Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

5 de junho de 2021
Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Entre 2020 e 2021 tivemos vários anúncios incríveis no mundo dos videogames. Desde o PlayStation 5 e os Xbox Series S|X até as novas placas de vídeo RTX da NVIDIA, com tecnologia Ray-Tracing e tudo mais. Entretanto, mesmo com tantas novidades, tantos lançamentos, tantos avanços tecnológicos, eu resolvi retroceder: comprei pela primeira vez na minha vida um Xbox 360!

Mas antes de falar dos pontos altos e baixos da plataforma e da minha experiência com o console — que, acredite, já pode ser considerado retro — vale um aviso: esse artigo não será focado em desbloqueios ou qualquer coisa do tipo. Como sou colecionador de videogames, o foco será voltado a isso. Mas que fique claro para vocês, leitores, que existe também esse caminho para além de tudo que eu abordar aqui, ok?

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Xbox 360: um videogame retro?

Pode parecer piada para alguns dizer que o Xbox 360 é antigo, velho ou retro. Mas na verdade, os anos estão passando muito rápido: o Xbox 360, segundo console oficial da Microsoft, foi lançado no distante ano de 2005. Isso mesmo, já se vão 16 anos desde que o console foi lançado!

Se os números não são o suficiente para você achar o console antigo, vamos aos jogos. Em 2005 estávamos ansiosos pelo lançamento de algumas pérolas como Call of Duty 2, Guitar Hero III – Legends of Rock, Devil May Cry 3 e o icônico Resident Evil 4.

Enquanto isso nos cinemas tínhamos Harry Potter e o Cálice de Fogo, O Galinho Chicken Little e o incrível Batman Begins. É meus amigos, 2005 já ficou para trás há muito tempo!

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

E aqui já temos a primeira grande vantagem que observei como colecionador no Xbox 360: sua incrível, imensa e absurdamente abrangente linha temporal. Isso porque o console ficou no mercado recebendo jogos de 2005 até 2017, e só deixou de ser produzido em 2016! São 12 anos de jogos exclusivos e third parties disponíveis na plataforma!

Essa abrangência toda é um dos fatores que fazem o Xbox 360 ser confundido pela maioria, esquecendo de como o videogame é antigo. Afinal, faz apenas 4 anos desde quando os últimos jogos foram disponibilizados para o console. Mas não se enganem, a biblioteca do Xbox 360 é surpreendente e esse é o seu primeiro grande ponto positivo.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

12 anos de jogos em um único console

Para demonstrar o quão abrangente é a biblioteca de jogos do Xbox 360, vou soltar alguns números aqui. Para início de conversa, muitas franquias surgiram nessa sétima geração. Entre elas, a franquia Assassin’s Creed, da qual temos a bagatela de 7 títulos para o console, desde o primeiro até o Black Flag, passando pela trilogia de Ezio e spin-offs como o Rogue e Liberation.

Indo para GTA, temos desde o San Andreas até o V, Gears of War são quatro, do primeiro ao Judgment. Temos sete games da franquia Halo e 5 da franquia Fable. Devil May Cry são 5 também, enquanto temos apenas o primeiro Bayonetta. Para quem gosta de JRPG, são quatro Final Fantasy. Ícones da Rockstar sem ser GTA? Temos o primeiro Red Dead Redemption e o clássico de PS2, Bully.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Além disso, Dragon’s Dogma e sua versão melhorada, Dark Arisen (de 2014) também estão aqui. A franquia Star Wars possui cinco games para o 360, incluindo os famosos The Force Unleashed 1 e 2. Já o Senhor dos Anéis possui 6 jogos, incluindo o “mais recente” Sombras de Mordor. Temos também a trilogia original de Mass Effect, Dragon Age do Origins ao Inquisition e The Elder Scrolls Oblivion e Skyrim.

Acha que é muita coisa? Isso é só a ponta do iceberg! Franquias como Fallout, Borderlands, Call of Duty, Battlefield, Farcry, Left 4 Dead, Batman Arkham, Bioshock, Rayman, Sonic, Dark Souls, Dead Space, Street Fighter, Lost Planet, Mortal Kombat, Resident Evil, Forza, Diablo, L.A. Noire, Splinter Cell, Need for Speed, Darksiders, Guitar Hero, Portal, Tomb Raider e, claro, Minecraft estão todas presentes no console com diversos jogos cada. Quer mais? Bom (você é exigente, hein?) temos retrocompatibilidade com games do Xbox original também, multiplicando esses números exponencialmente.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Xbox 360 e as suas pérolas escondidas

Para além dos jogos mais famosos disponíveis no Xbox 360, temos também algumas pérolas que nem todos conhecem ou sabem que existe uma versão para o segundo console da Microsoft. E essas pérolas também são muito interessantes de serem citadas, principalmente se você é um colecionador assim como eu.

The Witcher 2: Assassins of Kings só possui uma versão já feita para consoles, e é de Xbox 360. O jogo da Ninja Theory feito antes dela ficar famosa com Hellblade: Senua’s Sacrifice; Enslaved: Odyssey to the West, também está disponível para o console. Isso além do prequel não tão bom quanto o original, Perfect Dark Zero que é um exclusivo.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft
Edição de colecionador com steelbook e HQ exclusiva, por R$50,00!!!

Existem ainda games que, caso você queira jogar de modo oficial, não terá disponível em loja online alguma por questão de direitos autorais. Então o Xbox 360 também é uma ótima opção para eles, como é o caso de Marvel Ultimate Alliance 1 e 2, por exemplo. Outro caso que merece destaque é o jogo do Senhor dos Anéis, The Battle for Middle-Earth II, que, nos consoles, só foi distribuído no Xbox 360.

Mas caso goste de jogos realmente mais desconhecidos e raros, pode acrescenta à sua coleção pérolas como Ninety-Nine Nights, Kingdom Under Fire: Circle of Doom, Phantasy Star Universe, Conan, Sacred 2: Fallen Angel, Lost Odyssey e Alpha Protocol, quase todos exclusivos mais desconhecidos do Xbox 360.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Mas afinal, quanto custa?

Listas de jogos marcantes, quase todos os consoles possuem. E bibliotecas imensas também podem ser encontradas em consoles como o SNES, o PS2 e o próprio Playstation 4. Porém, o que chamou bastante a minha atenção para o Xbox 360 são os valores atribuídos aos principais games do console. Isso porque a média de preço dos jogos fica na faixa entre R$ 40,00 e R$ 60,00!

A título de comparação, games de Game Cube custam em média R$ 150,00 enquanto os de PS3 ficam entre R$ 80,00 e R$ 100,00. Para colecionadores esse valor também vai surpreender, pois os jogos mais desconhecidos de Xbox 360 não passam de R$ 250,00, salvo raríssimas exceções. Enquanto em outros consoles essa média é mais que o dobro. Como se não bastasse, ainda temos diversas coletâneas em mídia física para o console, com dois ou três jogos sendo vendidos numa única box.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Parte do motivo desses valores tão baixos acredito estar relacionado à oferta do console. Durante seus 12 anos de jogos publicados, o Xbox 360 vendeu nada menos que 85,8 milhões de cópias no mundo, sendo o 8º console mais vendido da história atualmente. E ao contrário de alguns consoles que estão na sua frente na lista, como o PS1, PS2 e o Wii, a pirataria só se fortaleceu mesmo no final de sua vida útil.

Assim, muitos jogos ficaram no mercado por bastante tempo. Além disso, o Xbox 360 chegou a ser fabricado no Brasil, o que diminuiu consideravelmente seu preço por um tempo. Isso resultou em muitos consoles comprados por muita gente que não era necessariamente do público “gamer”. Assim, há muitos jogos e consoles disponíveis no mercado, num época onde ninguém mais procura um Xbox 360 para comprar. Ou seja: preços lá embaixo.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Por que não um Xbox One?

Muitos podem se questionar agora a respeito do Xbox One. Afinal, o console da 8ª geração roda quase tudo de Xbox 360, além de ter jogos sendo lançados até hoje. Entretanto, uma questão é muito importante de ser levada em consideração, ainda mais em tempos de dólar altíssimo: o preço do console.

Um Xbox One usado pode ser encontrado atualmente por algo entre R$ 1700,00 à absurdos R$ 2800,00. Consoles novos podem ser até mais caros que isso e se você procurar o Xbox One X, vai achar melhor comprar de uma vez os consoles da nova geração, visto que o Series S têm preço sugerido quase equivalente. Em contrapartida, os Xbox 360 podem ser encontrados no mercado de usados por algo entre R$ 400,00 e R$ 800,00. No meu, no caso, comprei pela bagatela de R$ 500,00 com dois controles e na caixa original.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft
Tudo isso por um preço que é 1/5 dos novos consoles… :P

Claro que é preciso tomar cuidado com o console que você está comprando. Afinal, como se trata de um console que foi amplamente vendido por 12 anos, desbloqueado de diversas formas e consumido pelos mais variados públicos, você pode encontrar pérolas intocadas como foi o meu caso, ou então consoles completamente destruídos que são uma verdadeira bomba relógio prestes a dar pau para sempre. Por isso, pesquisar muito antes de comprar é muito importante!

Xbox 360: seus riscos e pontos negativos

Claro que nem tudo é um mar de rosas em nenhum console de videogame que comprarmos, seja antigo ou novo. E é importante citar os pontos negativos envolvendo um Xbox 360, principalmente agora em 2021. O primeiro ponto não é necessariamente negativo, mas sim um risco ao comprar o console. Isso porque, para ter os melhores valores, você precisará optar pelo mercado de usados, o que pode ser bem arriscado.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Como foi citado anteriormente, muita bomba pode ser encontrada no mercado de usados do 360. Por isso, é preciso ter bastante cautela, testar o console antes de efetuar a compra (se possível) e observar alguns detalhes como se ele já foi aberto anteriormente, se sofreu algum conserto ou reballing, que tipo de desbloqueio o console recebeu, qual a capacidade do seu HD e coisas desse tipo.

Mas para além desse risco inicial, existem alguns probleminhas no Xbox 360 que são importantes de serem levados em consideração, principalmente se você pretende realmente jogar games nele. A começar pelo desempenho. Não me leve a mal, em 2005 ou até em 2010 este era um console de ponta. Mas o tempo chega para todos e, por isso, algumas questões em seu desempenho podem incomodar.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Alguns jogos podem ter quedas drásticas de FPS, enquanto os jogo lançados após 2010 podem apresentar telas de carregamento realmente demoradas. Além disso, muitos jogos não possuem salvamento automático. Parece uma coisa boba, mas é preciso lembrar disso, principalmente em tempos onde praticamente todo jogo possui essa função de algum modo.

Como foram os meus 6 primeiros meses com o console?

Considerando que eu nunca havia tido nenhum console da Microsoft anteriormente, foi uma experiência interessante adquirir um Xbox 360 em pleno 2021. A tonelada de jogos que existem para o console me deixaram perdido inicialmente, mas como todo bom console usado, o meu veio com alguns títulos bem interessantes de início: Gears of War 3, Halo 4, The Walking Dead da Telltale, FarCry 3 e outros.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft
Esses foram os games que veiram junto com o console (por R$500,00!!!)

Mas nos meses seguintes não foi exatamente difícil aumentar rapidamente essa coleção. Zerei games que para mim são nostálgicos, como The Elder Scrolls IV: Oblivion e Marvel Ultimate Alliance, ao mesmo tempo que conheci novo jogos como o RPG em mundo aberto Two Worlds e o “battlefront de Senhor dos Anéis“, chamado The Lord of the Rings: Conquest. No total, possuo atualmente 26 jogos em mídia física para o Xbox 360, com muitos outros ainda na lista para serem adquiridos.

Minha maior frustração talvez tenham sido alguns congelamentos que certos jogos tiveram no console. Nada sério ou que tenha causado grandes problemas, mas em determinados momentos jogando The Witcher 2 e Two Worlds, perdi parte do meu progresso por precisar reiniciar o console. Fora isso, tudo funcionou muito bem. Minha experiência com o Xbox 360, no final das contas, foi extremamente positiva. Além de me levar a reflexão sobre a forma como consumimos games atualmente.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft
Edição física de The Witcher 2 é belíssima!

Videogames não tem prazo de validade

Com a “cultura do hype” cada vez mais em alta, nós mudamos consideravelmente nossa forma de consumo. Seja em séries, filmes, livros ou games, nós consumimos já pensando no próximo alvo. Temos mais jogos do que conseguimos jogar e, muitas vezes, só consumimos aquilo que está em alta no momento, com streamers jogando ou lançamentos “da moda”. Com isso, o que aumenta é o backlog e a lista de jogos nunca terminados.

Experimentar títulos de Xbox 360 da década passada e verdadeiramente me divertir com eles foi revigorante. Não só os jogos que eu nunca havia experimentado como Enslaved, mas também títulos que há muito eu queria jogar de novo, mas nunca tive a oportunidade, como Oblivion. Além, é claro, de títulos que eu já tinha jogado, mas nunca havia completado antes, como Marvel Ultimate Alliance.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Essa experiência escancarou para mim algo que, como colecionador de games antigos, eu já pensava antes: videogames não possuem data de validade para serem divertidos. Existem jogos que envelhecem mal (tal como filmes, séries e livros). Porém, existem aqueles que, como um bom vinho, ficam ainda melhores depois de alguns anos. E inda existem aqueles que eram mal vistos em seu lançamento, mas posteriormente se provaram títulos divertidos, que perseveraram anos depois do hype ter passado.

Se você conseguiu jogar a esmagadora maioria dos jogos de Xbox 360 que eu citei nesse texto, ótimo! Você sem dúvida teve ótimas experiências com o console. Entretanto, acredito que a maioria tenha jogado uma ou outra coisa, e experimentado apenas uma fração do que temos disponível para o 360.

Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft

Junte isso à situação catastrófica que estamos vivendo, com consoles da 8ª geração custando quase 3 mil reais e os da nova chegando a 5 mil, e um console retro como o Xbox 360 torna-se ainda mais atrativo.

Jogar Xbox 360 em 2021 — mesmo sem pirataria ou console desbloqueado –acaba sendo uma opção acessível, divertida, abrangente e até mesmo reflexiva. Afinal, no fim das contas, o que vale mesmo é a sua experiência como jogador. ;)

Você tem alguma história bacana com o Xbox 360? Alguma dica de jogo imperdível? Participe do debate, deixe seu comentário abaixo!

6 Respostas para “Por que ter um Xbox 360 em 2021? Meus primeiros 6 meses com o console da Microsoft”

  • 5 de junho de 2021 às 11:55 -

    A Ilha dos Dinobots

  • Excelente artigo, só faltou comentar que até hoje o console recebe atualizações, e a Live, loja de jogos e games grátis por mês funcionam perfeitamente, é como se o console ainda fosse fabricado. Tenho o meu desde 2012 bloqueado e nem tenho planos de trocar de console!

    • 5 de junho de 2021 às 21:03 -

      Gilson Peres

    • Excelentes acréscimos sem dúvida! Como eu não tenho Live, acabou que não tive experiência para falar sobre. Mas realmente esse suporte merece ser elogiado!

  • 5 de junho de 2021 às 18:35 -

    Glaucio Santos

  • Excelente artigo! Tenho o Xbox 360 desde 2011 e talvez ele seja meu console favorito de todos apesar do carinho enorme pelo Master System e o Mega Drive que tive quando criança. O 360 tem uma energia que me faz curtir muito ele, uma energia que nao senti com o PS2, o One e o PS4, por exemplo, consoles já da mimha vida adulta, trabalhando e fazendo faculdade etc.
    Tô tendo a mesma experiencia apesar da enorme falta de tempo e o excesso de opcoes de hoje em dia, como ate é falado no artigo, só que com o PS3. Tem uma nostalgia bem legal no PS3, ele acaba lembrando o 360 com uma vibe de PS2 melhorado.
    Abraço e valeu pelo artigo. 👍👏

  • 5 de junho de 2021 às 20:35 -

    Helinux

  • muita coisa boa…fico somente na vontade mesmo!!!! valeu!!!!

  • 6 de junho de 2021 às 10:38 -

    Joao

  • Eu só acho um crime por agora chamar o Xbox 360 de console retro, uma plataforma que entrega games ainda com muita qualidade (GTA 5, RDR, Forza Horizon, Tomb Raider, Franquia Batman Arkham, entre muitos outros) e mecânicas decentes.

    Diferente de seu irmão mais velho, o primeiro Xbox, que a gente começa a sentir o peso da idade pela qualidade visual dos games (imagens borradas) e gameplay limitada.

    A única razão pela qual eu não pegaria um Xbox 360 em 2021 é a retrocompatibilidade do Xbox One que funciona perfeitamente.

    Ter mesmo um 360 é pelo saudosismo ou coleção.

  • 29 de agosto de 2021 às 23:43 -

    anderson anacleto joaquim

  • otimo comentario tenho alguns consoles da antiga e da nova geraçao com ps5 xbox serie x e da antiga ps3 ,ps1 p,s2 ,xboox 360 ,master system e alguns da nintendo ,nintendo 64 nintendo wii e outros o problema todo ea manutençao desses consoles o tempo passa e precisa sempre ser higienizados e trocar pasta termica tb e muito importante custa caro manter games em dia mas e muito bom diversoa garantida .

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *