira uma corrida completa abaixo:

Este breve vídeo resume bem a experiência: as corridas nunca são em circuitos fechados, sempre limitando-se ao formato “vá do ponto A ao ponto B”. E todas elas são bem curtas: em todas as minhas partidas, nenhuma corrida passou de um minuto de duração.

Ou seja, se temos torneios de uma hora e corridas de um minuto, dá para correr bastante. O matchmaking do jogo é bem rápido, e nestes primeiros dias pós-lançamento sempre há um bom número de jogadores online. Considerando que o jogo foi publicado pela Telltale — que anunciou seu fechamento recentemente –, não sei o que o futuro reserva para seus servidores, mas por enquanto tudo está funcionando muito bem.

Perks e carros

Antes de cada corrida, podemos usar créditos para habilitar Mods, que são basicamente perks de uso único que podem dar um boost no seu veículo, aumentando sua aceleração, seu nitro, sua velocidade ou sua dirigibilidade durante a próxima corrida.

Análise Arkade: as micro-corridas futuristas de RGX Showdown

Compre perks com parcimônia

Os créditos que usamos para comprar estes perks são escassos, mas quando perdemos uma corrida, eles automaticamente se regeneram, o que (em teoria) lhe dá mais oportunidade de voltar a vencer e iniciar uma nova Win Streak. Vitórias também nos concedem dinheiro para customizar os carros, mas as mudanças são apenas estéticas, em termos de desempenho, todos os veículos (de uma mesma classe) são iguais.

Isso torna o jogo bastante justo — a vitória ou a derrota sempre é fruto da performance do jogador, não de “o outro jogador tinha um carro melhor”. Saber quando usar seu nitro e/ou que perks comprar ajuda, mas no geral uma mão firme no volante é o que mais faz diferença.

Audiovisual

RGX Showdown é um jogo bem estiloso. Seu visual futurista é bem resolvido, e há muitas cores, rastros de luz e túneis que alteram o visual da corrida por algum tempo.

Análise Arkade: as micro-corridas futuristas de RGX Showdown

A sensação de velocidade é intensa

Apesar disso, há uma simplicidade latente no design como um todo: apesar de ter carros pra lá de estilosos, há pouca variedade de veículos, cores e pinturas. Também há poucas pistas disponíveis, e considerando que elas são bem curtinhas, a gente logo percebe que elas se repetem mais do que deveriam.

Análise Arkade: as micro-corridas futuristas de RGX Showdown

Os veículos são legais, mas há pouca variedade

A trilha sonora é composta por músicas techno com uma pegada futurista que combinam muito bem com a proposta do game. Infelizmente o jogo não recebeu tradução para nosso idioma, mas considerando que não há muito o que ler aqui, o idioma acaba não sendo um problema sério.

Conclusão

Confesso que não sei dizer se gosto ou não de RGX Showdown. Ou melhor: como fã de Burnout, eu queria gostar dele, mas seu escopo é tão limitado que eu sinto que, embora tenha me divertido jogando, não tenho mais o que extrair dele.

Veja bem, só há um modo de jogo (corrida online 1×1), as corridas são curtas e as pistas são poucas. Então, em um torneio de 1 hora, você invariavelmente vai passar várias vezes pelas mesmas pistas, e ver tudo o que o jogo tem para oferecer. RGX Showdown precisava de mais conteúdo — leia-se mais modos de jogo e mais pistas — para alcançar seu potencial.

Análise Arkade: as micro-corridas futuristas de RGX Showdown

Se o que você quer é um jogo de corrida simples e direto ao ponto, focado apenas em competição multiplayer, pode ser que RGX Showdown seja uma boa pedida para você. Mas eu realmente queria que ele fosse além.

RGX Showdown foi lançado em 18 de setembro, com versões para Playstation 4 e Xbox One.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *